Às vésperas de julgamento por doping, Iannone festeja no… Doping Club

É isso. Andrea Iannone, que tem dia fundamental para seu caso de doping nesta terça-feira (4), foi a uma festa em um lugar chamado The Doping Club, em Milão e riu na face do limite

Qual o limite do bom senso? É natural que as pessoas tenham diferentes conceitos do que é ter bom senso, mas Andrea Iannone fez algo que os jovens diriam de rir na cara do limite: em meio a processo de investigação após ter sido pego no exame antidoping, o piloto da MotoGP saiu para uma festa com a namorada para um lugar chamado (palpites?) The Doping Club, em Milão.
 
Sim, O Clube do Doping. A dedo duro foi a própria namorada, Giulia de Lellis.
 
E não para por aí. Iannone vive, nesta terça-feira (4), um dia fundamental no processo. O italiano será julgado pela Corte Disciplinar Internacional da FIM (Federação Internacional de Motociclismo), em Mies, na Suíça. 
 
Sobre o Doping Club? Ele existe, além de Milão, em Barcelona e faz parte de uma rede chamada The Yard Places. O site oficial do local descreve – e convidamos o leitor a ficar atento – como "um novo conceito de hospitalidade nascido em Milão e levado para Barcelona, Ibiza e Brasil. Não é para as pessoas comuns."
 
Brasil! A versão brasileira infelizmente não foi agraciada com o criativo nome. Chama-se Villa Vermelha e está em Trancoso, na Bahia. Mas também não é para pessoa comuns.
Iannone com malas para encontrar a FIM? Adivinha de novo (Foto: Reprodução/Instagram)
O caso Iannone 
 
Ainda no fim do ano passado, a FIM anunciou a suspensão provisória de Iannone por conta do teste positivo para “substância não especificada nos termos da seção 1.1.a) esteroides androgênicos anabólicos exógenos (AAS)” em um exame feito em novembro em Sepang. Após a defesa do atleta pedir a contraprova, o doping foi comprovado
 
A substância encontrada no exame de urina de Andrea é a drostanolona, um esteroide anabolizante injetável derivado do DHT. A drostanolona é muito comum em fisiculturismo, já que é eficaz no crescimento muscular.  
 
A drostanolona, aliás, é a mesma substância encontrada em Anderson Silva, lutador do UFC, num exame feito em 2015. A droga, descoberta em 1950, pode causar impotência, infertilidade e acne, além de aumentar o risco de câncer de próstata, de problemas cardíacos e de trombose.
 
Desde o início, a defesa alega que a droga entrou no sistema de Iannone por conta do consumo de carne animal durante os dias em que passou na Ásia, entre os GPs da Tailândia e da Malásia. Além de Iannone, outros oito pilotos foram testados em Sepang ― Romano Fenati, Ai Ogura, Marcos Ramírez, Remy Gardner, Joe Roberts, Xavi Vierge, Jorge Lorenzo e Marc Márquez ―, todos com resultado negativo.

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar