Derrotado no Japão, Lorenzo responsabiliza “azar” por atraso de 18 pontos para Rossi na classificação da MotoGP

Derrotado por Dani Pedrosa e Valentino Rossi no GP do Japão, Jorge Lorenzo creditou ao azar os 18 pontos atraso que tem na classificação da MotoGP. Espanhol voltou a dizer que é mais rápido que o #46 e deveria ter vencido mais corridas em 2015

A cobertura completa do GP do Japão no GRANDE PRÊMIO

Jorge Lorenzo creditou ao azar seus 18 pontos de atraso para Valentino Rossi na classificação do Mundial de MotoGP. No GP do Japão, o espanhol liderou a maior parte da corrida, mas acabou em terceiro, atrás de Dani Pedrosa e do companheiro de Yamaha.
 
Lorenzo imprimiu um ritmo fortíssimo nas primeiras voltas em Motegi, o que acabou resultando em um desgaste excessivo do pneu, já que o asfalto foi secando com o passar da corrida. Com a borracha já em uma condição precária, Jorge não conseguiu resistir aos ataques de Pedrosa e Rossi.
Jorge Lorenzo culpou o azar por segundo posto na classificação do Mundial(Foto: Yamaha)
A classificação do Mundial de MotoGP após o GP do Japão

“No Catar, eu tive problema com o capacete e, em algumas outras corridas, eu era o mais rápido no seco e choveu, então eu não pude tirar proveito da minha velocidade para somar 25 pontos em duas, três ou quatro corridas”, lembrou. “Hoje, eu era o mais rápido no seco e no molhado, mas como secou depois de um início molhado, não pude vencer uma corrida que acredito que poderia ter vencido”, ponderou.

 
 “Então, sim, acho que especialmente nesse momento do campeonato, mas, em geral, eu sou o mais rápido neste ano, por causa da moto, da minha velocidade, da minha concentração. Mas essa é a circunstância nesse momento e talvez mude para as próximas etapas”, declarou.
 
Questionado sobre o que causou o desgaste excessivo do pneu, Lorenzo respondeu: “Como Valentino disse, pode ser o acerto, a pilotagem ou o que eu forcei no início da corrida. Não sei”.

#GALERIA(5476)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube