Crutchlow reclama e diz que Honda “tirou alguns caras” para ajudar Álex Márquez

Cal Crutchlow reclamou de a Honda ter tirado membros de sua equipe na LCR para trabalhar com Álex Márquez nos testes da MotoGP em Valência. O britânico avaliou que ele deve ser o único em condições de chegar ao pódio junto com Marc Márquez em 2020

Cal Crutchlow não ficou incomodado com a promoção de Álex Márquez à Honda na temporada 2020, mas não ficou nada satisfeito com a transferência de pessoal de sua equipe na LCR para auxiliarem o #73 nos testes coletivos de Valência.
 
Campeão de 2019 da Moto2, Álex vai formar par com o irmão Marc na Honda em 2020, enquanto Crutchlow seguirá na LCR ao lado de Takaaki Nakagami.
Cal Crutchlow (Foto: LCR Honda)
Paddockast #42
QUEM É VOCÊ NO GP DO BRASIL?

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

Nesta semana, o caçula dos Márquez fez o primeiro teste com a RC213V e a Honda transferiu pessoal para ajudar o espanhol. Insatisfeito, Cal avaliou que os engenheiros não poderiam fazer muito por Álex, já que ele ainda está em fase de aprendizado. 
 
“É irônico. Não sei o que está mudando para 2020, mas algo vai mudar. A Honda tomou algumas pessoas da garagem e, no meu ponto de vista, eu fui a única pessoa capaz de subir ao pódio com essa moto além de Marc. Foi assim este ano, foi assim no ano passado e, provavelmente, será assim em 2020”, seguiu.
 
“Espero que Nakagami possa dar um passo à frente e acho que ele fará isso, mas eu sou o piloto mais próximo de Márquez, então estou certo de que isso deveria me tornar mais forte e considerado, não mais frágil”, disparou. “A Honda tirou alguns caras da minha equipe. Eles foram para junto de Álex Márquez, mas não acho que possam fazer uma grande diferença para ele. Teriam feito uma grande diferença para mim, não para ele. Álex está aprendendo, mas a situação é essa e tenho de aceitar”, completou.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube