Dominante, Pedrosa garante pole para seu 200º GP. Crutchlow larga na frente de Lorenzo em Montmeló

Dani Pedrosa brilhou no treino classificatório deste sábado (15) e garantiu sua segunda pole-position na temporada 2013 da MotoGP. Cal Crutchlow conseguiu superar Jorge Lorenzo e sai em segundo

As imagens do sábado no Mundial de Motovelocidade na Catalunha
Acompanhe a cobertura do GP da Catalunha no GRANDE PRÊMIO
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

Liderando o Mundial pela primeira vez nos últimos cinco anos, Dani Pedrosa deu mais uma mostra de sua força na tarde deste sábado (15) em Barcelona. Sem notar a presença dos rivais, o espanhol brilhou no treino classificatório e garantiu a pole-position para o GP da Catalunha, o GP de número 200 de sua carreira.
 
O piloto da Honda conquistou a posição de honra no grid ao cravar 1min40s893, detonando o recorde de Montmeló – de 1min41s186 – que estava em poder de Casey Stoner desde 2008.
Com direito a recorde, Pedrosa garantiu sua segunda pole na temporada (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

Apesar do bom desempenho mostrado no fim de semana, Jorge Lorenzo não conseguiu repetir suas sempre boas atuações neste novo formato de treino classificatório. O espanhol foi para a pista logo no início do Q2, mas teve de voltar aos boxes da Yamaha após um problema com a embreagem da M1.
 
De volta à pista, o bicampeão não teve tempo de completar duas boas sequências de voltas e não conseguiu encarar a boa marca registrada por Pedrosa. Lorenzo ainda conseguiu assumir o segundo posto, mas viu sua marca ser batida por Cal Crutchlow, a melhor Yamaha em Montmeló.
Mostrando um bom ritmo na pista catalã, Álvaro Bautista cravou 1min41s714 e abre a segunda fila de Montmeló. Nicky Hayden vem em sexto, à frente de Marc Márquez, que não conseguiu repetir a performance do terceiro treino livre e foi 0s949 mais lento que Pedrosa. 
 
Decepção também para Valentino Rossi. Depois de liderar o primeiro dia de atividades, o italiano mais uma vez mostrou que ainda não se entendeu com o novo formato de classificação e vai sair em sétimo, à frente de Andrea Iannone e Andrea Dovizioso. Stefan Bradl completa o top-10.
A galeria exclusiva do GP da Catalunha, por Xavi Bonilla

Pedrosa lidera último treino livre, à frente de Crutchlow e Lorenzo
 
Assim como aconteceu ao longo do fim de semana, o treino em Montmeló começou com um forte calor. A temperatura ambiente estava na casa dos 30°C, com o asfalto batendo a casa dos 51°C.
 
O quarto treino livre começou com a notícia de que Hiroshi Aoyama não poderá competir em Barcelona. O nipônico sofreu uma queda na sessão desta manhã e lesionou os dedos da mão esquerda. O piloto da Avintia será operado nesta tarde na Espanha e a equipe escalou Javier del Amor como substituto.
Crutchlow mais uma vez exibiu um excelente ritmo (Foto: Tech3)
Jorge Lorenzo começou na ponta, seguido por Andrea Iannone e Héctor Barberá. Dani Pedrosa assumiu o segundo posto, 1s381 atrás de Jorge, que seguia baixando sua marca.
 
Marc Márquez tomou o segundo posto, mas logo foi batido por Aleix Espargaró. Na sequência, Crutchlow assumiu o segundo posto, 0s659 atrás do ponteiro. 
 
Com 1min42s108, Pedrosa tomou a frente, seguido por Lorenzo, Crutchlow, Espargaró, Rossi, Márquez, Bautista, Dovizioso, Iannone e Bradl. Na sequência, Dani melhorou mais ainda, abrindo 0s309 de diferença para Jorge. 
 
Impressionando durante o fim de semana, Aleix Espargaró anotou 1min43s173 e assumiu o quinto posto, 1s095 atrás de Pedrosa. Com pouco mais de dez minutos para o fim da sessão, entretanto, o espanhol sofreu uma queda, mas não se feriu.
 
Rossi melhorou sua marca e subiu para a quarta colocação. Na sequência, Cal foi mais rápido e passou Lorenzo pelo segundo posto, se instalando a 0s044 de Pedrosa. Bradl tinha o quinto posto, seguido por Márquez, Hayden, Espargaró, Dovizioso e Bautista. 
 
Com o cronometro zerado, Pedrosa confirmou a ponta, seguido por Crutchlow, Lorenzo, Rossi, Bradl, Márquez, Hayden. Espargaró, Dovizioso e Bautista. Iannone foi o 11º, seguido por Smith, Pirro, De Puniet, Abraham, Edwards, Barberá, Corti, Petrucci, Laverty, Hernández, Staring, Pesek e del Amor.
 
Smith ignora dor e bate Iannone para garantir vaga no Q2
 
Assim que o quarto treino livre foi encerrado, 14 pilotos foram para a pista em busca das duas últimas vagas no Q2, entre elas os protótipos de Michele Pirro, Bradley Smith e Andrea Iannone. 
 
Smith começou na ponta, seguido por Abraham e Barberá. Iannone logo tomou a ponta, por uma diferença de 0s874. Na sequência, Pirro, que substitui Ben Spies na Pramac, assumiu o segundo posto, 0s155 atrás de seu companheiro de equipe. 
Smith corre com uma séria lesão no dedo (Foto: Tech3)
De Puniet assumiu o quarto posto, seguido por Edwards, Barberá, Abraham, Corsi e Petrucci. Del Amor, que foi chamado para substituir Hiroshi Aoyama, foi o último a deixar os boxes e se instalou no 13º posto, à frente de Pesek, que não tinha feito uma volta cronometrada completa com seis minutos para o final. 
 
Faltando menos de cinco minutos para o fim, Iannone registrou 1min42s972 e abriu 0s358 de diferença para Pirro. Smith, que corre com o dedo mindinho esquerdo seriamente lesionado, registrou 1min42s607 e tomou a ponta, com 0s365 de folga para o rival da Ducati. 
 
De Puniet conseguiu ser mais rápido e subiu para a terceira colocação, à frente de Pirro e Barberá. Com o cronometro zerado, Iannone não conseguiu superar Smith, mas garantiu sua vaga no Q2 junto com o britânico da Tech3. 
 
Desta forma, Randy De Puniet vai largar no 13º posto, seguido por Michele Pirro, Héctor Barberá, Colin Edwards, Karel Abraham, Danilo Petrucci, Claudio Corti, Michael Laverty, Yonny Hernández, Bryan Staring e Lukas Pesek. Em seu primeiro contato com a FTR da Avintia, Javier del Amor anotou 1min48s952 e ficou com o último posto do grid.
 
Pedrosa garante pole em atuação brilhante
 
Assim que o pit-lane foi aberto, os pilotos deixaram os boxes imediatamente para buscar o tempo da pole, com o pelotão puxado por Bautista. Márquez tomou a ponta logo de cara, seguido por Álvaro, Bradl, Iannone, Smith e Hayden. 
 
Com 1min41s839, Crutchlow assumiu a liderança, mas logo perdeu para Pedrosa, que foi 0s438 mais rápido. Lorenzo e Rossi abortaram suas voltas rápidas e voltaram para os boxes da Yamaha. 
 
Márquez subiu para o terceiro posto, à frente de Dovizioso, Bautista, Bradl Iannone, Smith e Hayden. Após uma rápida passagem pelos boxes, Lorenzo voltou para a pista, assim como Rossi.
 
Em seu primeiro giro, o multicampeão anotou 1min42s179 e assumiu o quinto posto. Com 1min41s717, Lorenzo pulou para o terceiro posto, 0s316 atrás de Pedrosa. 
Rossi ainda não conseguiu se acertar com o novo formato da classificação (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
Faltando menos de cinco minutos para o fim, Pedrosa baixou sua marca para 1min40s893, tomando de Casey Stoner o recorde do circuito e abrindo 0s741 de vantagem para Crutchlow. 
 
Hayden melhorou e subiu para a quarta colocação, atrás de Lorenzo. Valentino foi aos boxes da Yamaha mais uma vez e voltou para a pista calçando a M1 com um pneu duro na frente e um macio na traseira. 
 
Na sequência, Bautista melhorou e subiu para a terceira posição, com Rossi assumindo o sétimo lugar e com tempo para uma única volta. 
 
Pedrosa seguia confortável na ponta, seguido por Crutchlow, Bautista, Lorenzo, Hayden, Márquez, Rossi, Iannone, Dovizioso, Bradl, Smith e Espargaró. 
 
Com o cronometro zerado, Lorenzo registrou 1min41s566 e assumiu o segundo posto, mas foi batido por Crutchlow na sequência. 
 
MotoGP, GP da Catalunha, Montmeló, Grid de largada:
 
1
Dani PEDROSA
ESP
Honda
 
1:40.893
 
8
2
Cal CRUTCHLOW
ING
Tech3 Yamaha
 
1:41.501
+0.608
8
3
Jorge LORENZO
ESP
Yamaha
 
1:41.566
+0.673
7
4
Álvaro BAUTISTA
ESP
Gresini Honda
 
1:41.714
+0.821
8
5
Nicky HAYDEN
EUA
Ducati
 
1:41.800
+0.907
8
6
Marc MÁRQUEZ
ESP
Honda
 
1:41.842
+0.949
8
7
Valentino ROSSI
ITA
Yamaha
 
1:41.959
+1.066
8
8
Andrea IANNONE
ITA
Pramac Ducati
 
1:41.963
+1.070
8
9
Andrea DOVIZIOSO
ITA
Ducati
 
1:42.053
+1.160
6
10
Stefan BRADL
ALE
LCR Honda
 
1:42.090
+1.197
8
11
Bradley SMITH
ING
Tech3 Yamaha
 
1:42.548
+1.655
8
12
Aleix ESPARGARÓ
ESP
Aspar
 
1:42.878
+1.985
5
13
Randy DE PUNIET
FRA
Aspar
 
1:43.186
+2.293
8
14
Michele PIRRO
ITA
Pramac Ducati
 
1:43.330
+2.437
8
15
Héctor BARBERÁ
ESP
Avintia
 
1:43.659
+2.766
7
16
Colin EDWARDS
EUA
Forward
 
1:43.983
+3.090
8
17
Karel ABRAHAM
TCH
AB
 
1:44.362
+3.469
8
18
Danilo PETRUCCI
ITA
Ioda
 
1:44.369
+3.476
7
19
Claudio CORTI
ITA
Forward
 
1:44.603
+3.710
8
20
Michael LAVERTY
ING
Paul Bird
 
1:44.630
+3.737
7
21
Yonny HERNÁNDEZ
COL
Paul Bird
 
1:44.913
+4.020
8
22
Bryan STARING
AUS
Gresini Honda
 
1:45.441
+4.548
8
23
Lukas PESEK
TCH
Ioda
 
1:46.302
+5.409
7
24
Javier DEL AMOR
ESP
Avintia
 
1:48.952
+8.059
7
 
Hiroshi AOYAMA
JAP
Avintia
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Condições do tempo
 
Pista Seca
 
ar: 30°C | pista: 52°C
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
VMR
Dani PEDROSA
ESP
Honda
 
1:40.893
168.6 km/h
REC
Dani PEDROSA
ESP
Honda
 
1:42.358
166.2 km/h
MV
Dani PEDROSA
ESP
Honda
 
1:40.893
168.6 km/h

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube