Marc Márquez descarta vetar companheiro na Honda: “Significa medo”

Marc Márquez falou da situação da Honda. O espanhol destacou que caso um piloto acredite que pode vencer com a RC213V, há outra moto idêntica a dele no grid

Marc Márquez voltou a explicar a situação da Honda na MotoGP. O hexacampeão destacou que não cabe a ele dizer quem pode ou não ser seu companheiro e afirmou que caso algum piloto tiver interesse, há outra moto idêntica no grid.

O #93 chegou à classe rainha do Mundial em 2013 pela equipe japonesa. Desde então, conseguiu todos os campeonatos com exceção de 2015, quando foi Jorge Lorenzo o grande campeão. Isso tem mostrado grande casamento do piloto com a RC213V.

Em 2018 e 2019, quando Dani Pedrosa e o #99 foram seus companheiros, respectivamente, sequer conseguiram subir ao pódio ao longo das temporadas. Ao final dos anos, acabaram se aposentando das pistas.

Com isso, muitos rumores tomaram espaço na imprensa de que a moto era feita apenas para Márquez. “Sempre fui muito claro. Há duas Honda idênticas à minha, uma de meu companheiro e a outra de Cal Crutchlow”, disse em entrevista ao podcast da Red Bull Espanha.

“No momento, se estou me sentindo feliz, não necessito motivação e as coisas saem bem”, seguiu.

“Se outro piloto acredita que pode ganhar com essa moto, há outra. Se diz para a Honda ‘não me interesso economicamente, acredito que posso ganhar com essa moto’, a equipe te dá a moto amanhã”, continuou.

“Em toda minha carreira esportiva, nunca vetei um companheiro porque significa medo. Tive Dani pedrosa, um grande campeão, tive Jorge Lorenzo, o futuro não se sabe”, emendou o espanhol.

“Agora, tenho meu irmão [Álex Márquez], campeão da Moto2. Quero me sentir confortável onde estou. Eu me sinto assim agora e as coisas saem bem, para que mudar. Não preciso de motivação extra”, concluiu o hexa.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube