Em acidente, Rabat sofre fraturas e lesões e fica de fora do dia final de testes da MotoGP em Sepang

Tito Rabat sofreu uma forte queda e terminou o dia de testes coletivos da MotoGP com fraturas e sem poder continuar andando na Malásia. O espanhol da Marc VDS caiu na curva 11, fraturou o pulso direito, dois dedos do pé esquerdo e ainda ficou com um corte feito no joelho. Rabat vai voltar para Barcelona e fica fora do último da bateria de testes

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Prestes a iniciar sua segunda temporada como piloto da Classe Rainha do Mundial de Motovelocidade, Tito Rabat sofreu um forte acidente na manhã desta terça-feira (31) e não vai participar da última sessão da primeira bateria de testes da MotoGP, em Sepang. Rabat sofreu um corte profundo no joelho, uma fratura na mão direita e lesões e em dois dois dedos no pé esquerdo, além de dores no punho. Andrea Iannone liderou o dia de testes.

 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
O campeão da Moto2 em 2014 caiu na curva 11 durante a última hora da sessão de testes. Rabat foi resgato e conduzido ao centro médico do circuito, onde recebeu o tratamento inicial. Depois disso, foi levado a um hospital em Putrajaya, a capital administrativa da Malásia.

 
A Marc VDS, equipe de Rabat, informou em comunicado oficial que, assim que os procedimentos foram confirmados no hospital malaio, o espanhol será encaminhado de volta a Barcelona. 
 
O teste foi atrapalhado por uma forte chuva que caiu durante a noite, impossibilitando que a pista fosse utilizada com desenvoltura na parte da manhã. Mesmo na parte da tarde ainda havia água. É, como a Marc VDS afirmou, uma preocupação antiga sobre a velocidade lenta com a qual a pista de Sepang seca depois do trabalho de recapeamento do ano passado.
O atendimento a Rabat ainda na pista (Foto: Reprodução/Twitter)
"Não é o começo que gostaríamos, porque Tito não vai poder guiar amanhã depois da grande batida na curva 11. Ele ainda está sendo examinado em Putrajaya, mas sabemos que ele tem um corte no joelho esquerdo e lesões em dois dedos no pé esqeurdo e dor no punho direito. Uma vez que isso for propriamente tratado, ele volta para a Europa para tratamento especializado e reabilitação", explicou Michael Bartholemy, chefe da Marc VDS.
 
"O atraso por conta do clima não foi ideal para nenhum dos times. Como vimos na corrida do ano passado, essa pista demora muito para secar desde o recapeamento – e isso nos custou muito tempo. A boa notícia é que eles parecem ter uma solução, então podemos esperar melhora quando voltarmos para correr em outubro", encerrou.
 
Assim, Rabat não segue testando em Sepang. Ele ocupava a 22ª colocação quando caiu, enquanto o companheiro Jack Miller foi o 21º no dia. A pré-temporada da MotoGP começou na segunda-feira e vê a primeira bateria de testes coletivos terminar na quinta-feira, 1º de fevereiro.
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube