21 dias após acidente, Rossi é aprovado em exame médico obrigatório e liberado pelos médicos para GP de Aragão

Valentino Rossi foi submetido a uma avaliação física no início desta tarde em Aragão e recebeu liberação médica para disputar o GP deste fim de semana. Italiano fraturou a perna direita em um acidente no último dia 31

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Valentino Rossi foi liberado pelos médicos para disputar o GP de Aragão deste fim de semana. O italiano, que fraturou a perna direita em um acidente de enduro no último dia 31 de agosto, foi submetido a um teste físico.
 
Há 21 dias, Rossi fraturou a perna direita ― a mesma lesionada em 2010 ― ao sofrer uma queda durante um treino de enduro em Urbino, na Itália. O piloto da Yamaha foi operado pouco depois e vinha trabalhando para se recuperar o mais rápido possível.
Valentino Rossi chegou ao MotorLand de muleta (Foto: Reprodução)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

No início da semana, Rossi testou em Misano a bordo de uma YZF-R1M, mas depois de ter o exercício de segunda-feira abreviado pela chuva, voltou ao circuito Marco Simoncelli para completar 20 voltas na terça. Depois de uma consulta médica, o #46 decidiu, então, tentar disputar o GP deste fim de semana.
 
O Código Médico da MotoGP estabelece que pilotos com lesões nos membros inferiores, como é o caso do #46, sejam submetidos a um teste antes de poderem retornar à pista. Nesta prova física, Valentino teve de comprovar ter mobilidade equivalente ou superior a 50% da amplitude articular fisiológica do quadril ou do joelho, ficar em um pé só ― direito e esquerdo ― por pelo menos 5s, cobrir 20 metros em até 15s sem ajuda e subir dez degraus em até 20s.
Pouco após chegar ao MotorLand, Valentino completou o teste físico obrigatório e recebeu a lideração de Clemente Millan, diretor-médico de Aragão, para participar da etapa. O italiano volta ao comando da YZR-M1 no primeiro treino livre de sexta-feira.
 
Caso não consiga completar o fim de semana, Rossi será substituído por Michael van der Mark, piloto da Yamaha no Mundial de Superbike.
 
’SOLDADINHO’ DA PENSKE?

CASTRONEVES TEM FALTA DE TÍTULO COMO MANCHA NA CARREIRA  

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube