Lorenzo vê gestão dos pneus como chave na Malásia e traça meta de “cortar mais alguns pontos da margem de Rossi”

Segundo colocado na classificação da MotoGP, Jorge Lorenzo colocou como meta para o GP da Malásia reduzir mais um pouco da vantagem de 11 pontos de Valentino Rossi na liderança do Mundial. Espanhol apontou gestão dos pneus como chave para a prova em Sepang

A cobertura completa do GP da Malásia no GRANDE PRÊMIO

Jorge Lorenzo desembarca em Sepang com 11 pontos de atraso para Valentino Rossi na classificação do Mundial de MotoGP. Segundo colocado no GP da Austrália, o #99 recortou sete pontos da margem do companheiro de equipe, mas isso não foi o bastante para impedir que o italiano tenha sua primeira chance de título já neste fim de semana.
 
Embora não tenha sido decisiva para o Mundial de Pilotos, a prova em Phillip Island viu a Yamaha conquistar o título de Construtores, garantindo à casa de Iwata a tríplice coroa de 2015.
Jorge Lorenzo que recortar margem de Rossi para chegar com mais chances em Valência (Foto: Yamaha)
“Antes de mais nada, gostaria de parabenizar toda a família Yamaha pela conquista do segundo título da temporada na Austrália”, disse Lorenzo. “Estou muito orgulhoso de todos os membros e engenheiros do time que tornaram isso possível trabalhando realmente duro no Japão durante toda a temporada”, seguiu.
 
 Às vésperas da penúltima etapa da temporada, Lorenzo destacou que a pista de Sepang é bastante complicada e a gestão do desgaste dos pneus será chave. Ainda assim, o piloto traçou uma meta clara para o fim de semana: diminuir mais ainda a margem de Rossi.
 
“Phillip Island foi uma corrida extremamente empolgante e, no fim, o resultado não foi tão ruim, considerando que o nosso principal rival terminou em quarto”, comentou. “Agora nós encaramos a corrida de Sepang, uma pista complicada, por causa das temperaturas extremamente altas e da umidade”, seguiu.
 
“Acho que a chave lá para lutar pela vitória será a performance do pneu e acho que temos uma chance de vencer outra vez”, opinou. “A meta principal é cortar mais alguns pontos da margem de Valentino e vou tentar chegar em Valência com uma desvantagem menor. Me sinto forte e estou ansioso para correr na Malásia”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube