Lorenzo relata dores após treinos e fala em paciência para prova em Silverstone

Jorge Lorenzo tem um final de semana difícil pela frente na Grã-Bretanha. Voltando para a pista após dois meses afastado, admitiu que sente muitas dores nas costas após os treinos, e sabe que a corrida vai ser de paciência caso consiga completar

Jorge Lorenzo ainda não está em sua melhor forma física para o GP da Grã-Bretanha. Voltando neste final de semana após dois meses longe das pistas, o espanhol relatou que ainda não está totalmente curado de sua lesão.
 
O titular da Honda tem passado por um longo processo de recuperação. Em Assen, sofreu um forte acidente ainda no primeiro ensaio, onde atingiu o chão com violência e acabou fraturando duas vértebras. Então, ficou fora por quatro corridas.
 
A prova em Silverstone marca sua volta para o paddock. Entretanto, após os primeiros treinos livres já mostrou que o processo de readaptação vai levar tempo, pois ficou entre as últimas colocações – último e penúltimo, respectivamente. Nos tempos combinados, mostrou um atraso de 3s682 para Fabio Quartararo, o líder.
 
“Foi um dia difícil porque você nunca se sente muito confortável quando está nas últimas posições e está em último como eu estive. É a situação que temos agora e tentar acelerar cria quedas e as consequências que pode imaginar, então, no momento, é essa a situação que tenho”, explicou.
Jorge Lorenzo (Foto: Honda)

“Minhas costas não curaram completamente, e sinto dor, especialmente após o segundo treino, e perdi massa muscular e minha condição física não é para a MotoGP porque passei dois meses longe das motos. Pouco a pouco, preciso ser paciente para passar por essa corrida”, continuou.
 

Ao ser questionado se iria aguentar completar as 20 voltas da prova, o #99 foi sincero. “Não sei ainda. Após o segundo treino comecei a sentir mais dor em minhas costas comparado com ontem”, apontou.
 
“Cada treino que farei vai ser pior para minhas costas, mas preciso lidar com isso e tentar fazer as voltas certas, mas ser capaz de extrair o máximo do ritmo sem piorar minha lesão”, seguiu.
 
Por fim, Lorenzo reconhece que melhorar sua situação no final de semana parece uma tarefa complicada. “Tenho problemas físicos quase em todos os lugares, em brecar e também no meio da curva com meu pescoço já que perdeu muito músculo, e na mudança de direção”, ressaltou.
 
“Tenho dor nas costas e me movo muito lentamente, então tudo o que faço é muito lento. As únicas áreas que não perco é na aceleração. Mas no resto da pista perco muito. Isso aparece nos 3s5 mais lento que os mais rápidos”, concluiu.
 

Paddockast #30
SHOW DO MILHÃO!

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube