Márquez bate Nakagami no Japão e vence pela 3ª vez no ano. Oitavo, Morbidelli aumenta vantagem na liderança da Moto2

Confiante na chuva, Álex Márquez conseguiu quebrar a resistência de Takaaki Nakagami e disparou na ponta em Motegi para conquistar sua terceira vitória na temporada 2017. Xavi Vierge colocou a Tech3 no segundo posto, com Hafizh Syahrin arrematando o pódio. Líder do Mundial, Franco Morbidelli ficou em oitavo e aumentou mais três pontos em sua vantagem no Mundial

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Álex Márquez levou a melhor na insistente chuva em Motegi. Largando na primeira fila, o espanhol chegou a perder posições no início da corrida, mas se recompôs rapidamente e assegurou seu terceiro triunfo no ano ao quebrar a resistência de Takaaki Nakagami em meados da prova deste domingo (15).
 
O GP do Japão teve sua distância reduzida de 23 para 15 voltas por conta de um atraso provocado por uma quebra de Andrea Migno no warm-up da Moto3. O italiano seguiu na pista e encheu o asfalto de óleo, o que forçou uma longa limpeza e uma mudança na programação.
 
Pole-position, Nakagami saiu bem e se manteve na ponta, mas não conseguiu escapar e foi pressionado o tempo todo. Depois de perder a ponta para Márquez, o nipônico não conseguiu manter o mesmo ritmo e foi despencando no pelotão.
Álex Márquez ficou com a vitória no Japão (Foto: Marc VDS)
A classificação do Mundial de Motovelocidade após o GP do Japão

Defendendo a Tech3, Xavi Vierge conseguiu o segundo posto, recebendo a bandeirada com 1s4 de atraso para Márquez. Com um excelente ritmo, Hafizh Syahrin escalou o pelotão para ficar em terceiro.

 
Na volta final, Francesco Bagnaia superou Matti Pasini pelo quarto lugar, com Nakagami ficando apenas em sexto. Miguel Oliveira vem na sequência.
Líder do Mundial, Franco Morbidelli conseguiu minimizar o revés da classificação e recebeu a bandeirada em oitavo após superar Dominique Aegerter na volta final. Lorenzo Baldassarri acabou em décimo, à frente de Tom Lüthi, o vice-líder do Mundial.
Com o resultado, Morbidelli chegou aos 256 pontos e aumentou para 24 pontos a vantagem em relação a Lüthi. Com 76 pontos a menos que o companheiro de equipe, Márquez se despediu de suas chances matemáticas de título.
 
Saiba como foi o GP do Japão de Moto2:
 
A chuva virou sinônimo de Motegi. Em um fim de semana de pisa encharcada, a previsão do tempo acertou mais uma vez e o domingo viu mais um dia de tempo ruim. Às vésperas da largada, a chuva tinha dado uma ligeira trégua, mas a temperatura seguia baixa, em 14,4°C.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Pela primeira vez desde a etapa de Sachsenring no ano passado ― e pela quinta vez na carreira ―, Takaaki Nakagami tinha a pole-position, a primeira de um piloto japonês na classe intermediária no GP do Japão desde que Shuhei Aoyama largou na ponta em Motegi em 2017.
 
Álex Márquez vinha na sequência, à frente de Xavi Vierge. Vice-líder do Mundial, Tom Lüthi ficou apenas com o 13º lugar, seu pior grid desde Misano em 2015, quando saiu na mesma posição. O líder do campeonato, por sua vez, não conseguiu nada muito melhor e ficou apenas em 15º, seu desempenho desde o 18º posto de Barcelona do ano passado.
 
A prova deste domingo teve sua distância reduzida das 23 voltas inicialmente programadas para apenas 15, por conta de um enorme atraso no warm-up desta manhã. No treino da Moto3, Andrea Migno teve um problema com o motor da KTM, mas seguiu na pista derramando óleo pelo asfalto. Por conta da limpeza, a programação foi toda atrasada, forçando alterações no cronograma das classes menores.
 
No momento da largada, Nakagami saiu bem e manteve a liderança, com Vierge passando Márquez pelo segundo posto, Mais atrás, Lüthi também saiu bem e pulou para oitavo, com Morbidelli se colocando em 14º.
 
Ainda no primeiro giro, Vierge tentou um ataque na direção de Nakagami, mas encontrou a porta fechada. Lüthi, por sua vez, avançou para sétimo, com Morbidelli subindo para 12º.
 
Ao fim do primeiro giro, Pasini passou Márquez e assumiu o terceiro posto, logo atacando Vierge para assumir a segunda colocação. Líder, Nakagami tinha 0s5 de margem.
No segundo giro, Luca Marini sofreu uma queda na curva 14 e não conseguiu voltar para a prova.
 
Enquanto isso, Márquez passou Vierge e assumiu o terceiro posto, 0s9 atrás de Pasini, que já ia colado em Nakagami. Mais atrás, Lüthi era sétimo, com Morbidelli em 12º.
 
Pressionado, Lüthi acabou escapando da pista e caindo para a 10ª colocação, à frente de Locatelli e Morbidelli. 
 
No fim da quarta volta, Morbidelli conseguiu passar Locatelli por dentro e assumiu a 11ª colocação, já 0s7 atrás de Lüthi, o décimo. 
 
Na parte da frente da tabela, Nakagami apertou o passo e escapou ligeiramente de Pasini, que tinha Márquez encostando. O #73, aliás, tinha acabado de registrar em 2min07s965 a melhor volta da disputa.
 
Sem muita demora, Márquez passou Pasini por dentro e assumiu o segundo posto, passando a pressionar Nakagami. O espanhol tinha uma diferença de 0s9 para descontar.
 
Na sexta volta, Morbidelli passou Lüthi pelo décimo posto, já 1s atrás de Bagnaia. Aproveitando a passada de Franco, Baldassarri também chegou e tomou a 11ª posição do suíço.
 
Na curva cinco, Sandro Cortese e Tetsuta Nagashima caíram, se despedindo mais cedo da prova. Pouco depois, foi Xavier Siméon quem foi ao chão. O tombo do belga promoveu Morbidelli ao nono posto, 0s5 à frente de Baldassarri, que já tinha se afastado 0s9 de Lüthi.
 
Na frente, Nakagami tinha visto sua vantagem em relação a Márquez cair para 0s3, com Vierge passando Pasini pela terceira posição. O #54, porém, respondeu rápido e logo recuperou a posição.
Na nona volta, Binder sofreu uma queda na curva três, mas escapou de maiores lesões.
 
Aliás, Vierge tinha voltado ao ataque para cima de Pasini e tomado a segunda posição do experiente italiano. Márquez, por sua vez, ia tentando colar em Nakagami.
 
Com sete giros para o fim, Syahrin era o mais rápido da pista e passou Oliveira para assumir a quinta colocação, 0s9 atrás de Pasini.
 
Depois de um tempinho remando, Morbidelli chegou em Aegerter e passou para assumir o oitavo posto, mas levou o troco logo de cara.
 
No fim da nona volta, Márquez passou Nakagami na freada da 11, mas abriu demais a trajetória e permitiu o troco do rival.
 
Com seis voltas para o fim, Morbidelli passou Aegerter e assumiu o oitavo posto, defendendo bem de qualquer tentativa de reação do suíço.
 
Na passagem seguinte, Syahrin ia emendando uma volta rápida atrás da outra e colou em Pasini para ultrapassar e assumir o quarto posto. Próximo alvo, Vierge vinha 0s5 à frente.
 
De novo na curva 11, Márquez atacou Nakagami e passou, assumindo a ponta e logo abrindo uma ligeira margem para o dono da casa. Na sequência, Vierge passou Takaak, que também foi superado por Syahrin pouco depois.
 
Uma vez no topo da tabela, Márquez apertou o passo e escapou, abrindo 1s3 de margem. O #73 estabeleceu na 12ª volta a melhor marca da disputa: 2min07s115.
 
Na volta final, Aegerter conseguiu passar Morbidelli, mas levou o troco pouco depois. Os dois ainda inverteram a posição mais uma vez, mas o italiano levou a mlehor.
 
Lá na frente, Nakagami foi caindo mais e mais, primeiro perdendo a posição para Pasini e, depois, para Bagnaia. Pecco, aliás, também tomou a posição de Mattia.
 

#GALERIA(7209)

Moto2, GP do Japão, Motegi, Corrida:

1 73 ÁLEX MÁRQUEZ ESP MARC VDS Kalex 32:08.901
2 97 XAVI VIERGE ESP TECH3 Mistral 610 +1.465
3 55 HAFIZH SYAHRIN MAL RACELINE Kalex +3.134
4 42 FRANCESCO BAGNAIA ITA VR46 Kalex +5.415
5 54 MATTIA PASINI ITA ITALTRANS Kalex +5.618
6 30 TAKAAKI NAKAGAMI JAP TEAM TADY Kalex +6.163
7 44 MIGUEL OLIVEIRA POR RED BULL KTM AJO +7.597
8 21 FRANCO MORBIDELLI ITA MARC VDS Kalex +11.400
9 77 DOMINIQUE AEGERTER SUI KIEFER Suter +11.572
10 7 LORENZO BALDASSARRI ITA FORWARD Kalex +14.310
11 12 THOMAS LÜTHI SUI INTERWETTEN Kalex +26.571
12 87 REMY GARDNER AUS TECH3 Mistral 610 +30.183
13 23 MARCEL SCHROTTER ALE INTACT Suter +30.597
14 33 IKUHIRO ENOKIDO JAP MOTOBUM Kalex +32.037
15 6 TARRAN MACKENZIE ING KIEFER Suter +35.252
16 37 AUGUSTO FERNÁNDEZ ESP SPEED UP +38.385
17 27 IKER LECUONA ESP INTERWETTEN Kalex +40.934
18 49 AXEL PONS ESP RW Kalex +41.470
19 40 FABIO QUARTARARO FRA PONS Kalex +42.757
20 45 TETSUTA NAGASHIMA ITA SAG Kalex +43.147
21 24 SIMONE CORSI ITA SPEED UP +45.410
22 34 RYO MIZUNO JAP MuSASHi RT HARC-PRO Kalex +46.813
23 89 KHAIRUL IDHAM PAWI ESP TEAM TADY Kalex +50.531
24 32 ISAAC VIÑALES ESP SAG Kalex +51.898
25 2 JESKO RAFFIN SUI INTERWETTEN Kalex +53.699
26 62 STEFANO MANZI ITA VR46 Kalex +1:01.051
27 57 EDGAR PONS ESP PONS Kalex +1:04.776
28 9 JORGE NAVARRO ING GRESINI Kalex +1:07.423
29 41 BRAD BINDER RSA RED BULL KTM AJO NC
30 5 ANDREA LOCATELLI ITA ITALTRANS Kalex NC
31 11 SANDRO CORTESE ALE INTACT Suter NC
32 19 XAVIER SIMÉON BEL TASCA Kalex NC
33 10 LUCA MARINI ITA FORWARD Kalex NC

'EXTRAORDINÁRIO'

DI GRASSI VÊ HAMILTON COMO UM DOS TRÊS MAIORES DA HISTÓRIA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube