Álex Márquez diz que “ausência estranha” de Marc não é “desculpa para não ter resultado”

O espanhol lamentou não ter a companhia do irmão para treinar ou ajudá-lo na pista, mas disse que o trabalho precisa seguir mesmo assim

Álex Márquez lamentou não ter a presença de Marc Márquez em sua temporada de estreia na MotoGP. Entretanto, apesar de destacar situação estranha, disse saber que isso não é desculpa para não conseguir bons resultados na pista.

O mais jovem do clã Márquez ingressou no Mundial de Motovelocidade em 2012, com a Moto3 sendo porta de entrada. Desde então, o hexacampeão esteve ao seu lado em todos os finais de semana, como ressaltou o competidor de 24 anos.

Entretanto, o cenário no ano corrente é bastante diferente. Na abertura do campeonato da MotoGP, Marc sofreu uma forte queda no GP da Espanha, fraturando o úmero do braço direito. O #93 da Honda passou por operação e tentou voltar no GP da Andaluzia, mas não se sentiu seguro e, desde então, perdeu todas as etapas, ainda sem previsão para volta.

“Neste ano, que estamos passando mais tempo na pista, mais tempo entre corridas que não voltamos para casa, com certeza seria melhor tê-lo aqui, treinar juntos. Mas também tento me desconectar com meu assistente, com Emilio [Alzamora, empresário], com meu pai, tento também passar as horas livres que temos”, disse Álex.

Álex Márquez sabe que não tem desculpa para não conseguir bons resultados (Foto: Repsol)

“Para mim, é uma situação estranha, pois desde o primeiro dia que estive no paddock estava com ele [Marc] ao meu lado, então agora é um pouco estranho, mas é assim e precisamos seguir o trabalho. Não é uma desculpa para não ter um bom desempenho”, continuou o #71.

“Ele é a melhor referência que se pode ter na pista e nos dados porque é o piloto mais forte da MotoGP e da Honda. Então, sabe, é sempre bom ter a chance de se comparar com ele, tê-lo na pista, mas de casa ele também me ajuda”, completou o espanhol.

Desde sua estreia na MotoGP como companheiro de Marc, Álex teve uma oitava colocação na segunda prova em Jerez como melhor resultado. Em todas as demais provas, ficou fora do top-10, aparecendo na 15ª colocação da classificação.

A próxima etapa do Mundial de Motovelocidade é o GP de San Marino e Riviera di Rimini, em Misano. A corrida, primeira da rodada dupla no circuito, acontece no dia 13 de setembro e vai ser a primeira do ano com presença de público.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube