Arbolino lidera primeiro dia de treinos da Moto3 marcado por chuva na Áustria

Tony Arbolino fechou o dia com 1min36s550. A chuva começou a cair nos minutos finais do segundo treino no Red Bull Ring, barrando os pilotos de melhorarem seus tempos

Tony Arbolino começou o fim de semana do GP da Áustria da Moto3 com o pé direito. Nesta sexta-feira (14), com os tempos dos treinos combinados, o piloto da Snipers anotou 1min36s550 para terminar o dia na ponta.

O italiano anotou o tempo rápido ainda na primeira sessão no Red Bull Ring. Na parte da tarde, os pilotos tentaram bater o #14, mas a chuva apareceu nos minutos finais e os impossibilitou de baixar a marca.

Quem apareceu na segunda colocação foi John McPhee, 0s291 mais lento que o ponteiro – o escocês liderou o TL2. Jaume Masià veio em terceiro, com Celestino Vietti e Nicolò Antonelli fechando o top-5.

Albert Arenas teve dia discreto na Áustria. Atual líder da classificação, fechou com 1min37s129, 0s579 mais lento que Arbolino, ficando com o décimo posto da tabela de tempos.

Arbolino liderou o dia da Moto3 (Foto: Reprodução)

Com as voltas de instalação do TL1 concluídas, os tempos começaram a surgir na tabela. Jaume Masià foi o primeiro a anotar marca rápida com 1min39s747. Na sequência, Deniz Öncü e Dennis Foggia completavam os três primeiros.

As coisas estavam bastante movimentadas no Red Bull Ring. Com dez minutos de treino completados, Raúl Fernández liderava a sessão com 1min38s303, seguido por Foggia, 0s062 atrás. Albert Arenas, líder da classificação, era o terceiro, com Tony Arbolino e Masià completando o top-5.

Gabriel Rodrigo protagonizou a primeira queda do fim de semana austríaco. O argentino, que estava em 11º, levou um tombo na curva 1, mas logo voltou para cima da moto e retomou o treino com ajuda dos fiscais.

No relógio, restavam 16 minutos para a bandeira quadriculada e era Adrea Migno o líder com 1min37s617. 0s243 atrás vinha Fernández, com Tatsuki Suzuki fechando os três mais rápidos do momento.

Neste ponto, Ryusei Yamanaka, o 15º colocado, e Davide Pinolli, o 26º, eram os pilotos com mais giros completados na sessão. Cada um tinha colocado no bolso 14 giros, com as melhores voltas completadas na 13ª volta. Os pilotos estavam na última parada programada do treino antes dos ataques finais.

Nos minutos finais, Fernández foi nova vítima do Red Bull Ring. O espanhol foi ao chão na curva 3, mas saiu ileso, levantou a moto sozinho e retornou ao traçado.

Com o fim da sessão, Arbolino terminou como o mais veloz com 1min36s550. John McPhee, o segundo, e Masià, o terceiro, fecharam o top-3 – o trio foi o único a virar na casa de 1min36s. Celestino Vietti e Nicolò Antonelli apareceram no top-5.

As atividades foram retomadas na parte da tarde com o segundo treino livre da Moto3. Com os primeiros dez minutos passados, Masià era o líder com 1min37300. McPhee, Fernández, Foggia e Vietti eram os seguintes.

Nas marcas combinadas, Arbolino era quem vinha na frente, com McPhee e Vietti também figurando entre os mais velozes.

Com 17 minutos para o encerramento do dia para a menor das classes, as bandeiras de chuva começaram a tremular no Red Bull Ring pela primeira vez no fim de semana. Neste ponto, McPhee, Rodrigo e Masià eram o top-3 e os pilotos estavam de volta aos boxes.

A ação retomava aos poucos no circuito austríaco com menos de quatro minutos para o fim. Entretanto, com os pilotos de volta à pista, as bandeiras de condições totalmente molhadas começaram a tremular. O ritmo diminuiu consideravelmente com a piora do asfalto, com diversos  pilotos escapando na curva 4.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube