Disposto a correr após operação recente na clavícula, Rabat vai para Catalunha com meta clara: completar corrida

Recém-operado para estabilizar uma fratura na clavícula esquerda, Tito Rabat vai tentar disputar o GP da Catalunha deste fim de semana. Catalão colocou como meta completar sua prova de casa

 
No acidente em Mugello, Rabat sofreu uma fratura-luxação da articulação esternoclavicular, que é uma das três que compõem o ombro — esternoclavicular, acromioclavicular e glenoumeral. 
Tito Rabat vai tentar disputar o GP da Catalunha (Foto: Marc VDS)
A luxação da esternoclavicular, que é a articulação que permite a movimentação entre a clavícula e o tronco, é bastante rara, mas a maioria das incidências está relacionada a acidente de moto ou de carro.
 
O procedimento cirúrgico foi conduzido pelos médicos Xavier Mir e Victor Marlet e durou 90 minutos. Na cirurgia, os médicos estabilizaram a fratura com uma placa de titânio e oito parafusos.
 
“Antes de mais nada, quero dizer um grande obrigado à toda equipe médica, ao pessoal do circuito de Mugello e à Marc VDS por toda atenção que recebi depois da minha queda”, começou Rabat. “A reação rápida deles foi muito importante para me dar uma chance de correr na minha pista de casa”, seguiu.
 
“A operação em Barcelona na semana passada correu muito bem e os doutores Mir e Marlet, como sempre, fizeram um ótimo trabalho”, elogiou.
 
Mesmo em fase de recuperação, Rabat afirmou que esteve empenhado em sua forma física e segue para Montmeló de olho em completar a corrida de domingo.
 
“Estive completamente concentrado em me recuperar o melhor que posso e vou dar tudo de mim para estar na pista na minha corrida de casa”, garantiu. “A meta é estar o mais próximo da força máxima que puder e trabalhar próximo do meu time e da Honda para tentar dar outro passo”, apontou.
 
“Senti que daríamos outro pequeno passo antes da minha queda em Mugello e aquilo foi bom. Vou tentar completar a corrida e melhorar a minha sensação com a moto. Se pudermos fazer isso, acho que será um fim de semana bem sucedido”, conclui.
PADDOCK GP #30 DEBATE INDY, F-E E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube