Quartararo diz que Yamaha tem “tempo muito curto” para convencê-lo a renovar

Entrando no último ano do contrato com a Yamaha, Fabio Quartararo frisou que gostaria de voltar com a equipe para o topo da MotoGP, mas deixou claro que está disposto a buscar outro caminho

Fabio Quartararo afirmou que a Yamaha tem um “tempo muito curto” para convencê-lo a renovar o contrato. O francês entra no último ano de acordo com a casa de Iwata e colocando a competitividade da YZR-M1 como condição para ficar.

Campeão em 2021, Fabio encerrou uma longa seca de títulos da Yamaha, mas viu a M1 perder competitividade. Ano passado, ‘El Diablo’ ainda conseguiu brigar pelo título, mas acabou em segundo, derrotado por Francesco Bagnaia. Desta vez, porém, o ano foi muito mais complicado e o #20 encerrou a temporada apenas em décimo, 295 pontos atrás do campeão Pecco.

No teste pós-temporada de Valência, Fabio avaliou que a Yamaha ainda estava “tão longe quanto antes”. Agora, lança mais um aviso de que o tempo está correndo.

“Claro, como piloto, a Yamaha me deu a oportunidade de estar na MotoGP. Eu dei a eles um título. A relação é boa. Como piloto, adoraria voltar com a Yamaha, voltar a vencer”, disse Quartararo em entrevista à publicação britânica Autosport. “Já estivemos no topo, tivemos momentos ruins, e eu adoraria voltar ao topo. Mas a questão é que temos um tempo muito, muito curto para fazer isso, especialmente para eu ser convencido de que é um projeto vencedor”, seguiu.

Fabio Quartararo põe pressão para Yamaha evoluir a moto (Foto: Divulgação/MotoGP)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Quartararo reiterou o desejo de voltar a vencer com a marca dos três diapasões, mas deixou claro que está disposto a buscar outros ares se a moto não evoluir como esperado.

“Claro, se sentir que não tenho um projeto vencedor e tiver de sair, claro que darei um passo. Mas eu vejo a Yamaha lutando muito e eu adoraria estar de volta ao topo da classificação”, frisou.

MotoGP volta a acelerar entre 6 e 8 de fevereiro de 2024, com os testes de pré-temporada na Malásia, no circuito de Sepang. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

Marc Márquez bem encaixado na Ducati é dor de cabeça para todos os demais
🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.