Consolidada, Moto3 tem estreia de Granado, KTM dominante e todos contra Viñales em 2013

Sem mudanças no regulamento técnico, Moto3 abre 2013 com KTM um passo à frente das rivais. Temporada marca estreia de Eric Granado na classe inicial do Mundial de Motovelocidade e traz Maverick Viñales como grande favorito ao título

MotoGP traz novidades em temporada com quatro grandes astros
CRT enche grid, mas ainda fica longe do ritmo dos protótipos da MotoGP
Espargaró abre 2013 na Moto2 como favorito, mas tem forte oposição

Se no ano passado a abertura da temporada da Moto3 era cercada de incertezas, 2013 é o ano da reafirmação. Criada para substituir as 125cc, a categoria de entrada do Mundial de Motovelocidade se mostrou um acerto da Dorna, empresa espanhola que organiza o campeonato, acumulando sete diferentes vencedores, 14 pilotos distintos no pódio e um disputa eletrizante pelo título entre Sandro Cortese, Luis Salom e Maverick Viñales.

 
O trio que dominou a fase final do Mundial passou por mudanças significativas. Campeão, Cortese migrou para Moto2 com a IntactGP, equipe criada exclusivamente para atendê-lo. A Red Bull KTM Ajo, então, escalou Salom para substituí-lo, formando o time oficial da marca austríaca ao lado de Arthur Sissis e ZulFahmi Khairuddin. 
Viñales se entendeu com a KTM logo de cara (Foto: LaGlisse)
Do lado de Viñales, as modificações foram ainda mais significativas. Depois de um fim de temporada bastante tumultuado por conta de uma crise com a Avintia, Maverick conseguiu se acalmar e garantiu um acordo com a LaGlisse, com apoio da KTM. 
 
A equipe espanhola, aliás, também promove uma estreia especial nesta temporada. Sob o comando de Pablo Nieto, Ana Carrasco será a primeira mulher a guiar uma das motos 250cc 4 tempos da categoria. Nos testes da pré-temporada, Ana, que chega do Campeonato Espanhol de Velocidade – CEV, conseguiu ter alguns momentos de destaque, mas fechou os exercícios em Jerez de la Frontera mais de 3s atrás do líder. 
 
Falando em pré-temporada, os testes mostraram a KTM um pouco à frente de suas rivais. O equipamento austríaco exibiu um ritmo melhor do que aquele de seus adversários e, principalmente, deixou claro que Honda e Mahindra terão trabalho para alcançá-la. 
 
A fábrica indiana, aliás, também merece destaque. Contando com Miguel Oliveira e Éfren Vázquez, a indiana Mahindra mostrou que evoluiu bastante em 2013 e trouxe moto mais rápida e confiável.
 
No que diz respeito ao regulamento, nenhuma mudança, exceto um pequeno detalhe cosmético. Assim como acontece com a Moto2, os pilotos que utilizam numeração com dois dígitos terão de adotar um espaçamento de 10 mm entre um número e outro, e o fundo reflexivo fica proibido a partir de agora. A mesma regra, entretanto, não vale para a MotoGP, o que valida o cromado por trás do 99 e do 46 de Jorge Lorenzo e Valentino Rossi na Yamaha, por exemplo. 
 
Outra novidade para 2013 é a estreia de Eric Granado na classe inicial do campeonato. Depois de fazer seu debute no Mundial no ano passado representando a JiR na Moto2, o piloto brasileiro optou por dar um passo atrás e vai disputar a Moto3.
Depois de estreia na Moto2, Granado disputa Moto3 em 2013 (Foto: Aspar)
O piloto paulista fechou com a Aspar e vai ter uma Kalex KTM nesta temporada. Companheiro de Jonas Folger, que exibiu uma boa forma na pré-temporada, o jovem de 16 anos mostrou evolução na fase de testes e saiu de Jerez de la Frontera, última parada antes do GP do Catar, com o oitavo melhor tempo, 1s368 atrás de Salom, o líder. 
 
Ainda é cedo para prever o desempenho do brasileiro neste recomeço, mas Granado tem uma boa equipe – uma das mais experientes do Mundial – e um ótimo equipamento, o que deve ajudar Eric a evoluir ao longo do ano.
 
Todos contra Viñales
 
Maverick Viñales inicia o ano como favorito, mas não em sua melhor forma. Depois de sofrer uma forte queda na curva Crivillé, o ponto de maior velocidade do circuito de Jerez, o espanhol perdeu parte da primeira falange do dedo anelar direito e precisou passar por uma cirurgia reparadora. 
 
Como conseguiu evitar uma inflamação, Maverick foi liberado pelo Dr. Xavier Mir, muito popular entre os pilotos, para disputar o GP do Catar, mas, até o início dos treinos, não é possível saber se a lesão terá algum impacto em sua performance em Losail. 
 
Antes do acidente, entretanto, o piloto da LaGlisse vinha comandando os treinos. Rapidamente adaptado ao equipamento KTM, o espanhol liderou as atividades em Valência e no primeiro treino no traçado andaluz, só perdendo a ponta na última bateria em Jerez por conta do acidente. Ainda assim, Maverick ficou 0s229 atrás de Salom, o mais rápido. 
Salom assumiu a vaga de Cortese na Red Bull KTM Ajo (Foto: MotoGP)
O piloto da Red Bull KTM Ajo, aliás, é um dos principais rivais do espanhol na luta pelo título. Segundo colocado na temporada 2012, Luis rodou sempre entre os ponteiros no período de testes e conta com um ótimo equipamento na equipe oficial da fábrica austríaca. Para obter um bom resultado, no entanto, Salom terá de lutar com a inconsistência apresentada na temporada passada. 
 
Novato do ano em 2012, Álex Rins foi a grande surpresa da pré-temporada. Após a Estrella Galicia 0,0 trocar a Honda pela KTM, o espanhol se mostrou muito contente com seu novo equipamento e conseguiu acompanhar o ritmo imposto por Viñales nos treinos. Sob a tutela de Emilio Alzamora, o mesmo que cuidou da irretocável carreira de Marc Márquez, o piloto também se apresenta com chances no Mundial, principalmente por entender que conseguiu aprender bastante com Maverick e Salom, dois de seus mais fortes rivais. 
 
Companheiro de Granado na Aspar, Jonas Folger terá em 2013 sua melhor chance de brigar pelo título. O germânico chegou ao time espanhol em meados da temporada passada e mostrou um ótimo desempenho. Bastante constante neste período de treinos, o piloto promete dar trabalho na temporada.
 
Quem segue em busca de sua primeiro triunfo é ZulFahmi Khairuddin. Depois de encantar os espectadores com uma performance emocionante no GP da Malásia de 2012, o piloto malaio mais uma vez contará com a força do equipamento KTM. Um dos pilotos que mais mostrou evolução em relação ao ano passado, Khairuddin contará com as boas memórias de seus pódios na temporada passada para ajudá-lo a buscar um triunfo inédito. 
 
Outro piloto que merece ser acompanhando com atenção é Álex Márquez. Em sua primeira temporada completa na Moto3, o jovem espanhol terá equipamento KTM e mostrou que evoluiu bastante em relação ao último ano, quando disputou três provas como wild-card pela Estrella Galicia 0,0, sua atual equipe, e outras oito pela Ambrogio. Atual campeão do Campeonato Espanhol de Velocidade – CEV, Álex é irmão mais novo de Marc Márquez e, assim como o mais velho do clã, contará com a tutela de Emilio Alzamora. 
Rins mostrou muita evolução desde o ano passado (Foto: Repsol)
Fora de lista de pilotos com equipamento KTM, Miguel Oliveira é um dos que terá a dura missão de bater a companhia da Áustria. Para a sorte do piloto lusitano, a Mahindra, sua nova equipe, surpreendeu na pré-temporada com uma moto rápida e confiável. 
 
Último na lista dos principais pilotos da categoria, Romano Fenati vai ter dificuldade para superar o pelotão da KTM com sua Honda. Ao vencer sua segunda prova no Mundial, o GP da Espanha do ano passado, o jovem italiano mostrou que tem talento, mas deve precisar de um pouco mais do que isso para bater os demais.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube