Em busca do 1º triunfo na Alemanha, Lorenzo lembra problemas de Assen e diz: “Na teoria, Sachsenring é uma pista pior”

Dono de 58 vitórias no Mundial de Motovelocidade, Jorge Lorenzo ainda busca seu primeiro triunfo na Alemanha. Espanhol, no entanto, destacou que, ao menos no papel, o traçado de Sachsenring é pior para ele do que a pista de Assen

A cobertura completa do GP da Alemanha no GRANDE PRÊMIO

Dono de 58 vitórias no Mundial de Motovelocidade — 37 delas da MotoGP —, Jorge Lorenzo ainda busca seu primeiro triunfo na Alemanha. Dez pontos atrás de Valentino Rossi na briga pelo título da classe rainha, o espanhol chega à Sachsenring preocupado com seu desempenho no traçado de Chemnitz.
 
O #99 explicou que teve dificuldades para encontrar o melhor acerto para a YZR-M1 em Assen e, no papel, Sachsenring é uma pista pior para ele.
Jorge Lorenzo ainda busca sua primeira vitória em Assen (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
LEIA TAMBÉM

Aprilia libera Melandri de contrato, e italiano deixa grid da MotoGP
“Na teoria, Sachsenring é uma pista pior para nós do que Assen”, avaliou Lorenzo. “Nunca me adaptei perfeitamente à Yamaha no passado, então é um circuito muito desafiador”, ressaltou.

 
“Nunca venci na Alemanha, assim, estou ansioso para subir ao degrau mais alto pelo menos uma vez”, declarou. “Você nunca sabe, talvez possa acontecer nesta temporada, porque tem sido um pouco estranho”, comentou.
 
 Mesmo reconhecendo que teve mais dificuldades do que esperava a Holanda, Lorenzo afirmou que já encontrou uma solução para seus problemas.
 
“Eu amo Assen, mas este ano alguma coisa mudou e eu não encontrei o acerto perfeito para ser mais competitivo”, admitiu. “Durante a corrida, tive mais dificuldade do que esperava, mas nós entendemos como resolver isso para o futuro”, garantiu.
 
Mesmo sem vitórias na pista alemã, Lorenzo acredita que, com a boa performance da M1 de 2015, terá chances de brigar pelo topo do pódio.
 
“Sachsenring é uma boa pista, com uma boa atmosfera e muitos fãs. No passado, estive perto de vencer um par de vezes, mas nunca consegui”, lembrou. “Esse ano, a performance da nossa moto é boa, então acho que podemos alcançar metas maiores do que nos anos recentes”, concluiu.
A classificação do Mundial de MotoGP após o GP da Holanda

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube