Lowes lidera treinos da Moto2 em dia de chove e seca na Áustria

Com a marca de 1min28s985, o inglês da Marc VDS foi o mais veloz nos treinos combinados.. Apenas 0s010 mais lento, Jorge Martín ficou em segundo, com Marco Bezzecchi fechando o top-3

Sam Lowes começou o fim de semana da Moto2 no Red Bull Ring na frente. Nos treinos livres desta sexta-feira (14), o inglês anotou 1min28s985 nos tempos combinados para ser o mais rápido na abertura das atividades.

Apenas 0s010 atrás do piloto da Marc VDS, Jorge Martín ficou com a segunda colocação do dia austríaco. Marco Bezzecchi, Augusto Fernández e Jake Dixon foram os pilotos que completaram os cinco mais velozes.

Os treinos da classe intermediária do Mundial de Motovelocidade foram marcados pelo chove e seca no circuito de Spielberg. Por conta disso, entre os dez primeiros, apenas o ponteiro, o segundo, o quinto e Joe Roberts, décimo, conseguiram melhorar as marcas.

Enea Bastianini, líder da classificação, teve dia bastante discreto. Com primeiro treino em que ficou na parte de traz da tabela, não foi capaz de melhorar seu tempo na segunda sessão, ficando em 16º e precisando, provisoriamente, passar pelo Q1 da classificação.

Sam Lowes anotou melhor tempo em dia de chove e seca (Foto: Reprodução)

Não demorou para que os pilotos logo deixassem os boxes e fossem para a pista. Nos primeiros tempos marcados, Remy Gardner era mais veloz com 1min30s445, feito em sua terceira volta. No giro seguinte, entretanto, tratou de baixar para 1min30s030, único a virar em 1min30s baixo.

Mas o reinado do piloto da SAG pouco duraria, pois Sam Lowes foi o primeiro a virar na casa do 1min29s, fez 1min29s869 e bateu o #87 em 0s161. Xavi Vierge, Luca Marini e Marco Bezzecchi completavam o top-5.

Com quase metade do tempo já percorrido, Jorge Martín era o novo líder da tabela. O espanhol da Red Bull KTM Ajo tratou de fazer 1min29s777, mas logo em seguida foi batido por Lowes, 0s559 mais veloz. O #22 da Marc VDS, inclusive, era um dos pilotos com menos voltas feitas, com apenas oito.

O treino seguiu sem muita agitação e mudanças nas primeiras posições. Lowes ainda era o piloto a ser batido, com Jorge Navarro vindo na sequência. Bezzecchi, Augusto Fernández, Martín, Gardner, Lorenzo Baldassarri, Jake Dixon, Aron Canet e Chantra fechavam os dez primeiros. O ponteiro, inclusive, era quem mais tinha rodado.

Quem tinha vida complicada era Enea Bastianini. Líder da classificação, aparecia apenas na 19ª posição com 1s092 de atraso para o primeiro colocado. Com previsão de chuva para os treinos livres seguintes, o italiano tinha grandes chances de ter de passar pelo Q1 da classificação.

Mas o piloto da Italtrans guardou o ataque final para os últimos instantes da sessão. Em seu 18º giro, anotou 1min29s555 e saltou para a nona posição.

Com o fim da sessão, nenhum piloto foi capaz de superar Lowes. Bezzecchi terminou em segundo, com Fernández, Martín e Navarro fechando os cinco mais velozes da manhã.

A Moto2 foi a última classe a ir para a pista no dia inaugural de atividades na Áustria. Ainda nos primeiros minutos, a bandeira de chuva voltou a aparecer, com a garoa da MotoGP ganhando um pouco mais de força.

Com cinco minutos rodados, apenas Gardner havia marcado tempo com 1min35s668, mas não demorou para outros nomes surgirem na tabela. Tetsuta Nagashima vinha em segundo, com Fabio Diggianantonio completando o top-3.

Mas o clima molhado não durou muito, pois o sol tratou de aparecer no circuito austríaco e começou a secar o asfalto. Isso permitiu que os pilotos baixassem a marca da sessão corrente, com Martín anotando 1min29s619, seguido por Loews e Bastianini.

Entretanto, as marcas não foram suficientes para superar a primeira sessão do dia. Lowes continuava na primeira posição com 1min29s133. Bezzecchi, Fernández, Martín, Navarro, Gardner, Canet, Nagashima, Baldassarri e Marini fechavam o top-10.

Nos instantes finais, com as condições da pista melhorando consideravelmente, o #88 da Red Bull KTM Ajo e o #22 da Marc VDS conseguiram baixar o tempo em comparação com a sessão de mais cedo. O espanhol pulou para a ponta, mas logo foi superado pelo inglês. A dupla era a única na casa de 1min28s.

Inclusive, Lowes era um dos pilotos com mais voltas completadas no segundo treino. Junto com Marcel Schrötter e Xavi Vierge, fizeram 23 giros.

Bandeira quadriculada e fim do dia de atividades no Red Bull Ring. Repetindo a primeira sessão, Lowes terminou como o mais rápido com 1min28s985 anotado em sua penúltima volta. Martín foi o segundo apenas 0s010 mais lento. Bezzecchi, Fernández e Dixon fecharam o top-5.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube