Fernández bate Navarro em grande briga e vence em Silverstone na Moto2. Márquez cai

A Moto2 teve uma emocionante briga nos giros finais. No GP da Grã-Bretanha deste domingo (25), Augusto Fernández conseguiu superar Jorge Navarro para garantir um grande triunfo em Silverstone. Brad Binder completou o pódio inglês

Que belo final de corrida a Moto2 teve em Silverstone. No GP da Grã-Bretanha deste domingo (25), Augusto Fernández conseguiu aproveitar a reta final da prova para bater Jorge Navarro e vencer em terrar inglesas.

Assim que a saída foi autorizada, o titular da Marc VDS logo se manteve na ponta sem problemas para manter a primeira posição. Enquanto isso, Navarro também conseguiu se segurar no segundo posto.
 

Após os primeiros giros, a dupla ponteira já tinha uma confortável vantagem de mais de 1s para o restante do pelotão, enquanto Remy Gardner, o novo terceiro colocado, tinha que segurar a aproximação de Brad Binder e Raul Fernández.
 
Até que, com cinco voltas completadas, a verdadeira reviravolta foi vista na pista inglesa. Liderando com folga, o #73 acabou perdendo a dianteira da moto na curva 16 e foi ao chão, abandonando a prova e entregando a ponta para Navarro.
 
Perto da reta final, então, Binder finalmente conseguiu dar o bote em cima de Navarro. Por dentro, o titular da KTM Ajo conseguiu superar o #9 para tomar a ponta. Enquanto isso, Fernández também tentou passar o piloto, mas sem sucesso.
 
As últimas voltas então reservaram muita emoção em Silverstone. Enquanto Navarro conseguiu reassumir a primeira colocação, Binder e Augusto estavam bastante colados e trocando de posições, com o sul-africano se mantendo em segundo.
 

Mas tudo mudou. O #40 conseguiu mais uma vez superar o #9, assumindo a liderança. A dupla chegou a brigar pela primeira colocação, mas Jorge cometeu um erro, deixando um respiro suficiente para Fernández vencer. Binder completou o pódio do dia.

Augusto Fernández (Foto: Reprodução)
Paddockast #30
SHOW DO MILHÃO!

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Saiba como foi do GP da Grã-Bretanha de Moto2:
 
Tal qual aconteceu nos dois dias anteriores, o domingo foi de sol em Northamptonshire. Na hora da largada da Moto2, os termômetros marcavam 32°C, com o asfalto chegando a 46°C. A velocidade do vento estava na casa dos 6 km/h.
 
Pela terceira vez no ano, Álex Márquez tinha a pole-position, à frente de Jorge Navarro e Augusto Fernández. Remy Gardner abria a segunda fila, escoltado por Xavi Vierge.
 
Largada autorizada em Silverstone, com Márquez fazendo grande saída e se mantendo na primeira colocação. Quem também fez bom início foi Navarro, segundo colocado, com Vierge fechando o top-3.
 
No fechamento do primeiro giro, Álex era o primeiro colocado, com Navarro, Vierge, Gardner e Binder aparecendo na sequência. Fernández, Di Giannantonio, Marini, Nagashima e Lowes completavam o top-10.
 
O titular da Marc VDS tentava construir uma vantagem na primeira posição, mas só conseguiu abrir 0s250 para o segundo colocado. Enquanto isso, a dupla já estava com um respiro maior que 1s para o restante dos pilotos.
Enquanto a dupla da ponta já estava com vida mais tranquila após três voltas completadas, a briga pela terceira colocação começava a ficar apertada. Garder, que ocupava o posto, tinha que segurar Binder e Fernández, que começavam a se aproximar ameaçadoramente.
 
Restando 14 giros para a bandeira quadriculada, a ordem em Silverstone era Márquez, Navarro, Gardner, Binder, Fernánfez, Nagashima, Di Giannantonio, Vierge, Lüthi e Pasini fechando os dez primeiros.
 
Então, o piloto da KTM Ajo e da SAG começaram a batalhar e trocar posições. O #41 enfim conseguiu passar o #87 para assumir o degrau mais alto do pódio, e agora era a vez de Fernández também passar Remy.
 
Então, com uma reviravolta, com 13 voltas para o final, o impensável acontecel. Quando estava tranquilo na liderança, Márquez acabou sofrendo uma queda e, apesar de tentar voltar para a prova, não conseguiu. O piloto perdeu a dianteira na curva 16.
 
Quem se aproveitou do incidente do espanhol da Marc VDS foi Navarro, que tornou-se o novo líder da corrida. Também subindo uma posição, quem ocupava os postos restantes do pódio eram Binder e Fernández.
O #41 começava então a tirar aos poucos a desvantagem para o #9. Restando 11 voltas para encerrar a prova, o piloto estava 1s418 atrás, mas precisando segurar o ímpeto de Augusto, que se aproximava cada vez mais.
 
Dez voltas já haviam passado na Inglaterra e a vantagem que Navarro sustentava agora era de apenas 0s458. Binder, o segundo, via Fernández também ameaçando uma ultrapassagem, apenas 0s690 atrás.
 
A ordem do pelotão era Navarro, Binder, Fernánfez, Gardner, Nagashima, Di Giannantonio, Lüthi, Baldassarri, Vierge e Pasini.
 
Então, aproveitando a linha de dentro, Brad finalmente conseguiu consumar a ultrapassagem em cima de Jorge, tomando o primeiro posto para si. E não demorou muito para que Raul também desse o bote em cima do #9. Mas logo acabou levando o troco.
 
A briga pela primeira colocação começava a se animar com cinco voltar para o final. O sul-africano tentava se manter na ponta, mas tinha que lidar com a aproximação do espanhol e do #40.
 
Após ficarem afastados por mais de 1s, agora era 0s132 que separava os três primeiros colocados. Então começou uma intensa troca de posições, com Navarro reassumindo a liderança, Fernández pulando para segundo e Binder conseguindo superá-lo metros depois.
 
Era a reta final, faltavam dois giros para o final e mais uma vez Fernández passou Binder, começando uma caçada bastante alucinada em cima de Navarro. Enquanto isso, Brad cometeu um erro e permitiu a ultrapassagem de Gardner.
 
No último giro, Augusto conseguiu dar o bote em cima de Jorge para assumir a primeira colocação. Completando o pódio estava Gardner, que precisava segurar Binder, que vinha se aproximando.
 
Então, os dois ponteiros acabaram se tocando na briga pela liderança. Mas então Navarro acabou cometendo um erro, apenas o necessário que permitiu Fernández abrir o respiro para vencer a corrida. Binder ainda completou o pódio.
 

#GALERIA(9878)


Moto2, 2019, GP da Grã-Bretanha, Silverstone, corrida:
1 A FERNÁNDEZ Flexbox HP 40 37:41.833
2 J NAVARRO Speed UP +0.489
3 B BINDER Red Bull KTM Ajo +0.571
4 R GARDNER SAG Kalex +0.738
5 T NAGASHIMA SAG Kalex +3.276
6 F DI GIANNANTONIO Speed UP +9.065
7 L BALDASSARRI PONS Kalex +9.108
8 T LÜTHI Intact Kalex +9.355
9 L MARINI VR46 Kalex +13.119
10 X VIERGE Marc VDS Kalex +13.753
11 I LECUONA American KTM +16.326
12 J MARTÍN Red Bull KTM Ajo +16.382
13 M PASINI Tasca Kalex +16.829
14 M SCHROTTER Intact Kalex +17.843
15 A LOCATELLI Italtrans Kalex +19.836
16 S CHANTRA Team Tady Kalex +20.920
17 S MANZI Forward MV Agusta +21.159
18 D AEGERTER Forward MV Agusta +22.746
19 M BEZZECCHI Tech3 KTM +23.366
20 N BULEGA VR46 Kalex +23.707
21 B BENDSNEYDER RW NTS +23.906
22 J ROBERTS American KTM +28.918
23 J DIXON ANGEL NIETO KTM +31.491
24 P OETTL Tech3 KTM +40.541
25 S OENDAAL RW NTS +47.477
26 L TULOVIC Kiefer KTM +53..613
27 X CARDELUS ANGEL NIETO KTM +57.669
28 T NAGOE IDEMITSU Honda Kalex +59.780
  B SMITH SIC Kalex NC
  A MÁRQUEZ Marc VDS Kalex NC
  S LOWES Gresini Kalex NC
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar