Chefe da Marc VDS mostra insatisfação com tratamento da Honda e admite chance de divórcio após temporada 2018

Chefe da Marc VDS, Michael Bartholemy admitiu a possibilidade de encerrar a parceria com a Honda na MotoGP após a temporada 2018. Dirigente afirmou que a equipe belga ficará com o construtor que mostrar mais interesse na esquadra de Marc van der Straten

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Marc VDS não está lá muito feliz com o suporte que tem recebido da Honda. Satélite da marca da asa dourada, a escuderia belga já admite se aliar a um novo parceiro a partir da temporada 2019.
 
Falando ao site oficial da MotoGP, Michael Bartholemy admitiu negociar com as demais fábricas da classe rainha e contou que a Marc VDS se sente como “a quinta roda do carro” na lista de prioridades da Honda.
Michael Bartholemy não está satisfeito com o tratamento dado pela Honda para o time de Marc van der Straten (Foto: Marc VDS)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Nos últimos três anos, acho que fizemos muito pela Honda”, disse o chefe da Marc VDS. “Quando uma equipe estava lutando por um patrocinador [Gresini], nós assumimos o programa, entrando na MotoGP um ano antes do previsto e movendo recursos financeiros para fazer isso. Nós tivemos de mover montanhas em 2014”, recordou.
 
“Logo, quando a outra equipe da Honda [LCR] teve problemas financeiros, nós assumimos seu segundo piloto [Jack Miller], um desafio enorme para nós”, citou. “Então, quando você se vê sendo tratado como a quinta roda do carro, é normal que, a nível humano, você se sinta um pouco decepcionado”, comentou.
 
O chefe da escuderia belga avaliou que a Marc VDS desperta o interesse das fábricas rivais e admitiu romper com a Honda após 2018.
 
“O positivo é têm três fábricas que gostam da nossa equipe, do programa que temos”, falou. “Então vamos ver o que o próximo ano vai nos trazer, entre maio e junho, e estou disposta a falar com as quatro, incluindo, sem dúvida, a Honda. Creio que quem mostre mais interesse na nossa atividade vai ser com quem iremos”, concluiu.
EM BUSCA DO SONHO DA F1

PIETRO FITTIPALDI REVELA QUE NEGOCIOU COM A SAUBER PARA 2018

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube