Coordenador da Ducati elogia Redding após primeiros testes e defende: “Nível dele é acima do que mostrou em 2015”

Coordenador da Ducati, Davide Tardozzi elogiou a atuação de Scott Redding após os primeiros testes com a fábrica de Bolonha. Italiano avaliou que o ex-piloto da Marc VDS é melhor do que mostrou em 2015

Scott Redding vai estrear com equipamento Ducati na próxima temporada da MotoGP, mas os primeiros testes mostraram que o britânico se entendeu instantaneamente com a GP15. Indo para seu terceiro ano na classe rainha do Mundial de Motovelocidade,  britânico vai também para sua terceira moto, depois de passar pelas Honda RCV1000R e RC213V.
 
Coordenador do time de fábrica da Ducati, Davide Tardozzi explicou que o time ficou bastante satisfeito com a performance de Redding nos testes realizados até aqui e frisou que o britânico tem mais talento do que mostrou em 2015.
Scott Redding vai guiar pela Pramac em 2015 (Foto: Divulgação/MotoGP)
“Nós estamos particularmente felizes com Scott, porque parece que ele encontrou uma boa moto, uma boa família e um bom feeling”, disse Tardozzi. “Ele encontrou o que merece para ter uma boa performance neste nível. Vai ser difícil no próximo ano, porque não esperamos muito dele, mas esperamos que ele melhore muito em relação ao que fez em 2015. O nível dele, o talento dele, é acima disso”, defendeu.
 
 “Todo piloto que está em uma Ducati é um piloto nosso. Scott tem um contrato direto com a Ducati. Ele está na Pramac, mas tem um contrato com a Ducati, então é, particularmente, nosso piloto. Nós temos dois pilotos de fábrica, mas também outros pilotos no grupo de apoio”, explicou. “Scott é um dos nossos pilotos e Gigi [Dall’Igna, chefe da Ducati Corse] está se importando muito com o que ele diz. Ele está se importando, particularmente, com a opinião dele. Na Ducati, nós temos esse tipo de atitude. Todos os pilotos sentem que isso é ‘plus’. Nós estamos absolutamente confiantes e vamos dar ao piloto o que quer que ele precise, não o que quer que ele peça. O que ele precisar, para nós será um prazer fornecer”, defendeu.
 
O italiano, que chefiou o time da Ducati no Mundial de Superbike, também falou das expectativas em relação a Eugene Laverty e afirmou que quer ver o norte-irlandês com uma performance melhor que no ano anterior.
 
Laverty, que está às vésperas de se casar, não teve um treino assim tão bem sucedido, já que caiu e precisou de uma cirurgia para reparar a lesão.
 
“Nós lamentamos o acidente dele, porque ele não estava indo tão mal. Ele fez uma volta em 1min40s e é uma pena que ele não possa ter um bom casamento. Ele vai se casar com o braço imobilizado”, lamentou. “De qualquer forma, Eugene é um cara em quem confiamos. Gigi o conheceu quando ele estava com a Aprilia no Mundial de Superbike. Ele sempre nos disse que Eugene, de certa forma, perdeu um campeonato. Acho que você sabe as razões por ele ter perdido o campeonato, alguns problemas com a moto o pararam”, lembrou.
 
“Achamos que ele pode ter uma performance melhor do que teve em 2015. Uma das nossas metas é ver esses pilotos que estavam usando outras motos mais fortes com a nossa moto. Isso, para nós, é como vencer. Se eles são mais rápidos com a Ducati, isso significa que a Ducati não é uma moto ruim”, concluiu.

  (function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

E se os carros de F1 forem como este que a McLaren desenhou?http://grandepremio.uol.com.br/f1/noticias/video-mclaren-apresenta-visao-de-f1-do-futuro-com-revolucionario-modelo-conceitual-mp4-x

Posted by Grande Prêmio on Quinta, 3 de dezembro de 2015

PADDOCK GP EDIÇÃO #9: ASSISTA JÁ

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube