MotoGP

Dovizioso vê “importante passo à frente” em 2018, mas se diz “não totalmente feliz” com Ducati

Andrea Dovizioso considerou que a Ducati deu um importante passo à frente em termos de performance em 2018. O #4 se mostrou animado com o resultado dos testes, mas afirmou que não está totalmente feliz com a Desmosedici
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Andrea Dovizioso (Foto: Ducati)
Andrea Dovizioso pode até não ter lutado pelo título de 2018 da MotoGP até a última etapa, mas nem por isso deixou de ficar satisfeito com a performance da Ducati. O #4 considerou que o time de Bolonha deu “um importante passo à frente” com a Desmosedici.
 
O italiano entende que a temporada serviu para a Ducati mostrar sua força, mas Dovizioso ainda quer mais do time comandado por Gigi Dall’Igna.
Andrea Dovizioso ainda quer mais da Ducati (Foto: Ducati)
“Este ano, nó demos um importante passo à frente, apesar de não termos lutado pelo campeonato até a última corrida”, disse Dovizioso em entrevista ao jornal italiano ‘La Gazzetta dello Sport’. “Na minha opinião, demonstramos que somos fortes. Então vamos começar de novo em boas condições”, seguiu.
 
“Os testes mudaram, podem ter vários métodos e aprendi a não dar importância às voltas rápidas”, contou. “Jerez foi a confirmação de que a Ducati funciona. Nós fomos rápidos, mas não pelas melhoras que tivemos. Por isso, digo que estou feliz, mas não totalmente”, explicou.
 
Questionado sobre o que gostaria de pedir como presente de Natal, Dovi respondeu: “Pediria pouco. Estou tranquilo e feliz”.
 
“Acho que tenho o grupo certo e estou falando das pessoas ao meu redor, como as da Ducati. Vivo bem e sem pressões negativas”, avaliou. “Inclusive, um filho é algo em que eu e Ale estamos pensando e isso também contribui para a minha tranquilidade”, concluiu.