Masià bate Foggia e Migno e vence em Austin na Moto3. Moreira cai na penúltima volta

Depois de intensa briga com Andrea Migno, Jaume Masià superou o italiano na última volta e foi o primeiro a receber a bandeirada em Austin

ALEIX ESPARGARÓ TEM VITÓRIA JUSTA PELA MOTOGP NA ARGENTINA

Imprevisível como costuma ser, a Moto3 só decidiu seu vencedor em Austin na última volta do GP das Américas. E depois de muitas trocas de posição, Jaume Masià venceu a batalha contra Andrea Migno e venceu a prova no Circuito das Américas.

Quem aproveitou a batalha dos rivais foi Dennis Foggia, que também foi grande candidato à vitória, porém terminou apenas na segunda posição. Migno, pole-position da quarta etapa do Mundial, espalhou no fim e, por isso, ficou em terceiro.

Jaume Masia venceu em Austin na Moto3 (Foto: Ajo)

Relacionadas


▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Ayumu Sasaki e Deniz Öncü vieram atrás, na quarta e quinta posições, respectivamente. Xavier Artigas, Izan Guevara, Carlos Tatay, Ricardo Rossi e Tatsuki Suzuki fecham as 10 primeiras colocações.

Diogo Moreira fazia ótima prova. Chegou até mesmo a liderar e, no final, recuperava-se para tentar o pódio. Só que na penúltima volta o brasileiro saiu de traseira, perdeu o controle da moto #10 e caiu, abandonando.

A Moto3 volta às pistas no próximo dia 23 de abril, para o GP de Portugal, em Portimão. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da quarta etapa do Mundial de Motovelocidade 2022.

Saiba como foi o GP das Américas de Moto3:

Diferente do que normalmente acontece, coube à Moto3 a missão de fechar o dia do Mundial de Motovelocidade em Austin. Antes da largada, os termômetros mediam 27°C, com a pista chegando a 39°C. A umidade relativa do ar estava em 52%, com a velocidade do vento chegando a 34 m/h, uma preocupação a mais para os pilotos.

No que diz respeito a escolha de pneus, a maioria optou pelo dianteiro M3, exceto Andrea Migno, Kaito Toba, Carlos Tatay e David Salvador, que foram com o duro. Na traseira, a maioria optou pelo S2, enquanto Stefano Nepa, Tatay e Iván Ortolá calçaram o H4.

Quando as luzes se apagaram na reta de Austin, Andrea Migno sustentou a liderança da Moto3, com Diogo Moreira rapidamente subindo para a segunda colocação com um mergulho na curva 1, diante de Deniz Öncü.

Largada da Moto3 em Austin (Vídeo: MotoGP)

Öncü atacou Migno e tomou a ponta com direito a um toque, antes de ser superado por Diogo, que assumiu brevemente a liderança antes de levar o troco do turco. Migno era o terceiro, seguido por Xavier Artigas e Kaito Toba.

Na abertura da segunda volta, Diogo ensaiou, mas Öncü sustentou a liderança. Pouco depois, no mergulho da curva 1, um brasileiro avançou para a liderança e logo conseguiu se afastar, abrindo um respiro de 0s436.

Ainda no início da disputa, a direção de prova anunciou que Izán Guevara teria de passar duas vezes pela volta longa por ter queimado a largada. Um duro golpe para o piloto da Aspar.

Diogo Moreira lidera e é tocado por Deniz Öncü (Vídeo: MotoGP)

Na liderança da corrida, Moreira seguia isolado, cerca de 0s4 à frente de Öncü, que também tinha um respirinho em relação a Artigas, o terceiro colocado. Daniel Holgado, que tinha o melhor ritmo da corrida, vinha em quarto, já pressionando pela última posição do pódio.

Na volta 4, Deniz conseguiu chega em Diogo e tomou a liderança, mas o brasileiro voltou a pressionar. Artigas, porém, aproveitou uma escapadinha do brasileiro para ficar com a primeira posição.

Na abertura do sexto giro, Moreira reassumiu a liderança mais uma vez, aproveitando para passar por dentro de Artigas no mergulho da curva 1. Öncü aproveitou a 3 para passar o rival da Prüstel e, logo depois, tomar a ponta do #10 com uma manobra na curva 10. Xavier chegou a passar Diogo na curva seguinte, mas o troco veio rápido.

A briga entre os ponteiros atraiu o restante do pelotão, que passou a ser de 11 pilotos. Na sétima volta, porém, Sergio García caiu na curva 13 depois de um toque com Daniel Holgado, que caiu mais adiante, na 20. Ambos, contudo, voltaram à corrida.

Moreira erra, e Xavier Artigas assume a ponta (Vídeo: motoGP)

Enquanto isso, Sasaki subiu para a terceira colocação, com Jaume Masià aparecendo para se instalar em terceiro. Moreira defendeu a quarta colocação de Artigas, que já era pressionado por Dennis Foggia.

Masià, aliás, esperou muito pouco antes de se lançar ao ataque. O espanhol da Ajo tomou a ponta rapidamente, com uma manobra dupla em cima de Sasaki e Öncü. Artigas chegou a passar Moreira, mas levou o troco e acabou superado por Foggia, devolvendo a ultrapassagem quase de imediato.

Com nove giros para o fim, Öncü passou Sasaki e assumiu o segundo lugar, mas não conseguiu sustentar. Mais abaixo, Foggia passo Artigas pelo quinto lugar.

Na sequência, Sasaki e Öncü tomaram a frente, derrubando Masià para o terceiro posto, diante de Moreira. Foggia, aliás, aparece em seguida para superar o brasileiro, que respondeu na mesma moeda.

Na abertura da volta seguinte, Öncü passou Sasaki e reassumiu a liderança. Masià seguia em terceiro, com Moreira caindo brevemente para sexto depois de ser superado por Foggia e Artigas.

Masià retomou o comando da disputa em Austin, mas a disputa seguia bem aberta, com o primeiro pelotão agora composto por sete pilotos.

Líder do campeonato, Sergio García caiu durante a corrida (Vídeo: MotoGP)

Foggia se lançou para frente e subiu para terceiro, atrás de Masià e Sasaki. Öncü agora vinha em quarto, diante de Moreira, Migno e Artigas.

Na volta 11, Foggia assumiu a primeira posição pela primeira vez, de cara abrindo um pouquinho de margem em relação a Masià. Sasaki era o terceiro, diante de Öncü, Migno, Moreira e Artigas.

Na 13ª das 17 voltas previstas, Moreira voltou ao ataque. O brasileiro voltou ao terceiro posto, mas foi superado por Migno pouco depois. No miolo da pista, Masià atacou e tomou a liderança, com Migno aproveitando uma espalhada de Foggia para assumir o segundo posto. Sasaki, que tinha passado Diogo, também deixou Dennis para trás para ser terceiro.

Com a briga na ponta ainda quente, Artigas e Öncü voltaram à disputa, passando Moreira, que caiu para a sétima colocação.

Faltando três voltas para o fim, Migno passou Masià e reassumiu a ponta, com Foggia superando Sasaki pouco depois pelo terceiro lugar. Jaume deu o troco ainda no mesmo giro, com Diogo também passando Artigas para ganhar uma posição.

No fim da volta, na curva 19, Migno conseguiu recuperar a liderança, com Sasaki e Öncü passando Foggia pouco depois. Logo em seguida, Dennis e Diogo passaram Öncü, que conseguiu segurar o #10 na freada.

Queda de Diogo Moreira na penúltima volta (Foto: MotoGP)

Na saída da última curva, Moreira caiu, mas escapou de lesões. Ainda assim, o brasileiro não teve chances de voltar para a disputa.

Enquanto isso, Masià retomou a liderança, diante de Migno e Foggia para receber a bandeirada na ponta.

Moto3, GP das Américas, Austin, Final:

1J MASIÀRed Bull KTM Ajo38min58s286
2D FOGGIALeopard Honda+0.172
3A MIGNOSnipers Honda+0.394
4A SASAKISterilgarda Max Husqvarna+0.490
5D ÖNCÜTech3 KTM+1.113
6X ARTIGASPrüstel GP CFMoto+1.576
7I GUEVARAAspar GasGas+2.887
8C TATAYPrüstel GP CFMoto+8.208
9R ROSSISic58 Honda+8.370
10T SUZUKILeopard Honda+10.084
11I ORTOLÁAngelus MTA KTM+10.272
12S OGDENVisionTrack Honda+10.424
13S NEPAAngelus MTA KTM+17.967
14A FERNÁNDEZTech3 KTM+18.088
15L FELLONSic58 Honda+20.563
16T FURUSATOTeam Asia Honda+21.433
17R YAMANAKAMSI KTM+21.959
18J KELSOCIP KTM+29.099
19E BARTOLINIAvintia KTM+34.295
20M AJITeam Asia Honda+34.336
21G RIUBoe SKX KTM+39.396
22D SALVADOR Sterilgarda Max Husqvarna+1:00.909
23A CARRASCOBoe SKX KTMAbandonou
24D HOLGADORed Bull KTM AjoAbandonou
25K TOBACIP KTMAbandonou
26D MOREIRAMSI KTMAbandonou
27M BERTELLEAvintia KTMAbandonou
28S GARCÍAAspar GasGasAbandonou
29J WHATLEYVisionTrack HondaAbandonou
BASTIANINI ESTÁ CERTO: LIDERANÇA DA MOTOGP AINDA NÃO IMPORTA

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.