Liberados para correr em Misano, Baz e Espargaró relatam sorte por saírem sem lesão séria de batida em Silverstone

O acidente envolvendo Loris Baz e Pol Espargaró na primeira volta do GP da Grã-Bretanha do Mundial de Motovelocidade foi assustador, mas felizmente ambos saíram sem grandes problemas médicos. Já estarão de volta no GP de San Marino

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Vendo o acidente entre Loris Baz e Pol Espargaró na primeira volta do GP da Grã-Bretanha do Mundial de Motovelocidade era óbvio que se tratava de um incidente assustador. Os dois se encontraram, rolaram por entre as motos e saíram para voltar à pista. Baz, inconsciente; Espargaró, com dor na perna. Mas, atendidos e avaliados por médicos, ambos estão sem maiores problemas que os limitem.

 
Tanto estão bem que, mesmo após a queda em Silverstone, ambos estão pensando na corrida já deste final de semana, em Misano. Baz, por ter perdido a consciência, passou por um exame detalhado na cabeça, que não revelou lesões.   
 
"Foi um susto! Larguei bem, e Pol me passou na curva 1. Eu me posicionei para passá-lo na próxima curva, mas Danilo [Petrucci] me surpreendeu freando cedo demais. Quando percebi que ia bater nele, saí para a direita, mas Pol estava lá. Não lembro o que aconteceu depois até que eu chegasse na ambulância. De acordo com o primeiro exame, não tive lesões sérias", declarou.
 
"Tive uma dor de cabeça no fim do dia, decidi passar pelo scanner mas não deu nada. Meu pé dói. Também tenho uma lesão na coxa. Tenho sorte de não ter me machucado mais e mais sério, e sinto por Pol. Não deu para evitá-lo, não tinha opção. É uma pena, porque tínhamos a oportunidade de uma boa corrida. Agora eu vou descansar e me preparar para Misano", falou.
Momento do acidente (Foto: Reprodução)
Já Espargaró, com dor na perna, tem machucado na coxa e no pé, mas nenhum grave contusão foi diagnosticada.
 
"Não posso falar muito sobre a corrida porque acabou antes que eu entrasse no ritmo. Na primeira volta eu senti um impacto grande atrás de mim na primeira curva. Comecei a rolar no chão e então tanto minha moto quanto a de Loris me acertaram. Foi azar, mas, para ser honesto, as últimas corridas não foram de acordo com o planejado. Mas estou satisfeito que nada pior aconteceu", disse.
 
"Tenho dor no corpo todo, especialmente na tíbia direita, mas não estou muito preocupado. Relaxando um pouco e recebendo massagem vai ficar tudo bem", seguiu.
 
Os dois foram clinicamente liberados e vão correr na Itália. No fim das contas, após a bandeira vermelha que causaram, foi Maverick Viñales que venceu, dando a primeira vitória da Suzuki na MotoGP desde 2007.
 
PADDOCK GP #44 DEBATE VITÓRIAS DE ROSBERG EM SPA E DE RAHAL NO TEXAS

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube