Marc Márquez vê 1º dia de teste “pior do que esperava”: “Não estou pronto para ser rápido”

12º colocado no primeiro dia de testes da MotoGP em Sepang, Marc Márquez admitiu que se sentiu “pior do que esperava” na RC213V. O #93 ainda se recupera de uma cirurgia no ombro direito

Marc Márquez avaliou que o primeiro dia de testes da MotoGP em Sepang foi “pior do que esperava”. O #93 ainda se recupera de uma cirurgia no ombro direito, realizada em novembro do ano passado.
 
Marc Márquez (Foto: Honda)
Paddockast #47
FORD vs FERRARI

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

“Já esperava [ter dificuldades] antes de pilotar a moto, mas quando pilotei pela primeira vez, na primeira saída, me senti pior do que esperava”, contou Marc. “Especialmente a posição na moto. Foi difícil usar o cotovelo nas curvas”, seguiu.
 
“Aí, passo a passo, comecei a usar, mas comecei a primeira saída com boa energia, mas aí imediatamente quando parei nos boxes, fui a 1min59s, mas, quando parei, senti que precisava diminuir o ritmo, ir passo a passo, ser paciente”, explicou. 
 
No primeiro dia em Sepang, Márquez completou 37 voltas, superando a meta de chegar no máximo em 35. Para amanhã, o #93 planeja 45 giros e, depois, apenas “sobreviver” na atividade de domingo.
 
“O que nós aprendermos no ano passado, aqui no teste da Malásia, o que vou fazer, é que preciso ser paciente e esquecer as tabelas, esquecer os tempos, tentar pilotar, tentar encontrar o meu melhor”, lembrou, se referindo ao teste do ano passado, quando também se recuperava de uma cirurgia. “Não estou pronto para ser rápido. Agora, se fosse a distância da corrida, eu, com certeza, não terminaria. Mas vamos ver se vou me sentir melhor amanhã e depois. Essa é a meta principal”, apontou.
 
“É verdade que agora eu preciso ser paciente. O mais importante é encontrar uma boa base, e ainda falta um mês para a corrida do Catar, ainda tenho um teste no Catar, então preciso ser paciente e ter calma”, completou.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar