Ducati até vê opções no mercado, mas fala em “escolher entre os nossos pilotos”

Paolo Ciabatti afirmou que a Ducati terá de escolher sua futura dupla de pilotos baseada em suposições. O diretor-esportivo disse que a opção deve ser feita entre os cinco pilotos atualmente contratados pela marca

A Ducati reconheceu que terá de escolher sua futura dupla de pilotos baseada “em suposições”. Com o início do campeonato previsto para 19 de julho, a casa de Bolonha não terá a chance de avaliar a performance dos candidatos antes de oferecer contratos para, pelo menos, a próxima temporada da MotoGP. Todavia, a casa de Borgo Panigale já conta com uma lista reduzida de candidatos.
 
Além de Andrea Dovizioso, que está no time desde 2013 e foi vice-campeão nos últimos três anos, a lista de pilotos contratados atualmente pela Ducati conta com Danilo Petrucci, Jack Miller, Francesco Bagnaia e Johann Zarco. E a escolha será feita entre eles. 
Danilo Petrucci conquistou sua primeira vitória na MotoGP em 2019 (Foto: Ducati)
Paddockast #60
OS PIORES PILOTOS DA HISTÓRIA DA F1

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

“Além de Dovi, todos os nossos outros pilotos tinham de provar que tinham superado os limites de 2019. Não poder correr antes de a Ducati ter de tomar uma decisão é um problema para eles e para nós. Teremos de tomar uma decisão baseada em suposições”, admitiu Ciabatti.
 
 
Recentemente, Marc Márquez revelou uma sondagem da Ducati antes de renovar com a Honda até 2024. Ciabatti reconheceu o contato com Emilio Alzamora, agente do #93, mas explicou que não chegou a existir uma negociação.
 
“Em 2019, nós tivemos discussões gerais com Emilio Alzamora, já que o contrato de Márquez estava acabando: é óbvio e compreensível que Marc era do interesse de todos. Mas nos disseram imediatamente que queriam entender os planos da Honda, então não houve uma negociação”, relatou.
 
Líder do projeto da KTM, Pol Espargaró também tem sido assunto no mercado de pilotos, mas Ciabatti entende que a Ducati tem opções ‘caseiras’ tão boas quanto.
 
“Definitivamente, Pol Espargaró é um piloto talentoso e rápido, mas nós temos pilotos que são igualmente competitivos ou mais competitivos. Não vamos esquecer que Petrucci é um dos poucos que venceram corridas em 2019”, mencionou. “O objetivo inicial é escolher entre os nossos pilotos, embora tenham muitas alternativas e não tenham tantas boas motos livres… Estou convencido de que a Honda confirmará seus atuais pilotos. Então só restará uma moto vencedora: a Ducati”, frisou.
 
Por fim, Ciabatti falou a respeito de um comentário recente de Paolo Campinoti, que se dispôs a receber Andrea Iannone de volta à Pramac. Titular da Aprilia, o #29 está atualmente suspenso por 18 meses por doping.
 
“Acho que Andrea Iannone é um piloto muito talentoso que tomou decisões equivocadas, com atitudes que às vezes não o ajudaram. Acho que ele percebeu isso”, avaliou Ciabatti. “Campinoti está particularmente unido a Iannone, mas, para nós, a Pramac é uma equipe de onde podemos pegar jovens pilotos para a equipe oficial, como aconteceu com Andrea. Mas isso faz muito tempo”, encerrou. 
 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube