Lorenzo exalta duelo com Rossi em “uma das corridas mais difíceis” e se diz sortudo por não cair após toque de Márquez

Embora tenha emendado a quarta vitória consecutiva em 2015, Jorge Lorenzo deixou claro que não enxerga o GP da Catalunha como uma prova fácil. Muito pelo contrário. Tudo por conta do incansável Valentino Rossi, que o perseguiu até o fim da corrida. O piloto da Yamaha também falou do alívio após ter sido acertado por Marc Márquez, que caiu e abandonou

Jorge Lorenzo elegeu o GP da Catalunha, vencido por ele no último domingo (14), como uma das corridas mais difíceis da sua carreira. Em grande fase depois de triunfar pela quarta vez consecutiva na temporada 2015 da MotoGP, o piloto da Yamaha entende que ficou longe de ter vida fácil em Barcelona, muito pelo contrário. Tudo graças ao incansável Valentino Rossi, que não deixou Lorenzo respirar e forçou o ritmo em toda a metade final da corrida. Mas o catalão resistiu à pressão e, além de vencer novamente no campeonato, reduziu para apenas um ponto a diferença que o separa do líder Rossi. Mas antes da glória, Jorge teve a sorte de escapar ileso de um incidente que tirou Marc Márquez da disputa.

“Esta foi uma das corridas mais difíceis, especialmente nas últimas dez voltas. Vinha mantendo minha distância para Valentino, mas foi difícil repetir o ritmo da manhã [de sábado] com os inúmeros problemas com a aderência e do pneu dianteiro, especialmente”, lembrou Lorenzo.

Valentino Rossi foi exaltado por Jorge Lorenzo em "corrida mais difícil do que nunca" na Catalunha (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

“Vinha mantendo 2s de diferença, mas arriscando muito, no limite, e de repente, em uma volta, ele recuperou 0s6. Aí eu disse a mim mesmo: ‘Jorge, você tem de acelerar ainda mais forte, arriscar mais, ainda que esse risco o faça cair’”, afirmou o piloto da Yamaha, que demonstrou o quanto respeita o italiano.

“Tive de fazer isso porque, do contrário, Valentino ficaria ainda mais motivado em me alcançar e ele iria fazê-lo. Foi mesmo muito difícil, mais difícil do que nunca”, complementou. Lorenzo venceu o GP da Catalunha com apenas 0s8 de frente para o multicampeão Rossi.

Mas antes de duelar com o mítico piloto italiano, Lorenzo viveu um susto no começo da corrida. Na freada da curva 10, Marc Márquez tentava alcança-lo, mas acabou perdendo o controle da sua Honda e chegou a acertar a Yamaha do catalão. Mas Márquez levou a pior, foi para a brita e acabou abandonando novamente uma corrida na temporada em decorrência de queda. Lorenzo se disse sortudo por ter conseguido se manter na pista e seguir em frente até vencer no domingo.

“Eu o vi vindo muito rápido e vindo de lado. Eu achei que ele não ia cair, apenas ir para a terra e se recuperar, mas quando eu vi na classificação que ele não estava entre os ponteiros, então soube que ele estava fora da corrida. Quase caí. Se ele me tocasse mais forte, poderia ter ficado de fora da corrida. Tive sorte que foi um toque leve, então ele abandonou a corrida e pude ficar na pista”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube