Após acidente em Assen, Barberá lembra inexperiência de Miller na MotoGP, mas critica: “Precisa pensar mais”

Tocado por Jack Miller ainda na primeira volta do GP da Holanda, Héctor Barberá acabou ficando com a perna presa na moto do piloto da LCR. Após acidente, espanhol avaliou que o australiano precisa pensar melhor no que faz

Héctor Barberá não ficou nada satisfeito com a atuação de Jack Miller na primeira volta do GP da Holanda de MotoGP. No último sábado (27), o australiano se atrapalhou na Geert Timmer Bocht e acabou derrubando o piloto da Avintia.
 
Na queda, Barberá ficou com a perna direita presa na RS213V-RS do australiano da LCR. Apesar do susto, Héctor escapou do acidente sem maiores lesões, mas bastante irritado com a atuação de Miller, que faz sua estreia na MotoGP em 2015, saltando direto da Moto3.
Héctor Barberá ficou com a perna presa na moto de Jack Miller (Foto: Avintia)
“Estou irritado porque dá raiva que essas coisas aconteçam”, declarou Héctor. “Eu estava muito ansioso para esta corrida. Em Barcelona eu fiquei com o mel na boca e aqui outra vez…”, lamentou.
 
“Mas na primeira volta, Miller passou na freada. Não sei aonde ele ia, porque é impossível entrar assim na curva, e levei um golpe forte”, explicou. “Por sorte, não aconteceu nada, porque foi uma queda muito feia. Fiquei com a perna direita enganchada na roda dele e comecei a rodar com moto”, continuou.
 
Barberá lembrou que Jack é inexperiente na classe rainha, mas defendeu que o piloto precisa pensar melhor. Além de Héctor, o australiano também trombou com Eugene Laverty, Nicky Hayden e Álvaro Bautista em Assen.
Héctor Barberá escapou sem maiores lesões (Foto: LCR)
“Miller é um novato, não tem experiência com essas motos, mas é preciso pensar mais, porque são 26 voltas e não se ganha corridas na primeira”, ponderou. “Mas assim são as corridas. Agora é pensar na Alemanha”, concluiu.

#GALERIA(5364)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube