MotoGP

Em evento em Milão, Pramac exibe novo visual das Ducati de Miller e Bagnaia para temporada 2019 da MotoGP

A Pramac aproveitou a quarta-feira (27) para exibir, em um evento em Milão, na Itália, suas Ducati para a temporada 2019 da MotoGP. O time italiano vai ser defendido por Jack Miller e Francesco Bagnaia este ano

Grande Prêmio / JULIANA TESSER, de São Paulo
A temporada 2019 da MotoGP está prestes a começar, mas algumas equipes ainda estão exibindo suas novas cores. Nesta quarta-feira (27), a Pramac foi à sede da emissora Sky Italia, em Milão, para apresentar as Ducati que serão utilizadas por Jack Miller e Francesco Bagnaia.
 
Tal qual no ano passado, as cores do time seguem sendo vermelho, branco e azul, mas com uma pintura bastante diferente daquela que era usada em 2018. O novo visual foi criado pelo Centro Stile Lamborghini, um estúdio construído pela marca ainda em 2004. No ano passado, a Pramac já tinha disputado o GP da Itália com um layout com as cores da marca italiana.
Layout da Desmosedici GP da Pramac foi criado pelo Centro Stile Lamborghini (Foto: Pramac)
“O time do Centro Stile e eu somos grandes fãs da MotoGP e foi um grande prazer contribuir com este projeto, desenvolvido junto com a Pramac”, disse Mitja Borkert, diretor do Centro Stile Lamborghini. “O design da Ducati Desmosedici GP foi inspirado nas cores da Pramac e transmite o espírito da equipe com sua forte determinação e desejo de vencer”, completou.
 
Melhor equipe independente do campeonato do ano passado, a Pramac abre 2019 cercada de expectativa. Agora com uma moto do ano, Miller tem uma chance de provar de vez seu valor, especialmente se sonha em rivalizar com Danilo Petrucci pela vaga no time de fábrica em 2020.
 
Para isso, porém, o australiano terá de fazer frente ao estreante Bagnaia. Pupilo de Valentino Rossi, o campeão do ano passado da Moto2 assinou direto com a Ducati ainda em fevereiro passado e não decepcionou ao longo dos testes da pré-temporada. Em Sepang, por exemplo, o #63 ficou com o segundo melhor tempo, 0s063 atrás de Petrucci, o líder dos trabalhos.

Ao contrário do australiano, Bagnaia vai usar a Desmosedici do ano passado, a moto que levou Andrea Dovizioso ao vice-campeonato da MotoGP.

“A temporada 2018 nos deu uma grande satisfação já que nós vencemos o título de melhor equipe independente”, disse Paolo Campinoti, chefe da Pramac. “Com a confirmação de Jack Miller, que terá à disposição a Ducati Desmosedici GP 2019, e o grande talento do atual campeão da Moto2 Francesco Bagnaia, nós miramos nos confirmar no nível mais alto na temporada 2019”, seguiu.
 
“Também estamos orgulhosos por encarar essa nova aventura com a pintura criada pelo Centro Stile Lamborghini, certos de que eles podem criar uma combinação vitoriosa com a Ducati Desmosedici GP”, comentou Paolo. “Para o nosso time, é uma fonte de grande satisfação ser embaixador mundial de duas marcas tão importantes ‘Made in Italy’”, completou.