Crutchlow revela que alertou Honda sobre fracasso de projeto com Lorenzo

Cal Crutchlow afirmou ao jornal espanhol ‘AS’ que tinha alertado a Honda de que Jorge Lorenzo não encaixaria bem com a RC213V. O britânico contou que acha difícil uma volta por cima do #99

Cal Crutchlow não foi pego de surpresa pela dificuldade de adaptação de Jorge Lorenzo com a Honda na MotoGP. O britânico contou que chegou a advertir a montadora japonesa de que o projeto com o #99 não daria certo.
 
Falando ao jornal espanhol ‘AS’, Crutchlow lembrou dos tempos em que corria pela Tech3 e tinha acesso à telemetria de Jorge com a Yamaha e disse que, por isso, sabe do que o espanhol de Palma de Maiorca precisa para ser rápido.
 
“Provavelmente, eu o entendo mais do que ninguém, pois adverti a Honda de que aconteceria uma situação como a que acontece”, disse Crutchlow. “Não esqueça que eu passei três anos com Jorge na Yamaha. Eu sei como ele pilota a moto. Eu sei do que ele precisa para ser rápido com a moto”, ressaltou. 
Jorge Lorenzo não curpreendeu Cal Crutchlow nas ruas de Bangcoc (Foto: Divulgação/MotoGP)
Paddockast #40
QUEM VOCÊ ENTREVISTARIA NO GP DO BRASIL DE F1?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

“Na época, eu tinha acesso à telemetria dele e posso dizer que o que ele fazia com a Yamaha era incrível. Colin [Edwards], eu e quem quer que fosse que pilotasse uma Yamaha naquele momento, nunca conseguiria entender como ele era capaz de ser tão rápido”, contou.
 
Ainda, Cal disse não acreditar em uma mudança de cenário, ainda que torça por melhora.
 
“Será que um dia dá um estalo e ele volta a ser o Lorenzo cinco vezes campeão do mundo? Sinceramente, acho que não: a situação é ruim para ele, ruim para a Honda, ruim para a moral”, avaliou. “Eu gostaria que a situação melhorasse para todas partes envolvidas”, frisou.
 
Conhecido pela sinceridade, Crutchlow destacou que a Honda não trabalha para ver um piloto terminar uma corrida mais de um minuto atrás do companheiro de equipe, como aconteceu com Lorenzo na Austrália.
 
“Quando me perguntaram o que eu achava que Lorenzo seria capaz de fazer com uma Honda, eu disse que nada. Infelizmente, essa é a realidade no momento”, lamentou. “Honestamente, espero que as coisas melhorem para a Honda e para todo mundo, porque o esforço que a Honda e a HRC estão fazendo semana após semana não é parar terminar 66s atrás do vencedor de um GP como na Austrália”, disparou.

Restando uma única prova para o fim da temporada 2019 da MotoGP, Lorenzo soma só 25 pontos, 370 a menos que Marc Márquez.

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube