Diretor da Yamaha revela surpresa com ação de Lorenzo no Tribunal Arbitral e diz: “Não entendemos a razão do pedido dele”

Diretor da Yamaha, Massimo Meregalli admitiu que o time foi surpreendido pelo pedido de intervenção feito por Jorge Lorenzo no Tribunal Arbitral Internacional. Dirigente afirmou que o espanhol deveria ter comunicado o time, como fez Valentino Rossi

document.MAX_ct0 ='';
var m3_u = (location.protocol=='https:'?'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?':'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random()*99999999999);
document.write ("”);
//]]>–>

O clima na Yamaha já não era dos melhores, mas a coisa piorou de vez com o pedido de intervenção feito por Jorge Lorenzo ao Tribunal Arbitral Internacional. Apesar de ter sido barrado pela corte de Lausanne no processo em que Valentino Rossi tenta reverter a punição que recebeu por um toque com Marc Márquez em Sepang, o espanhol desagradou a cúpula da casa de Iwata.
 
Às vésperas do GP da Comunidade Valenciana, Massimo Meregalli revelou que o time não foi comunicado por Lorenzo sobre seus planos. De acordo com o diretor da Yamaha, o #99 deveria ter se comportado como Rossi, que avisou ao time antes de acionar a instância máxima para disputas esportivas.
Os sorrisos do início do ano sumiram na Yamaha (Foto: Yamaha)
“Não esperávamos a intervenção de Jorge no TAS”, disse Meregalli à emissora italiana Sky. “Ele deveria ter nos avisado antes, como Rossi fez. Era seu direito, mas não foi legal. Não entendemos a razão do pedido dele”, continuou.
 
 
O chefe da Yamaha também reconheceu que o clima não é dos melhores dentro da equipe, mas garantiu que isso não vai afetar sua maneira de trabalhar ao longo dos próximos dias.
 
“A atmosfera está pesada, mas estamos muito concentrados na corrida e não vamos mudar nosso método de trabalho”, garantiu. “Amanhã de manhã nós vamos conversar individualmente com os pilotos e, de tarde, vamos confrontar um com o outro”, contou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube