Di Giannantonio surge no fim para liderar segundo treino da Moto2 em Brno

Fabio Di Giannantonio terminou o primeiro dia de atividades da Moto2 em Brno como o mais rápido. O piloto anotou a marca de 2min01s695 nos minutos finais da sessão para terminar o ensaio na ponta. Niccolò Bulega e Marcel Schrotter vieram em seguida

Fabio DI Giannantonio terminou da melhor forma o primeiro dia de treinos da Moto2 na Tchéquia. Nesta sexta-feira (2), o #21 anotou o tempo de 2min01s695 para ser o mais rápido no segundo treino livre.
 
Entretanto, o piloto só conseguiu cravar o tempo restando cinco minutos para o encerramento da sessão. Antes disso, Marcel Schrotter foi quem apareceu dominando a maior parte do ensaio com a marca de 2min01s885.
 
Então, na reta final, o italiano conseguiu superar a marca do #23 para receber a bandeira quadriculada na primeira posição. Niccolò Bulega aproveitou o cronômetro zerado para saltar para o segundo posto, com Marcel sendo o terceiro.

O GP da Tchéquia de Moto2 está marcado para o domingo, às 7h20 (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.

Fabio Di Giannantonio (Foto: Speed Up)
Paddockast #27
Schumacher e Vettel: UNIDOS POR UM RECORDE

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Saiba como foi o 2º treino livre da Moto2 em Brno:

 
A classe intermediária do Mundial foi ao traçado para o último treino livre da sexta-feira. Com céu parcialmente encoberto, o termômetro indicava a temperatura de 25ºC, enquanto o asfalto já batia os 31ºC.
 
Assim que os 40 minutos começaram a rodar no circuito tcheco, os pilotos logo tratam de deixar os boxes e rumaram para a pista. Para começar a sessão, deram suas voltas de instalação e aquecimento.
 
Assim que os primeiros giros foram concluídos na Tchéquia, os primeiros nomes começaram a aparecer na primeira posição da tabela. Depois de Schrotter se colocar como o mais rápido, Márquez cravou 2min01s963 para pontear a sessão.
 
Entretanto, o #73 logo foi superado pelo #23, que baixou sua marca em apenas 0s078 para se tornar o novo líder. Pasini, Bastianini e Nagashima eram os competidores que completavam o rol dos cinco primeiros.
 
Então, na curva 4, Bezzecchi e Pawi acabaram se envolvendo em um pequeno incidente. Os dois pilotos acabaram se tocando e quase foram ao chão, mas acabaram controlando suas motos.
 
Com 28 minutos para a bandeira quadriculada, a ordem em Brno era Schrotter, Márquez, Pasini, Bastianini, Nagashina, Fernández, Bulega, Di Ginanantonio, Vierge e Navarro completando o top-10.
 
Alguns minutos mais tarde, parte dos pilotos foram aos boxes para a primeira parada programada do ensaio. Entretanto, o top-4 seguia na pista, até Schortter ser o primeiro a parar.
Na metade da sessão, os pilotos que avançavam para o Q2 da classificação de forma automática eram Schrotter, Márquez, Nagashima, Binder, Fernández, Pasini, Bastianini, Bulega, Lüthi, Di Giannantonio, Vierge, Navarro, Lecuona e Baldassarri.
 
Quando os pilotos estavam de volta para a pista, Marcel seguia na liderança com 2min01s885. Entretanto, Fernández conseguiu bater Márquez para saltar para a segunda colocação. Enquanto isso, Nagashima e Pasini vinham na sequência.
 
Perto do fim, as coisas mudaram completamente em Brno. Com 2min01s695, quem aparecia agora na primeira colocação da tabela era Di Giannantonio, com Nagashima vindo em segundo. Schrotter, Fernández e Lüthi fechavam os cinco primeiros.

Com a bandeira quadriculada, quase mais nada mudou na Tchéquia. Di Giannantonio ficou como o mais rápido do dia, com Bulega, Nagashima, Schrotter, Fernández, Lüthi, Márquez, Navarro, Lowes e Marini completando o top-10.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube