Binder vence corrida agitada na Inglaterra e amplia liderança da Moto3 com queda de Navarro. 34º no grid, Manzi é 4º

Brad Binder superou uma corrida maluca e venceu pela quarta vez na temporada. Francesco Bagnaia ficou com o segundo posto, à frente de Bo Bendsneyder. Inspirado, Stefano Manzi saltou de 34º no grid para a quarta colocação

Brad Binder deu um importantíssimo passo rumo ao título da Moto3. O sul-africano superou uma prova agitadíssima em Silverstone neste domingo (4) e alcançou seu quarto triunfo na temporada 2016.
 
Largando em quinto, o piloto da Red Bull KTM Ajo fez uma prova impecável, contou com um bom trabalho de Bo Bendsneyder no papel de escudeiro e ainda viu Jorge Navarro cair na parte final da disputa para ampliar sua vantagem na liderança da Moto3 de 61 para 86 pontos.
Brad Binder ampliou para 86 pontos sua vantagem no Mundial (Foto: Red Bull KTM Ajo)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

A classificação do Mundial de Moto3 após o GP da Grã-Bretanha

Pole em Silverstone, Francesco Bagnaia brigou duro pelo pódio, mas acabou em segundo, 0s183 atrás do rival da Ajo. Bendsneyder superou a punição que o jogou para o oitavo posto do grid e ficou em terceiro.

 
O destaque da prova, no entanto, fica por conta de Stefano Manzi. O wild-card da Mahindra largou em 34º, mas escalou o pelotão para conquistar o quarto lugar na disputa inglesa.
 
Nicolò Bulega não conseguiu brigar entre os ponteiros, mas recebeu a bandeirada em quinto, à frente de Fabio Di Giannantonio. Niccolò Antonelli garantiu o sétimo posto.
 
Enea Bastianini brigou pela vitória, mas sucumbiu nos giros finais e ficou com a oitava posição. Arón Canet e Joan Mir completam o rol dos dez melhores.
 

Saiba como foi o GP da Grã-Bretanha de Moto3:

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

A previsão do tempo não falava em chuva em meados da semana, mas a situação mudou nos indicativos deste domingo (4). Mais uma vez, o dia em Silverstone amanheceu nublado e o warm-up da manhã foi marcado pelo piso molhado.
 
A previsão mais recente dos meteorologistas falava em pancadas pela manhã com intervalos de sol, mas também apontava para a possibilidade de chuva durante a tarde. Antes da largada da Moto3, os termômetros marcavam 17°C, com o asfalto alcançando os 16°C. A velocidade dos ventos era de 26 km/h e a direção de prova declarou que seria uma corrida com pista seca — não chovia pouco antes da partida.
 
Na prova deste domingo, a pole era de Francesco Bagnaia, que conquistou a segunda posição de honra da Mahindra no Mundial — a primeira foi na etapa da Comunidade Valenciana de 125cc em 2011. Enea Bastianini vinha na sequência, com Niccolò Antonelli completando o top-3 — Bo Bendsneyder fez o terceiro tempo na classificação, mas largou em oitavo por conta de uma punição. 
 
Para a corrida deste domingo, a Dunlop reservou os pneus dianteiros macios e médios, com as borrachas média ‘M1’ e dura ‘H3’ reservadas para a roda traseira.
 
Quando as luzes se apagaram na reta de largada, Bagnaia saiu bem, mas Bastianini mergulhou por dentro na Copse e assumiu a ponta, com Binder aparecendo em terceiro.
 
Poucos metros depois, na Stowe, Brad já estava o ataque, passando Bagnaia para assumir a terceira colocação.
 
O pelotão embolou ainda na primeira volta, com Bagnaia assumindo o comando, à frente de Mir, Bastianini, Antonelli, Rodrigo, Martín e Binder.
Francesco Bagnaia ficou com o segundo posto em Silverstone (Foto: Aspar)
Rodrigo, que largou em 14º, passou Bagnaia pela liderança, mas logo levou o troco do piloto da Aspar. Bastianini vinha em terceiro, à frente de Mir.
 
Depois de se afastar dos ponteiros, Binder deu uma ligeira recuperada e assumiu o terceiro posto com uma boa manobra na Luffielfd, pertinho de Bastianini, que era quem comandava a caçada a Bagnaia.
 
Na abertura do terceiro giro, Binder atacou Enea e assumiu o segundo posto, 0s3 atrás de Bagnaia. Rival pelo título, Navarro vinha em 12º.
 
Na Stowe, Binder atacou e assumiu a ponta, com Bastianini se instalando em segundo. Bagnaia respondeu rapidamente e logo passou à frente do piloto da Gresini. Rodrigo era o quarto, à frente de Mir, Bendsneyder, Antonelli, Locatelli, Bulega e Navarro.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Precisando descontar o atraso em relação a Binder na classificação do Mundial — 61 pontos —, Navarro começou a escalar o pelotão e assumiu o oitavo posto ainda na terceira volta.
 
Na liderança, Binder não conseguia se afastar do pelotão, com Bagnaia mantendo o rival da Red Bull KTM Ajo sob alcance e trazendo Bastianini junto. Mais atrás, Navarro era o sétimo.
 
Wild-card, Stefano Manzi vinha em uma excelente corrida. O italiano largou em 34º, mas aparecia em nono na quarta volta. 
 
Lá na ponta, Bagnaia lançou uma bela manobra e tomou a ponta de Binder na Farm, mas levou o Xis pouco depois. Bastianini aproveitou e passou por dentro, subindo para segundo. Mir era o quarto, à frente de Navarro.
 
Na volta seguinte, Bastianini passou Binder e assumiu a ponta, com Bagnaia também deixando o líder do Mundial para trás. O pelotão estava bem unido na ponta e se alinhava a cada trecho de reta.
 
Metros adiante, Pecco conseguiu tirar Enea do comando usando o vácuo do rival na entrada da Brooklands. Brad também atacou e passou ao segundo posto, com Navarro, Mir e Bastianini aparecendo na sequência.
Bo Bendsneyder foi ao pódio pela primeira vez no Mundial (Foto: Red Bull KTM Ajo)
Com 11 voltas para o fim, Quartararo teve problemas com a RC250GP da Kiefer e ficou parado na área de escape da pista. A temporada 2016 não está lá das melhores para aquele que era tido como o novo Marc Márquez.
 
Binder também aproveitou a entrada da Brokklands para passar Bagnaia, com Navarro avançando ao segundo posto. Jorge assumiu a ponta, mas perdeu para Bagnaia pouco depois. 
 
Na reta principal, Navarro acelerou e entrou primeiro na curva um, deixando Binder para mostrar reação. O líder do Mundial correspondeu de imediato e subiu para segundo, à frente de Mir, Bagnaia e Rodrigo.
 
Dono de um grande ritmo de todo o fim de semana, o #9 tinha de tentar se afastar para evitar fornecer vácuo aos rivais, mas o pelotão seguia unido. No fim do sétimo giro, Binder passou, com Mir subindo para segundo, mas Navarro aproveitou um erro do piloto da Kiefer e retomou o segundo posto.
 
No meio do bolo, Di Giannantonio conseguiu avançar para a segunda colocação, mas logo perdeu o posto para Navarro. Bagnaia era o quarto, seguido por Mir, Bastianini e um incrível Manzi.
 
Com nove voltas para o fim, Navarro superou Binder na freada da Copse e assumiu a ponta, com Di Giannantonio segundo o terceiro posto brevemente, antes de ser superado por Bagnaia.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Na ponta, Navarro passou a imprimi um ritmo forte para tentar escapar, mas Binder ia mantendo contado. Na entrada da décima volta, Bagnaia atacou o #41 e assumiu o segundo posto, pouco depois pulando para a ponta. Navarro perdeu ritmo na entrada da Copse e caiu para quinto.
 
Binder retomou a ponta, à frente de Bagnaia e Manzi. Di Giannantonio vinha na sequência, à frente de Navarro.
 
No topo da tabela, Binder abriu 0s394 de margem, mas logo viu Bagnaia reduzir a diferença ao recuperar a posição que lhe tinha sido tomada por Di Giannantonio.
 
Depois de um breve ‘apagão’, Navarro voltou com tudo e saltou para a ponta na Stowe, com Manzi aparecendo em segundo, à frente de Binder, Bagnaia e Rodrigo.
 
Após ser batido por Manzi, Binder retomou o combate e avançou para o segundo posto, à frente de Bagnaia. O #62 é abusadinho para um wild-card!
 
Di Giannantonio também tentou aprontar das suas e apareceu em segundo, mas logo foi superado por Bagnaia. Bastianini era o terceiro, com Bendsneyder, Binder e Manzi vindo na sequência. Stefano lançou um ataque agressivo e acabou se complicando.
 
Na 13ª volta, Bagnaia assumiu a ponta, com Bastianini pulando para o segundo posto. Navarro caiu para terceiro, logo à frente de Binder.
 
Metros adiante, Bastianini tomou a frente, com Binder, Bagnaia e Navarro vindo logo atrás. Pecco reagiu pouco depois e subiu para segundo, mas o troco veio a cavalo.
 
Enquanto isso, Binder retomou a ponta, com Bastianini em segundo, à frente de Bendsneyder, Bagnaia, Manzi, Di Giannantonio e Navarro.
 
Terceiro, Bendsneyder vinha tentando atacar Bastianini. Bo tinha feito uma bela prova ajudando a proteger os interesses de Binder.
 
Como quem espera sempre alcança, Bendsneyder saltou para segundo na 15ª volta, mas tudo mudou pouco depois.
 
Bagnaia pulou para a liderança, com Binder em segundo, à frente de Bendsneyder. 
 
Tentando escalar o pelotão, Navarro caiu junto com Migno na Club, a curva nove de Silverstone. O espanhol ficou desesperado, já que o sonho do título ia escapando pelos dedos.
 
Enquanto isso, Bendsneyder assumiu o comando da prova, com Bagnaia em segundo, mas logo sendo batido por Binder.
 
Na última volta, Binder retomou a liderança, à frente de Bo e Pecco. Di Giannantonio vinha na sequência, acompanhado por Manzi.
 
Binder conseguiu abrir um pouco, com Bagnaia passando Bendsneyder pelo segundo posto e Manzi e Bulega avançando na tabela.

#GALERIA(5772)

Moto3, GP da Grã-Bretanha, Silverstone, corrida:

1 41 BRAD BINDER RSA RED BULL KTM AJO 38:39.142 17 voltas
2 21 FRANCESCO BAGNAIA ITA ASPAR Mahindra +0.183  
3 64 BO BENDSNEYDER HOL RED BULL KTM AJO +0.336  
4 62 STEFANO MANZI ITA MAHINDRA +0.787  
5 8 NICOLÒ BULEGA ITA VR46 KTM +0.802  
6 4 FABIO DI GIANNANTONIO ITA GRESINI Honda +0.883  
7 23 NICCOLÒ ANTONELLI ITA ONGETTA Honda +0.920  
8 33 ENEA BASTIANINI ITA GRESINI Honda +1.106  
9 36 JOAN MIR ESP KIEFER KTM +1.409  
10 44 ARÓN CANET ESP ESTRELLA GALICIA 0,0 Honda +1.193  
11 88 JORGE MARTÍN ESP ASPAR Mahindra +1.624  
12 19 GABRIEL RODRIGO ARG RBA KTM +2.400  
13 65 PHILIPP OETTL ALE SCHEDL GP KTM +8.585  
14 95 JULES DANILO FRA ONGETTA Honda +12.807  
15 55 ANDREA LOCATELLI ITA KIEFER KTM +12.839  
16 84 JAKUB KORNFEIL TCH SEPANG Honda +12.885  
17 58 JUANFRAN GUEVARA ESP RBA KTM +13.174  
18 17 JOHN McPHEE ING SAXOPRINT Peugeot +13.216  
19 48 LORENZO DALLA PORTA ITA VR46 KTM +13.326  
20 76 HIROKI ONO JAP KIEFER KTM +16.963  
21 11 LIVIO LOI BEL RW Kalex Honda +32.397  
22 40 DARRYN BINDER RSA WORLDWIDE Mahindra +39.125  
23 89 KHAIRUL IDHAM PAWI MAL TEAM ASIA Honda +39.140  
24 7 ADAM NORRODIN MAL SEPANG Honda +39.257  
25 53 MARCO BEZZECCHI ITA MAHINDRA +39.414  
26 24 TATSUKI SUZUKI JAP CIP Mahindra +39.516  
27 6 MARÍA HERRERA ESP MH6 KTM +39.714  
28 3 FABIO SPIRANELLI ITA CIP Mahindra +51.679  
29 77 LORENZO PETRARCA ITA TEAM ITALIA Mahindra +1:09.870  
30 16 ANDREA MIGNO ITA VR46 KTM +1:32.740  
  9 JORGE NAVARRO ESP ESTRELLA GALICIA 0,0 Honda NC  
  43 STEFANO VALTULINI ITA TEAM ITALIA Mahindra NC  
  42 MARCOS RAMÍREZ ESP WORLDWIDE Mahindra NC  
  20 FABIO QUARTARARO FRA KIEFER KTM NC  
  12 ALBERT ARENAS ESP SAXOPRINT Peugeot NC  
             
POLE ENEA BASTIANINI ITA GRESINI Honda 1:27.129 151.6 km/h
VOLTA MAIS RÁPIDA KHAIRUL IDHAM PAWI MAL TEAM ASIA Honda 1:42.544 128.8 km/h
RECORDE BRAD BINDER RSA RED BULL KTM AJO 1:26.877 152.1 km/h
MELHOR VOLTA NICOLÒ BULEGA ITA VR46 KTM 2:15.336 156.9 km/h
             
    Condições do tempo   CHUVA   ar: 18ºC | pista: 17ºC
PADDOCK GP #44 DEBATE VITÓRIAS DE ROSBERG EM SPA E DE RAHAL NO TEXAS

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube