Com 18 pilotos no mesmo segundo, Viñales fecha pré-temporada no Catar na liderança

Maverick Viñales aproveitou os minutos finais do terceiro dia de testes em Losail para superar Franco Morbidelli por 0s033 e ditar o ritmo da MotoGP. Mais 0177 atrás, Álex Rins fecha o top-3

Maverick Viñales fechou a pré-temporada 2020 no comando da MotoGP. O #12 cresceu nos minutos finais da atividade desta segunda-feira (24) para destronar Franco Morbidelli e puxar uma dobradinha da Yamaha.
 
Com 1min53s858 na melhor de suas mais de 75 voltas, Maverick afastou Morbidelli por 0s033. Os dois foram os únicos que rodaram abaixo de 1min54s no traçado do Catar. 
 
0s177 mais lento que o #12, Alex Rins ficou com o terceiro posto, 0s009 melhor que Fabio Quartararo, o quarto. Jack Miller foi a melhor Ducati e ficou como quinto posto, seguido por Joan Mir.
Maverick Viñales (Foto: Yamaha)
Num da em que a Honda teve de voltar ao passado na tentativa de aumentar a competitividade da RC213V, Marc Márquez foi a 1min54s149 e ficou com o sétimo tempo, à frente de Takaaki Nakagami.
 
Estreante na MotoGP em 2020, Brad Binder teve uma boa segunda-feira e, com 1min54s283, fez o nono melhor registro, 0s425 atrás do líder. Andrea Dovizioso fecha um top-10 coberto por 0s454.
 
Só 0s014 atrás do #4, Francesco Bagnaia ficou em 11º, escoltado por um Valentino Rossi só 0s006 mais lento. Aleix Espargaró colocou a Aprilia na 13ª colocação, à frente de Pol Espargaró, Tito Rabat e Danilo Petrucci. Johann Zarco foi o 17º.
 
Recuperado após um tombo no domingo, Cal Crutchlow completou mais de 70 voltas, mas ficou apenas em 18º, o último no mesmo segundo do líder. Com 1min55s008, Miguel Oliveira foi 19º, à frente de Iker Lecuona, Álex Márquez e Bradley Smith.
 
Paddockast #49
RAÍ CALDATO: O ARTISTA PREFERIDO DE LEWIS HAMILTON

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

Saiba como foi o terceiro dia de testes da MotoGP em Losail:
 
Assim como nos outros dois dias, a última sessão de testes começou de forma lenta, com os pilotos adiando a entrada na pista. Líder do domingo, Fabio Quartararo foi o primeiro a quebrar o silêncio, mas rodou sozinho na primeira hora, completando dez voltas, a melhor delas em 1min55s360.
 
Brad Binder foi para a pista pouco depois, mas voltou aos boxes na sequência. Depois, Bradley Smith iniciou o trabalho e, pouco a pouco, mais e mais pilotos foram entrando na pista.
 
Neste terceiro e último dia de testes, a Honda seguia perdida com a RC213V. Depois de Marc Márquez admitir sua preocupação com a forma, a montadora da asa dourada trouxe a moto do ano passado para ser testadas. Inicialmente, Takaaki Nakagami seria o único entre os quatro pilotos da marca com o protótipo do ano passado.
 
Às 3h30 (locais), Quartararo seguia no topo da tabela, à frente de Pol Espargaró, Danilo Petrucci, Maverick Viñales, Miguel Oliveira e Francesco Bagnaia. Um pouco depois, o #25 destronou o francês da SIC pela primeira vez nesta segunda-feira, assumindo a ponta por 0s045.
 
Na sequência, Valentino Rossi saltou para o quarto posto, apenas 0s071 mais lento que Viñales, que melhorou na sequência para chegar em 1min54s787. Álex Rins também apertou o passo e agora vinha em segundo.
 
Perto das 18h ― o horário da largada da corrida que abre a temporada 2020 ―, a Yamaha comandava o top-3 com Franco Morbidelli, Quartararo e Rossi. Rins e Joan Mir vinham em seguida.
 
A sorte da Yamaha, porém, não foi tão duradoura. Rossi sofreu uma queda na curva 2, enquanto Quartararo teve de parar por causa de uma falha técnica.
 
Faltando 1h40 para o fim da pré-temporada, Morbidelli comandava o teste com 1min53s891, 0s186 melhor que Quartararo. Mir tinha o terceiro posto, seguido por Nakagami. Estreante, Brad Binder aparecia como a melhor KTM, em quinto, apenas 0s392 atrás do ponteiro. 
 
Jack Miller ocupava a sexta colocação, seguido por Andrea Dovizioso, Rossi, Rins e Aleix Espargaró. 0s666 atrás de Morbidelli, Marc Márquez era o 11º, à frente de Pol Espargaró e Pecco Bagnaia.
Um pouco depois, Nakagami foi a 1min54s239 e assumiu o quarto posto, 0s348 atrás de Morbidelli. 
 
Viñales, então, passou a avançar. Com 1min54s445, o #12 assumiu o 11º lugar e, depois, pulou para décimo ao virar 0s038 melhor.
Depois de uma passagem pelos boxes, Viñales foi a 1min53s858 e tomou a ponta de Morbidelli por 0s033. Rins subiu para a quarta colocação, escoltado por Quartararo e Mir.
 
Marc seguiu o mesmo roteiro, baixou para 1min54s149 e assumiu o sexto lugar, 0s291 mais lento que Viñales. Mais atrás, Bagnaia também melhorou e vinha agora em 11º.
 

MotoGP 2020, Catar, Losail, Teste coletivo, Dia 3:

1 M VIÑALES Yamaha 1:53.585   69 84
2 F MORBIDELLI SIC Yamaha 1:53.891 +0.306 29 52
3 A RINS Suzuki 1:54.068 +0.483 40 40
4 F QUARTARARO SIC Yamaha 1:54.077 +0.492 35 58
5 J MILLER Pramac Ducati 1:54.105 +0.520 69 69
6 J MIR Suzuki 1:54.129 +0.544 33 42
7 M MÁRQUEZ Honda 1:54.149 +0.564 51 61
8 T NAKAGAMI LCR Honda 1:54.239 +0.654 24 40
9 B BINDER KTM 1:54.283 +0.698 40 58
10 A DOVIZIOSO Ducati 1:54.312 +0.727 38 55
11 F BAGNAIA Pramac Ducati 1:54.326 +0.741 55 55
12 V ROSSI Yamaha 1:54.332 +0.747 28 47
13 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:54.432 +0.847 35 56
14 P ESPARGARÓ KTM 1:54.623 +1.038 42 49
15 T RABAT Avintia Ducati 1:54.674 +1.089 55 56
16 D PETRUCCI Ducati 1:54.752 +1.167 35 56
17 J ZARCO Avintia Ducati 1:54.760 +1.175 62 67
18 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:54.830 +1.245 61 70
19 M OLIVEIRA Tech3 KTM 1:55.008 +1.423 48 48
20 I LECUONA Tech3 KTM 1:55.301 +1.716 26 40
21 Á MÁRQUEZ Honda 1:55.519 +1.934 31 47
22 B SMITH Aprilia Gresini 1:55.916 +2.331 48 55

#GALERIA(10037)
 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube