Insatisfeito com atuação no Japão, Márquez mira reação na Austrália, mas alerta para exigência física de Phillip Island

Quarto colocado no GP do Japão, Marc Márquez não escondeu decepção com performance em Motegi e agora mira reação na Austrália. Com a mão esquerda recém operada, espanhol destacou a exigência física da pista de Phillip Island

A cobertura completa do GP da Austrália no GRANDE PRÊMIO

Marc Márquez não ficou satisfeito com sua performance no GP do Japão. Quarto colocado em Motegi, o piloto da Honda segue para Phillip Island em busca de uma reação, mas ciente de que não terá facilidades, já que ainda se recupera de uma cirurgia na mão esquerda.
 
A chuva que atingiu o circuito de Motegi antes da corrida, entretanto, acabou ajudando Marc, já que reduziu o esforço na mão lesionada.
Marc Márquez não ficou feliz com sua atuação em Motegi (Foto: Honda)
“Não foi um grande fim de semana no Japão, mas poderia ter sido muito pior”, disse Márquez. “Com o molhado, não foi um estresse muito grande na minha mão lesionada, então isso é positivo”, seguiu.
 
 “Agora nós vamos para a Austrália e estou realmente ansioso por este fim de semana, porque Phillip Island é um dos meus circuitos favoritos”, comentou. 
 
Depois de um fim de semana difícil na casa da Honda, Márquez acredita que a pista de Phillip Island vai ser melhor para a RC213V.
 
“Acho que será uma pista melhor para nós do que Motegi, então vamos trabalhar duro desde o TL1 na sexta-feira para tentar encontrar o melhor setup”, opinou. “Agora vou tentar descansar a minha mão por alguns dias, já que esta pista é bastante exigente fisicamente, com muitas mudanças duras e rápidas de direção”, completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube