MotoGP

Bagnaia assume ponta ainda no início e conquista pole para GP de San Marino da Moto2. Oliveira é 9º

Francesco Bagnaia mostrou domínio total na classificação deste sábado (8). Em Misano, o piloto assumiu a ponta da tabela ainda no início da sessão, baixou o tempo para 1min37s121 e conquistou a pole para a corrida do domingo. Principal adversário pelo título, Miguel Oliveira larga apenas em nono

Warm Up / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
Francesco Bagnaia não deu abertura para os adversários na classificação. Neste sábado (7), o piloto dominou a tomada de tempos em Misano, e após marcar 1min37s121, conquistou a pole-position para o GP de San Marino e Riviera de Rimini.
 
O início do treino foi bastante agitado. O topo da tabela passou por diversas mãos, mas foi o atual líder da temporada quem conseguiu se estabelecer no primeiro posto. Quem larga ao seu lado é Marcel Schrotter, com Mattia Pasini fechando a primeira fila.
 
Logo atrás do trio aparece Fabio Quartararo, com Brad Binder, Jorge Navarro, Luca Marini, Álex Márquez, Miguel Oliveira e Xavi Vierge completando o top-10 do grid de largada do domingo.
Francesco Bagnaia (Foto: VR46)
Saiba como foi a classificação da Moto2 em Misano: 

A classe intermediária foi a última a ir para a pista neste sábado ensolarado de Misano. Com tempo firme e sem ameaça de chuva, as temperaturas estavam agradáveis, atingindo 25ºC, com o asfalto batendo os 39ºC.

Xavi Vierge foi o primeiro nome que surgiu na ponta da tabela da classificação, com o tempo de 1min37s966. Mas as coisas rapidamente mudaram em Misano, com Pasini baixando o tempo e depois sendo batido por Schrotter.

Com o início da sessão bastante animado, não demorou para a ponta trocar novamente de mãos, agora ficando com Navarro, que tratou de marcar 1min37s632. O #9 era seguido por Schrotter, Pasini, Vierge e Bagnaia.

Com dez minutos de sessão já rodados, o atual líder Bagnaia surgiu com a pole-position provisória. O tempo a ser superado era de 1min37s271. Enquanto isso, seu principal adversário pelo título, Miguel Oliveira, vinha em oitavo.
 
Com 30 minutos para a bandeira quadriculada encerrar a sessão, grande parte do pelotão estava nos boxes para a primeira parada programada. O #42 seguia com a pole provisória, enquanto Schrotter e Pasini fechavam a primeira fila do grid.
 
Foi quando 25 minutos já haviam passado que Oliveira teve um golpe de má sorte. Na curva 4, o português acabou escapando da pista e sofrendo uma queda, parando na caixa de brita. Mas logo ficou de pé e subiu de volta na moto.
 
Com nove minutos para o final, mais uma queda foi vista em Misano. Agora era a vez de Lorenzo Baldassarri ir ao chão na curva 4. Mas logo o piloto se recuperou, subiu em sua moto e voltou ao traçado.
 
Na tabela, a ordem das primeiras colocações seguia quase sem mudanças. Bagnaia ainda era o mais rápido, com 1min37s121. Schrotter era o segundo, com Pasini, Quartararo e Navarro completando o top-5. Parte do pelotão estava nos boxes.