‘Ex-funcionário’, Viñales crê que Paris Hilton nem liga mais para MotoGP. E lamenta: “Pena que eu tinha 16 anos”

Maverick Viñales lembrou a relação profissional que teve com Paris Hilton ainda nas 125cc e lamentou que tivesse apenas 16 anos ao se relacionar com a herdeira famosa. Piloto da Yamaha disse não acreditar que sua ex-chefe saiba que ele é hoje o líder da MotoGP

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Novidade na temporada 2017 da MotoGP, as perguntas enviadas pelos fãs para a tradicional coletiva de imprensa da categoria seguem ganhando destaque. Depois de um pedido de casamento para Álvaro Bautista nos Estados Unidos, chegou a vez de Maverick Viñales ser colocado contra a parede.
 
Nesta quinta-feira (22), na coletiva de imprensa que antecede o GP da Holanda, o piloto da Yamaha foi questionado se ainda mantém contato com Paris Hilton e se a socialite norte-americana sabe que ele é hoje o líder da MotoGP.
Maverick Viñales foi 'funcionário' de Paris Hilton em 2011 (Foto: Reprodução)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Em 2011, quando ainda corria nas 125cc, Maverick defendeu a Blusens, uma equipe que contava com o apoio da bisneta de Conrad Hilton, fundador da rede de hotéis que leva o sobrenome da família.
 
No clima descontraído que marca os instantes finais da coletiva, Maverick disse acreditar que Paris não sabe que ele é o líder da MotoGP e lamentou que não tenha aproveitado melhor o contato com a norte-americana.
 
“Não acho que ela saiba que estou liderando o campeonato”, respondeu Maverick. Mas, de qualquer forma, foi bom. Pena que eu tinha 16 anos. Eu era uma criança naquele momento, não me toquei”, brincou. 
 
“Mas, de qualquer forma, foi legal. Deu uma boa imagem, pelo menos naquele momento. Foi bom para o nosso time, nós também vencemos muitas corridas”, recordou. “Ela estava feliz sempre que vinha”, completou.
 
O GP da Holanda deste fim de semana, aliás, conta com uma programação ligeiramente diferente. A Moto3 segue a tradição e abre os trabalhos às 6h (de Brasília) de domingo, mas a MotoGP foi antecipada para evitar o confronto com a F1 e vai largar às 8h. A Moto2, então, fecha a programação, às 9h30.
NOVA DERROTA EM 2017 MOSTRA QUE TOYOTA E LE MANS SÃO COMO ‘ÁGUA E ÓLEO’

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube