Alonso vence GP da Itália e mantém domínio na Moto3 em 2024. Holgado é apenas 14º

David Alonso abriu boa vantagem nas voltas finais em Mugello e garantiu a quinta vitória na temporada. Collin Veijer e Ryusei Yamanaka fecharam o pódio. Prova italiana foi marcada por bandeira vermelha e atendimento a Xabi Zurutuza na pista

O GP da Itália da Moto3 foi equilibrado, cheio de reviravoltas, mas terminou com um nome conhecido no topo. David Alonso se distanciou do pelotão nas voltas finais e partiu para vencer a quinta etapa na temporada 2024, ampliando ainda mais a vantagem que possui na liderança do campeonato.

Collin Veijer bem que se esforçou e liderou parte da corrida, mas acabou na segunda posição. O pódio ainda contou com Ryusei Yamanaka, que terminou na terceira colocação.

Taiyo Furusato voltou a andar bem e ficou no quarto lugar, com David Muñoz na sequência. Ivan Ortolá chegou a cair na volta final, mas ainda terminou em sexto. Luca Lunetta, Adrián Fernández, Jacob Roulstone e Matteo Bertelle fecharam o top-10.

Daniel Holgado voltou a ter um dia difícil em Mugello. O espanhol foi considerado culpado por um incidente que ainda envolveu Stefano Nepa e José Antonio Rueda. Por conta disso, precisou pagar duas punições e terminou apenas na 14ª posição.

David Alonso levou a melhor no GP da Itália (Foto: Aspar)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

A corrida, aliás, foi marcada por acidentes. Em um deles, Xabi Zurutuza caiu e acabou atropelado por Filippo Farioli. O espanhol foi atendido na pista e a direção de prova acionou a bandeira vermelha, interrompendo a disputa. A equipe médica revelou que ambos estão conscientes, mas que Zurutuza passa por exames após se queixar de dores nas costas.

Moto3 volta a acelerar entre 28 de 30 de junho para o GP dos Países Baixos, em Assen, com a 8ª etapa da temporada 2024. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

Confira como foi o GP da Itália da Moto3:

O céu voltou a ficar nublado em Mugello neste domingo (2), com ameaça de chuva durante as provas. Os termômetros marcavam 21ºC no ar e 32ºC na pista, com ventos de 2 km/h e umidade relativa de 52%.

Na largada, David Alonso partiu bem e manteve a liderança, seguido de perto por Ivan Ortolá. Taiyo Furusato saiu bem e subiu para terceiro, com Collin Veijer e Jacob Roulstone atrás. Daniel Holgado caiu para o oitavo lugar.

A largada da etapa italiana da Moto3 (Vídeo: MotoGP)

Ainda na primeira volta, Holgado seguiu com dificuldades e foi superado por Stefano Nepa e José Antonio Rueda, despencando para o décimo posto.

Alonso e Ortolá até conseguiram se distanciar dos demais. Logo depois, Veijer superou Furusato e foi para terceiro, com a dupla começaram a acompanhar os líderes.

Mais atrás, um acidente assustador. Xabi Zurutuza caiu no meio do pelotão e acabou atropelado por Filippo Farioli na curva 9. A direção de prova avisou que ambos estavam conscientes, mas deu bandeira vermelha na corrida por conta do atendimento médico que o espanhol recebia na beira da pista. Logo depois, imagens mostraram Zurutuza sendo colocado em uma ambulância.

Xabi Zurutuza recebe atendimento na pista após acidente (Foto: Reprodução/MotoGP)

A prova voltaria logo depois para mais 11 voltas, com posições dos pilotos determinadas pela terceira volta da corrida, uma antes da bandeira vermelha ser acionada.

Na reabertura dos boxes, mais drama. Collin Veijer teve problemas na moto #95 e ficou parado. Logo depois, porém, conseguiu e voltou para a disputa.

Na relargada, Alonso voltou a sair bem e manteve a liderança, seguido por Ortolá e Veijer. Mais atrás, novo acidente, dessa vez envolvendo Nepa e Rueda, que se tocaram e caíram na curva 1.

Na curva 10, foi a vez de Tatsuki Suzuki cair e abandonar. Enquanto isso, na frente, Veijer e Furusato se aproveitaram do vácuo na reta e pularam para primeiro e segundo lugares, respectivamente.

A relargada da Moto3 em Mugello (Vídeo: MotoGP)

Na segunda volta, Furusato chegou a liderar brevemente, mas foi superado pelo pelotão, com Alonso voltando a ficar em primeiro, seguido por Veijer e Ortolá. Quem começou a subir foi David Muñoz, já aparecendo em quarto.

A direção de prova decidiu penalizar Holgado com duas voltas longas por direção irresponsável. O espanhol foi acusado de causar o acidente da relargada entre Rueda e Nepa.

No giro seguinte, Holgado cumpriu a primeira parte da punição e retornou à pista na 14ª posição. Depois da segunda punição, ficou em 17º.

Na frente, Alonso, Veijer e Furusato se distanciaram do pelotão, com o neerlandês tomando a dianteira.

Dani Holgado paga volta longa em Mugello (Vídeo: MotoGP)

Na volta 6, Alonso usou o vácuo da reta e passou Veijer, voltando para o primeiro lugar, ainda que por pouco tempo. Furusato segurou Muñoz e Ortolá, mantendo o terceiro posto.

Durante a corrida, a equipe médica anunciou que Zurutuza ficou consciente durante todo o tempo e estava passando por exames após se queixar de dores nas costas.

Alonso voltou a liderar na oitava volta. Ryusei Yamanaka apareceu na briga e subiu para segundo, com Furusato, Ortolá, Muñoz e Veijer na sequência.

O colombiano, aliás, abriu 0s6 para os rivais. Yamanaka ainda conseguiu segurar o segundo posto, com o companheiro Ortolá logo atrás. Veijer passou dois competidores e foi para quarto.

No início da penúltima volta, Veijer usou o vácuo e subiu para o segundo lugar, com Ortolá logo atrás. Furusato forçou na curva 1 e caiu para quinto. Na frente, Alonso seguia com folgada margem.

No último giro, Veijer encostou e diminuiu a vantagem do líder para apenas três décimos. Mais atrás, Ortolá caiu e conseguiu voltar em sexto.

Alonso controlou o ímpeto de Veijer e venceu em Mugello, com Yamanaka em terceiro, Furusato em quarto e Muñoz em quinto. Holgado ainda terminou em 14º.

Moto3 2024, GP da Itália, Mugello, Resultado Final:

POSMotoPilotoEquipeDiff
180D ALONSOCFMOTO ASPAR18 voltas
295C VEIJERHUSQVARNA INTACT GP+ 0.142
36R YAMANAKAMSi KTM+ 1.253
472T FURUSATOHONDA TEAM ASIA+ 1.700
564D MUÑOZBOÉ KTM+ 5.399
648I ORTOLÁMSi KTM+ 12.556
758L LUNETTASIC58 SQUADRA HONDA+ 13.839
831A FERNÁNDEZLEOPARD RACING HONDA+ 13.971
912J ROULSTONERB KTM TECH 3+ 14.099
1018M BERTELLERIVACOLD HONDA+ 14.106
1136A PIQUERASLEOPARD RACING HONDA+ 14.299
1266J KELSOBOÉ KTM+ 14.335
1354R ROSSICIP GP KTM+ 16.899
1496D HOLGADORB KTM TECH 3+ 22.031
1599JA RUEDARED BULL KTM AJO+ 22.091
1610N CARRAROMTA TEAM KTM+ 22.122
1719S OGDENMLAV HONDA+ 22.205
1878J ESTEBANCFMOTO ASPAR+ 22.259
197F FARIOLISIC58 SQUADRA HONDA+ 25.656
2055N DETTWILERCIP GP KTM+ 25.857
2122D ALMANSARIVACOLD HONDA+ 33.633
225T BUASRIHONDA TEAM ASIA+ 37.888
2370J WHATLEYMLAV HONDA+ 53.010
2424T SUZUKIHUSQVARNA INTACT GPAbandonou
2582S NEPAMTA TEAM KTMAbandonou
2685X ZURUTUZARED BULL KTM AJOAbandonou

A classificação da Moto3 após sete etapas:

Pos.MotoPilotoEquipePTS
180D ALONSOCFMOTO ASPAR143
296D HOLGADORB KTM TECH 3106
395C VEIJERHUSQVARNA INTACT GP95
448I ORTOLÁMSi KTM80
564D MUÑOZBOÉ KTM60
66R YAMANAKAMSi KTM56
766J KELSOBOÉ KTM46
899JA RUEDARED BULL KTM AJO45
931A FERNÁNDEZLEOPARD RACING HONDA45
1012J ROULSTONERB KTM TECH 342
1136A PIQUERASLEOPARD RACING HONDA41
1278J ESTEBANCFMOTO ASPAR35
1372T FURUSATOHONDA TEAM ASIA31
1424T SUZUKIHUSQVARNA INTACT GP31
1582S NEPAMTA TEAM KTM29
1658L LUNETTASIC58 SQUADRA HONDA24
1754R ROSSICIP GP KTM16
1810N CARRAROMTA TEAM KTM15
1918M BERTELLERIVACOLD HONDA14
207F FARIOLISIC58 SQUADRA HONDA11
2119S OGDENMLAV HONDA5
2285X ZURUTUZARED BULL KTM AJO3
2321V PÉREZRED BULL KTM AJO3
2455N DETTWILERCIP GP KTM2
2522D ALMANSARIVACOLD HONDA2
2670J WHATLEYMLAV HONDA0
275T BUASRIHONDA TEAM ASIA0
2871H AL SAHOUTIRIVACOLD HONDA0
2993FA ADITAMAHONDA TEAM ASIA0
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.