Ansioso para ganhar experiência com Ducati na Argentina, Lorenzo pretende “virar a página” da decepção no Catar

A caminho de sua segunda prova a bordo da Desmosedici, Jorge Lorenzo se disse ansioso para ganhar milhagem e experiência com a Ducati no circuito de Termas de Rio Hondo. Espanhol falou em encontrar um acerto que o permita ser rápido logo de cara

 
Jorge Lorenzo não esconde a decepção com a performance apagada no GP do Catar, mas acha que já é hora de virar a página. A caminho da Argentina para a segunda etapa da temporada, o espanhol se disse ansioso para ganhar mais experiência a bordo da Desmosedici.
 
Em um circuito onde não tem um histórico dos mais favoráveis — terceiro em 2014, quinto em 2015 e um abandono no ano passado —, Lorenzo vai para Argentina confiante, já que as Ducati apresentaram um bom ritmo em Termas de Río Hondo na prova de 2016.
Jorge Lorenzo falou em virar a página após decepção no Catar (Foto: Ducati)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

“No Catar, o Mundial não começou da maneira como gostaríamos, mas agora nós temos de virar a página e continuar, focando na próxima corrida”, disse Lorenzo. “Mal posso esperar para o fim de semana do GP da Argentina começar para que eu possa acumular mais milhagem e experiência com a Ducati”, continuou.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Apesar de Termas ser um circuito onde eu sofri um pouco nos últimos anos, é uma pista especial”, comentou. “No ano passado, as Ducati foram realmente bem e acho que poderei dar outro passo à frente”, considerou.
 
O #99 lembrou que é importante manter o foco e, especialmente, não tardar a encontrar um acerto que o permita ser rápido.
 
“Nós temos de manter o foco e começar a trabalhar com um acerto que nos permita ser rápidos o mais cedo possível, porque aqui na Argentina tudo é novo para mim com a Ducati”, encerrou.
 
PADDOCK GP #72 TRAZ ÁTILA ABREU E DISCUTE ETAPAS DA STOCK CAR, F1, INDY E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube