Lorenzo vê Rossi amargurado e diz que companheiro de Yamaha “desperdiçou sua última chance de ser campeão mundial”

Agora tricampeão da MotoGP, Jorge Lorenzo avaliou que Valentino Rossi perdeu sua última chance de conquistar mais uma vez o título mundial. Espanhol declarou, ainda, que a polêmica dos últimos dias não teria acontecido se o italiano tivesse a velocidade necessária para vencer mais corridas

A cobertura completa do GP da Comunidade Valenciana no GRANDE PRÊMIO

Dirigentes da Yamaha, Lin Jarvis e Massimo Meregalli terão bastante trabalho para controlar os ânimos dentro da equipe em 2016. O clima entre Valentino Rossi e Jorge Lorenzo nunca foi dos melhores, mas a coisa só faz piorar.

 
Desde que a crise da Malásia estourou, Lorenzo decidiu não guardar para si opiniões sobre o parceiro, que também não economizou na hora de falar sobre o espanhol.
 
No último domingo (8), após conquistar o título de 2015 da MotoGP por cinco pontos de vantagem para Rossi, Lorenzo avaliou que o italiano está amargurado, pois sabe que desperdiçou sua última chance de ser campeão mundial.
Jorge Lorenzo afirmou que Rossi perdeu última chance de conquistar o décimo título (Foto: Yamaha)
A classificação do Mundial de MotoGP após o GP da Comunidade Valenciana

“É óbvio que tem pilotos mais jovens que são mais rápidos do que ele”, disse Lorenzo. “Deve ser frustrante não ter a velocidade que o teria permitido vencer mais corridas e chegar em Valência com uma grande vantagem”, seguiu.

 
 “Nós não sabemos o que vai acontecer no futuro, mas, provavelmente, assim como vai acontecer comigo, esta era a última chance dele ser campeão mundial”, declarou.
 
Além disso, Jorge também encontrou uma explicação para a polêmica dos últimos dias. Na visão do agora tricampeão, Rossi não teria acusado Marc Márquez de atuar como “guarda-costas” do conterrâneo se tivesse a velocidade necessária para vencer mais corridas.
Jorge Lorenzo ganhou o título com cinco pontos de vantagem (Foto: Divulgação/MotoGP)
“Essa controvérsia e esses comentários não teriam acontecido se Valentino tivesse a velocidade de Marc, ou a minha, e tivesse vencido mais corridas”, disparou. “Com um pouco mais de velocidade e consistência, e sem o que aconteceu em Sepang, ele poderia ter chegado em Valência com uma vantagem clara e vencido o campeonato confortavelmente”, opinou.
 
“Não foi assim e ele sabe que deixou escapar neste ano a oportunidade de conquistar seu décimo mundial, e isso é difícil de aceitar”, ponderou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube