Ainda em recuperação, Granado volta ao cenário dos primeiros pontos no Mundial: “Espero que a minha dor ajude”

Às vésperas do GP da Itália, Eric Granado contou ao GRANDE PRÊMIO que ainda não está completamente recuperado da fratura no dedo mindinho da mão esquerda. Brasileiro somou seus primeiros pontos no Mundial na etapa de Mugello do ano passado

A cobertura completa do GP da Itália no GRANDE PRÊMIO

Eric Granado vai retornar neste fim de semana ao cenário de seus primeiros pontos no Mundial de Moto3: o circuito de Mugello. Às vésperas da etapa, entretanto, o brasileiro segue se recuperando de uma fratura no dedinho da mão esquerda, sofrida em uma queda no GP da Espanha, em Jerez de la Frontera.
 
Antes de embarcar para a Itália, o brasileiro conversou com o GRANDE PRÊMIO e contou que ainda não está completamente recuperado.
Eric Granado ainda não está 100% recuperado da fratura no dedo da mão esquerda (Foto: LaGlisse)
“Ainda não recuperou 100%. Eu tirei a imobilização na segunda-feira, comecei a fisioterapia e estou ainda em processo de recuperação”, explicou. “A minha mão ainda não fecha completamente, não tem todo o movimento, mas está melhor do que na França, com certeza. Acho que vai doer bem menos. Vai doer, mas vai doer bem menos”, avaliou. 
 
Depois de perder a prova de Le Mans por conta da lesão, Eric acredita que conseguirá correr em Mugello, mas sabe que terá de lidar com as dores.
 
“Vai dar para completar todas as voltas da corrida, porque na França eu dava cinco, seis, e já não aguentava mais de dor”, lembrou. “Em Mugello eu acho que, pelo menos, até por ser uma pista mais fluída, não ter muitas freadas, vai me favorecer um pouco”, seguiu Granado.
 
Apesar da distância que separa o Brasil do Velho Continente, Eric optou por voltar para casa para se recuperar. “A recuperação está sendo aqui no Brasil não só por causa da família, mas acho que mais por eu ter uma fisioterapeuta que me acompanha aqui praticamente duas vezes por dia”, justificou. 
 
“Eu tenho um tratamento aqui com o meu personal e tudo, o que me ajuda muito, me motiva muito também. Eu posso treinar no meu 110%, que talvez na Espanha, por eu estar sozinho, não chega neste nível”, ponderou. “É muito bom estar perto da família, mas acho que estar perto dos meus pais não vai acelerar mais a recuperação. Acho que recupera mais rápido por eu estar treinando e fazendo fisioterapia para voltar à forma física que eu estava no começo da temporada”, declarou. 
 
Questionado pelo GP se o retorno ao circuito de Mugello serve como uma motivação extra para a prova deste fim de semana, Granado reconheceu que sim, mas lembrou que tudo vai depender das condições, uma vez que a previsão é de chuva para o fim de semana.
 
“Com certeza. Por ter conseguido um resultado bom no ano passado, eu já vou com a mentalidade de que é uma pista que eu consigo andar bem, mas é difícil dizer este ano, porque tem possibilidade de chover, as condições talvez não sejam iguais as do ano passado e isso tudo depende”, considerou. “Foi uma grande corrida no ano passado e com certeza é uma pista que eu gosto muito”, recordou. 
 
“Espero que a minha dor ajude também”, falou. “Que eu não sinta muita dor e possa já desde a sexta-feira ir voltando a pegar a confiança com a moto que eu tinha no começo e tudo que eu estava sentindo confortável antes desta série de quedas aí”, encerrou Eric.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube