Chuva chega no fim, e McPhee fatura pole-position da Moto3 em classificação marcada por forte queda de Arenas

A chuva apareceu apenas nos minutos finais do treino classificatório e não impediu os pilotos de travarem um intenso duelo pela pole-position. Com sua melhor volta em 1min49s094, John McPhee ficou com a posição de honra no grid, à frente de Nicolò Bulega e Jorge Martín

A chuva deu uma trégua para a Moto3 e só voltou a cair de maneira leve nos minutos finais do treino classificatórios. Cientes da previsão para este sábado (8), os pilotos travaram uma intensa batalha pela pole-position, mas foi John McPhee quem levou a melhor.
 
O piloto do British Talent Team partiu para o último pit-stop no topo da tabela de tempos e viu a chegada da chuva neutralizar a ameaça dos rivais. Em um esforço final, mesmo com o alerta de chuva, NIcolò Bulega baixou sua marca e se colocou em segundo, 0s154 atrás do ponteiro.
John McPhee vai largar na pole na Argentina (Foto: British Talent Team)
Jorge Martín vai fechar a primeira fila, à frente de Arón Canet e Fabio Di Giannantonio. Romano Fenati começou a sessão na liderança, mas acabou em sexto.
 
Juanfran Guevara vai abrir a terceira linha da grelha, acompanhado por Andrea Migno e Tatsuki Suzuki. Philipp Oettl completa a lista dos dez primeiros.
Forte ao longo de todo o fim de semana, Joan Mir foi quem se deu pior na sessão. O espanhol errou na curva cinco e conseguiu apenas o 16º lugar no grid.
 
O treino desta tarde, porém, ficou marcado por um forte acidente de Albert Arenas, que foi ejetado da Mahindra, atingido pela moto e ainda executou uma série de piruetas na brita de Termas de Río Hondo. Apesar do susto, o espanhol não se feriu e voltou para a pista para cavar o 19º posto no grid.
 
Saiba como foi o treino classificatório da Moto3 na Argentina:
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

A chuva que caiu em meados do terceiro treino da MotoGP na Argentina foi passageira e não voltou a incomodar. Ao menos não às vésperas dos treinos classificatórios.
 
Apesar do céu nublado, quando os pilotos da Moto3 entraram na pista, o termômetro apontava 18°C no ambiente, com o asfalto chegando aos 22°C. A velocidade do vento estava em 16 km/h.
 
Com a ameaça de chuva pairando no ar, os pilotos não tardaram em entrar na pista assim que o cronômetro foi disparado para marcar os 40 minutos de sessão.
 
Líder dos treinos livres, Mir comelçou no topo da tabela, s223 à frente de Migno. Di Giannantonio tinha o terceiro posto.
 
Ainda nos primeiros minutos, Albert Arenas sofreu uma queda forte na curva 11 de Termas de Río Hondo. O piloto da Aspar foi ejetado da moto, atingido por ela e ainda executou uma série de piruetas na brita. Apesar do susto, o espanhol se levantou e deixou a pista caminhando.
 
Com Mir ainda no topo, Migno saltou para a segunda colocação, reduzindo a vantagem do #36 para 0s003. Bulega vinha em terceiro, à frente de Di Giannantonio e Martín.
 
Na sequência, Migno registrou 1min49s830 e pulou para a ponta, 0s071 à frente de Darryn Binder, que assumiu a segunda colocação. Bulega vinha agora em terceiro.
 
Depois do assustador acidente de mais cedo, Arenas foi levado ao centro médico para ser avaliado. O espanhol não poderia voltar à pista antes de os médicos verificarem se ele sofreu uma concussão.
 
Enquanto isso, os demais partiram para o primeiro pit-stop. Migno tinha o topo da tabela, à frente de Binder, Bulega, Mir, Guevara, Rodrigo, Antonelli, McPhee, Di Giannantonio e Martín.
 
De volta à pista, Canet baixou para 1min49s832 e saltou para o segundo posto, apenas 0s002 mais lento que Migno. 
 
Logo em seguida, McPhee anotou 1min49s748 e pegou a liderança, abrindo 0s082 de margem para Andrea. O britânico, no entanto, nem pôde comemorar, já que Fenati apareceu com a melhor volta do fim de semana para abrir 0s223 de vantagem.
 
Di Giannantonio também apertou o passo e assumiu a segunda colocação, 0s011 mais lento que Fenati. McPhee vinha em terceiro, à frente de Migno, Canet, Binder, Bulega, Antonelli, Mit e Guevara.
 
Na sequência, foi a vez de Canet fazer seu tour no primeiro posto. O #44 registrou 1min49s463 e bateu Fenati por 0s030. Martín também melhorou e saltou para a quarta colocação. Mais atrás, María Herrera apareceu no 13º posto.
 
Depois, foi Martín quem saltou para o comando, mas também ficou pouco por lá, já que McPhee registrou 1min49s094 e abriu 0s229 na liderança.
 
Perto da barreira de dez minutos para o fim da classificação, a pista ficou silenciosa, com os pilotos retornando aos boxes em busca de pneus novos para o ataque final. McPhee tinha a pole provisória, à frente de Martín, Canet, Di Giannantonio, Fenati, Migno, Suzuki, Oettl, Binder e Bulega.
Avaliado pelos médicos, Arenas voltou aos boxes para entrar na pista para os instantes finais da sessão. De acordo com Gino Bolsoi, da Aspar, o espanhol estava bem dolorido, mas não tinha fraturas.
 
Com cinco minutos para o fim da sessão, enquanto os pilotos já estavam na pista, as primeiras bandeiras de chuva começaram a surgir em Termas de Río Hondo, alertando os pilotos sobre as condições de pista.
 
#GALERIA(6981)

Moto2, GP da Argentina, Termas de Río Hondo, Classificação:

1 17 JOHN MCPHEE ING BRITISH TALENT TEAM Honda 1:49.094    
2 8 NICOLÒ BULEGA ITA VR46 KTM 1:49.248 +0.154  
3 88 JORGE MARTÍN ESP GRESINI Honda 1:49.323 +0.229  
4 44 ARÓN CANET ESP ESTRELLA GALICIA 0,0 Honda 1:49.463 +0.369  
5 21 FABIO DI GIANNANTONIO ITA GRESINI Honda 1:49.486 +0.392  
6 5 ROMANO FENATI ITA ONGETTA Honda 1:49.493 +0.399  
7 58 JUANFRAN GUEVARA ESP RBA Mahindra 1:49.782 +0.688  
8 16 ANDREA MIGNO ITA VR46 KTM 1:49.830 +0.736  
9 24 TATSUKI SUZUKI JAP SIC58 Honda 1:49.843 +0.749  
10 65 PHILIPP OETTL ALE SCHEDL GP KTM 1:49.860 +0.766  
11 40 DARRYN BINDER RSA WORLDWIDE KTM 1:49.901 +0.807  
12 11 LIVIO LOI BEL KIEFER Honda 1:49.927 +0.833  
13 19 GABRIEL RODRIGO ARG RBA KTM 1:49.935 +0.841  
14 23 NICCOLÒ ANTONELLI ITA RED BULL KTM AJO 1:49.974 +0.880  
15 33 ENEA BASTIANINI ITA ESTRELLA GALICIA 0,0 Honda 1:49.978 +0.884  
16 36 JOAN MIR ESP KIEFER Honda 1:50.025 +0.931  
17 64 BO BENDSNEYDER HOL RED BULL KTM AJO 1:50.042 +0.948  
18 27 KAITO TOBA JAP TEAM ASIA Honda 1:50.067 +0.973  
19 75 ALBERT ARENAS ESP ASPAR Honda 1:50.093 +0.999  
20 6 MARÍA HERRERA ESP ARGIÑANO & GINÉS KTM 1:50.107 +1.013  
21 7 ADAM NORRODIN MAL SIC Racing Team Honda 1:50.126 +1.032  
22 84 JAKUB KORNFEIL TCH SAXOPRINT Peugeot 1:50.163 +1.069  
23 12 MARCO BEZZECCHI ITA CIP Mahindra 1:50.250 +1.156  
24 14 TONY ARBOLINO ITA SIC58 Honda 1:50.328 +1.234  
25 71 AYUMU SASAKI JAP SIC Racing Team KTM 1:50.668 +1.574  
26 48 LORENZO DALLA PORTA ITA ASPAR Mahindra 1:50.681 +1.587  
27 42 MARCOS RAMÍREZ ESP WORLDWIDE KTM 1:50.727 +1.633  
28 95 JULES DANILO FRA ONGETTA Honda 1:50.781 +1.687  
29 41 NAKARIN ATIRATPHUVAPAT TAI TEAM ASIA Honda 1:51.180 +2.086  
30 4 PATRIK PULKKINEN FIN SAXOPRINT Peugeot 1:52.615 +3.521  
31 96 MANUEL PAGLIANI FRA CIP Mahindra 1:50.783 +1.460 P +12
               
RECORDE MIGUEL OLIVEIRA POR RED BULL KTM AJO 1:48.977 158.7 km/h  
MELHOR VOLTA MIGUEL OLIVEIRA POR RED BULL KTM AJO 1:48.461 159.5 km/h  
               
    Condições do tempo   PISTA SECA   ar: 18ºC | pista: 22ºC  

PADDOCK GP #72 TRAZ ÁTILA ABREU E DISCUTE ETAPAS DA STOCK CAR, F1, INDY E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube