MotoGP

Fenati crava melhor volta para terminar na ponta do segundo treino livre da Moto3 em Austin

Romano Fenati está em grande fase nos Estados Unidos. Nesta sexta-feira (12), o piloto tratou de anotar o tempo de 2min16s679 no segundo treino livre para terminar o primeiro dia de atividades como o mais rápido do pelotão

Grande Prêmio / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
Romano Fenati mostrou que a sexta-feira (12) realmente é seu dia em Austin. No segundo treino livre da Moto3, o italiano tratou de anotar a marca de 2min16s679 para terminar o dia como o mais veloz do pelotão.
 
Quem veio logo atrás do piloto foi Tatsuki Suzuki, que anotou uma marca 0s275 mais lenta que o do ponteiro. Niccolò Antonelli, Lorenzo Dalla Porta e Tony Arbolino foram os pilotos que completaram o top-5 da sessão.
 
Quem ficou com o sexto posto da tabela de tempos foi Arón Canet, que fez 2min17s312. Logo em seguida apareceu Jakub Kornfeil, com, Gabriel Rodrigo, Ayumi Sasaki e Andrea Migno, que registrou uma queda no fim do treino, fechando os dez primeiros.
Romano Fenati (Foto: Snipers)
Resultado de imagem para emoji microfonePaddockast #14: O melhor piloto de MotoGP de todos os tempos



 Ouça no Spotify
 Ouça no iTunes
 Ouça no Android
 Ouça no playerFM

Saiba como foi o treino livre 2 da Moto3 em Austin:
 
Assim como as outras atividades da sexta-feira, quando a Moto3 voltou para a pista, o céu seguia azul e sem nuvens. A temperatura agora estará sensivelmente mais quente do que a parte da manhã, com o termômetro marcando 23ºC e o asfalto chegando a 40ºC.
 
Quem começou a sessão na ponta da tabela de tempos foi Lorenzo Dalla Porta, ao cravar 2min19s402. Entretanto, com os giros rápidos sendo concluídos, os nomes iam pipocando e a liderança mudou de mãos, passando para Romano Fenati.
 
Mas o tempo mais veloz logo sairia do italiano e quem tomou a ponta do treino foi Antonelli, com 2min18s855, o primeiro piloto a virar na casa de 2min18s. Fenati, Suzuki, Foggia e Masiá completavam o top-5 do momento.
 
Quando estava em sua segunda volta rápida, Niccolo acabou sofrendo uma forte queda na curva 17. Indo para a área de escape, sofreu para voltar para a pista, precisando da ajuda dos fiscais para religar a moto. Alonso López registrou a segunda queda pouco depois.
 
Enquanto isso, Andrea Migno se aproveitava da situação para abocanhar o primeiro posto da tabela. Com 2min18s549, o piloto era quem sustentava a melhor marca do momento. Dalla Porta, Suzuki, Antonelli e McPhee vinham em seguida.
 
Pouco mais de 20 minutos já haviam corrido no cronômetro e depois de constantes mudanças na folha de tempos, Migno aparecia novamente na ponta com 2min17s860. Fenati era o segundo, e os pilotos começavam a se dirigir para os boxes.

Restando 15 minutos para o encerramento da atividade, Dalla Porta saltou para o primeiro posto ao fazer 2min17s824. O italiano era seguido por Migno, Fenati, Suzuki, Kornfeil, McPhee, Masià, Ogura, Masaki e Toba.
 
Nos dez minutos finais, Fenati tratou de se colocar na ponta da tabela novamente. Ainda, Migno registrou uma queda nos minutos finais da sessão na curva 4, sem conseguir voltar para uma última volta rápida.

Restando 15 minutos para o encerramento da atividade, Dalla Porta saltou para o primeiro posto ao fazer 2min17s824. O italiano era seguido por Migno, Fenati, Suzuki, Kornfeil, McPhee, Masià, Ogura, Masaki e Toba.
 
Nos dez minutos finais, Fenati tratou de se colocar na ponta da tabela novamente. Ainda, Migno registrou uma queda nos minutos finais da sessão na curva 4, sem conseguir voltar para uma última volta rápida.
 
Com a bandeira quadriculada tremulando em Austin, ainda restou um último respiro para as coisas mudarem na pista. Romano fechou o dia na ponta, com Suzuki, Antonelli, Dalla Porta e Arbolino completando o top-5.