MotoGP
07/10/2018 03:01

Bagnaia bate dupla da KTM e escapa para vencer pela sétima vez em 2018 na Moto2. Marini é 2º na Tailândia

Francesco Bagnaia travou um bom duelo com a dupla da KTM na primeira metade da corrida em Buriram, mas conseguiu escapar na frente para vencer pela sétima vez na temporada 2018 da MotoGP. Luca Marini subiu o passo no fim, caçou a concorrência e acabou em segundo, à frente de Miguel Oliveira e Brad Binder
Warm Up / JULIANA TESSER, de São Paulo / NATHÁLIA DE VIVO, de São Paulo
 Francesco Bagnaia (Foto: VR46)
Francesco Bagnaia deu mais um passo em direção ao título da Moto2. Neste domingo (7), o #42 tratou de superar um confronto com a dupla da KTM na primeira metade da corrida para vencer pela sétima vez no ano e ampliar sua vantagem na liderança do Mundial.
 
O titular da VR46 se instalou na liderança ainda no início da disputa na Tailândia, mas teve de travar um intenso duelo com Miguel Oliveira e Brad Binder. Mesmo cometendo uma série de erros, Bagnaia conseguiu se recompor e, na segunda metade da corrida, tratou de abrir vantagem para vencer com 1s512 de vantagem.
 
Sem conseguir mais pressionar Bagnaia, Oliveira passou a ter de se atentar à proximidade de Binder, mas o sul-africano não chegou a lançar um ataque dos mais eficientes.
Francesco Bagnaia venceu pela sétima vez no ano (Foto: VR46)
Com dois giros para o fim, porém, Luca Marini surgiu para tomar o terceiro posto de Binder. Na volta final, o #10 ainda aproveitou um erro de Oliveira para tomar o segundo posto e garantir uma dobradinha da VR46.

Assim, Oliveira ficou com o último posto do pódio, com Binder perdendo o top-3 por 0s157. Fabio Quartararo ficou com o quinto posto, à frente de Mattia Pasini e Iker Lecuona. Tetsuta Nagashima conseguiu o oitavo lugar, com Andrea Locatelli e Simone Corsi completando o rol dos dez primeiros.

Além da importância em termos de campeonato, a vitória de Bagnaia neste domingo também tem um memorável componente histórico, já que foi a 800ª vitória da Itália entre todas as classes do Mundial de Motovelocidade.

Com o resultado de Buriram, Bagnaia chegou aos 259 pontos e abriu 28 de vantagem para Oliveira. Binder tem o terceiro lugar no campeonato, à frente de Lorenzo Baldassarri e Álex Márquez. Marini é o décimo na classificação.
 
Saiba como foi o GP da Tailândia de Moto2:
 
O calor dos últimos dois dias não deu trégua neste domingo em Buriram. Quando a Moto2 entrou na pista, os termômetros marcavam 32°C, com o asfalto chegando aos 55°C. A velocidade do vento era de 8 km/h.
 
Pela segunda vez no ano ― e em seus 99 GPs ―, Lorenzo Baldassarri tinha a pole-position, à frente de Álex Márquez, que está na primeira fila pela oitava vez no ano. Luca Marini completa a primeira linha da grelha.
 
Mattia Pasini surge na sequência, à frente de Miguel Oliveira, que fez sua melhor classificação desde o GP da Áustria. Líder do Mundial, Francesco Bagnaia sai em sexto.
 
Neste domingo, além do pneu dianteiro médio ‘2’, a Dunlop levou para Buriram as opções traseiras extramacio ‘0’ e 2R1 macio.
 
Com o início da corrida iniciado, Baldassarri conseguiu manter a primeira colocação do pelotão, enquanto Bagnaia aproveitou o vácuo para se colocar em segundo. Oliveira era o terceiro colocado.
 
Enquanto isso, Joan Mir, Marcel Schrotter e Fernandez acabaram protagonizando as primeiras quedas do dia. Os três acabaram se envolvendo em um enrosco nos primeiros metros e acabaram indo ao chão, com Mir deixando o traçado na maca.
 
No final do primeiro giro, a ordem da tabela era Bagnaia, que conquistou cinco colocações, com Baldassarri, Oliveira, Brad Binder e Pasini completando o top-5 daquele momento.  Não demorou muito e Lorenzo acabou caindo para quarto.
 
O #44, então, deu um bote certeiro em cima do #42 para assumir a primeira colocação da corrida. Entretanto, Pecco não ficou satisfeito com o português, dando o troco e reassumindo o primeiro posto.
 
Então, o italiano acabou errando na curva 12, deixando caminho livre para Miguel reassumir a primeira colocação. Bagnaia caiu para segundo e ainda teve que controlar a moto após Binder tocar levemente a roda traseira.
 
O trio da ponta seguia bastante próxima, com Oliveira precisando segurar Bagnaia e Binder, sem conseguir abrir na ponta. Márquez e Marini vinham completando o top-5, até que o irmão mais novo de Marc acabou indo ao chão.
 
trio da ponta O #41 fez uma ultrapassagem dupla para assumir a ponta, mas logo viu Oliveira e Bagnaia o superarem novamente. Inclusive, Pecco e Miguel acabaram se tocando levemente, com o #42 ficando com a liderança.

Com 14 voltas para o final, a ordem era Oliveira, Bagnaia, Binder, Marini, Quartararo, Pasini, Lecuona, Nagashima, Locatelli e Gardner.
 
Bagnaia e Oliveira protagonizaram então um belo embate. Enquanto o português liderava a prova, o italiano chegou e deu a investida no momento certeiro para tomar a liderança. O #44 bem que tentou, mas não conseguiu dar o troco.
Com a moto rendendo bem, Bagnaia abriu uma confortável vantagem na liderança, sustentando um respiro de 0s594 para o segundo colocado Oliveira com 11 voltas para a bandeira quadriculada. Binder seguia atrás da dupla.

Na reta final da corrida, Bagnaia já estava tranquilo na primeira colocação, com 1s407 de vantagem. Mais para trás, Oliveira e Binder estavam bastante próximos, com Marini e Quartararo completando o top-5 com sete voltas para o fim.
 
Com duas voltas para o final, Marini decidiu se intrometer nas posições da ponta e beliscar uma posição no pódio. Perseguindo a dupla da KTM, o #10 logo superou Binder, começando uma caçada em cima de Oliveira.
 
No último giro, então, o português acabou cometendo um erro na curva 3, deixando o caminho aberto para Marini assumir a segunda colocação. Miguel bem que tentou superar o adversário, mas sem sucesso.
 
Então, pela sétima vez na temporada, Bagnaia subiu ao degrau mais alto do pódio, com Marini terminando em segundo e Oliveira encerrando o top-3 do dia. Binder e Quartararo fecharam os cinco melhores da prova.
 
Moto2 2018, GP da Tailândia, Buriram, Final:

1 F BAGNAIA VR46 Kalex 39:00.009 24 voltas
2 L MARINI VR46 Kalex +1.512  
3 M OLIVEIRA Red Bull KTM Ajo +1.651  
4 B BINDER Red Bull KTM Ajo +1.808  
5 F QUARTARARO Speed UP +6.260  
6 M PASINI Italtrans Kalex +11.784  
7 I LECUONA Interwetten KTM +15.290  
8 T NAGASHIMA Tady Kalex +16.903  
9 A LOCATELLI Italtrans Kalex +18.608  
10 S CORSI TASCA Kalex +21.181  
11 X VIERGE Intact Kalex +22.021  
12 R GARDNER Tech3 Mistral 610 +23.957  
13 J ROBERTS RW NTS +24.668  
14 B BENDSNEYDER Tech3 Mistral 610 +26.302  
15 N TUULI SIC Kalex +26.817  
16 D AEGERTER Kiefer KTM +30.758  
17 J NAVARRO Gresini Kalex +34.782  
18 T WAROKORN SAG Kalex +38.315  
19 E PONS Speed UP +40.294  
20 J DANILO SAG Kalex +40.845  
21 K IDHAM PAWI Tady Kalex +41.349  
22 X CARDELUS Stylobike Kalex +43.908  
23 S ODENDAAL RW NTS +57.257  
24 I VIÑALES Forward Suter +59.207  
25 F FULIGNI TASCA Kalex +59.383  
26 S LOWES Interwetten KTM +1 volta  
27 L BALDASSARRI PONS Kalex NC  
28 A MÁRQUEZ Marc VDS Kalex NC  
29 S MANZI Forward Suter NC  
30 A FERNANDEZ PONS Kalex NC  
31 M SCHROTTER Intact Kalex NC  
32 J MIR Marc VDS Kalex NC  
         
REC L BALDASSARRI PONS Kalex 1:36.374 170.1 km/h
MV L BALDASSARRI PONS Kalex 1:36.374 170.1 km/h
         
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 33ºC | pista: 56ºC