Márquez domina primeiro treino livre no Circuito das Américas à frente de Rossi e Viñales. Dovizioso é sexto

Marc Márquez não deu muitas chances para a concorrência e liderou o primeiro treino livre da MotoGP em Austin nesta sexta-feira (20). 0s396 mais lento, Valentino Rossi ficou em segundo, à frente de Maverick Viñales. Andrea Dovizioso fez só o sexto tempo

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Marc Márquez deixou a polêmica de lado e voltou a mostrar que domina como ninguém o Circuito das Américas. Invicto no traçado do Texas, o piloto da Honda voltou a se impor na manhã desta sexta-feira (20) e não teve muita dificuldade para assegurar a liderança da tabela de tempos.
 
Com a melhor de suas 17 voltas em 2min05s530, Márquez garantiu o comando com 0s396 de margem para Valentino Rossi, que fez a melhor de suas 26 voltas calçando pneus macios. 0s331 atrás do companheiro de Yamaha, Maverick Viñales completa o top-3.
Marc Márquez liderou os trabalhos em Austin (Foto: Repsol)
Já 0s950 atrás do líder, Jorge Lorenzo ficou com o segundo posto, seguido por Cal Crutchlow. Andrea Dovizioso teve um início de sessão discreto, mas acabou em sexto, seguido por um surpreendente Takaaki Nakagami.
 
Andrea Iannone colocou a Suzuki no oitavo posto, à frente de Johann Zarco, que teve um problema mecânico com a M1 ainda nos primeiros minutos da atividade. Álex Rins fecha o top-10.
 
Dez dias após operar o punho direito, Dani Pedrosa completou 15 voltas nesta manhã, a melhor delas em 2min09s111 e acabou em 21º, 3s5 atrás do companheiro de Honda.

Saiba como foi o primeiro treino da MotoGP em Austin:
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Apesar das nuvens no céu, a sexta-feira começou em Austin sem indícios de uma expressiva virada climática. Quando a MotoGP entrou na pista, os termômetros marcavam 17,7°C, com o asfalto chegando a 21,7°C. o vento soprava em uma velocidade de 8 km/h, o suficiente para levantar a poeira acumulada na pista por conta das máquinas usadas no asfalto para tentar eliminar as muitas ondulações no circuito.
 
Dono de Austin, Márquez começou a sessão no topo da tabela e logo baixou sua marca para se manter na liderança. Iannone vinha em segundo, à frente de Rins, Redding e Crutchlow.
 
Ainda nos primeiros minutos da sessão, Zarco foi forçado a parar a moto por conta de um problema mecânico com a YZR-M1.
 
Também no início da sessão, Rossi saltou para a segunda colocação, mas ainda 0s952 atrás de Márquez.
 
Mostrando um ritmo bastante superior aos demais, Márquez voltou a melhorar, chegando a 2min07s049, 1s5 melhor que Lorenzo, o novo segundo colocado. Rossi, Crutchlow e Rins vinham logo atrás.
 
Com Marc nos boxes, Redding pulou para a segunda colocação, reduzindo para 0s814 a vantagem do #93. Lorenzo, Crutchlow e Aleix completavam o top-5.
 
De volta à pista após uma passagem pelos boxes da Ducati, Viñales alcançou 2min07s815 e subiu para o segundo posto, 0s766 mais lento que Márquez. O #25 tinha a M1 calçada com um pneu macio na frente e um médio atrás.
 
Dez dias após operar o punho direito, Pedrosa vinha em 19º, 0s140 atrás de Dovizioso, o 18º. O piloto da Honda era acompanhado de perto pelos médicos no Circuito das Américas.
 
Também depois de passar pelos boxes, Rins saltou para a quinta posição, 0s964 atrás e Márquez. Rossi também avançou e era agora o nono.
 
Na ponta tabela, Márquez melhorou mais um pouco e chegou a 2min06s901, 0s914 à frente de Viñales. Quase que imediatamente, porém, Rins surgiu para tomar o segundo posto, reduzindo a vantagem do campeão vigente para 0s739.
 
Rossi veio em seguida e, com 2min07s475, chegou a 0s575 de Márquez, que vinha melhorando suas parciais para chegar em 2min06s128, 1s348 melhor que o #46.
 
Valentino, então, melhorou mais um pouco, mas não permaneceu em segundo, já que Iannone virou 0s132 para se instalar na segunda posição. Lorenzo era o quarto, seguido por Rins e Viñales.
 
Depois de um início de sessão apagado, Dovizioso saltou para o segundo lugar em sua 11ª volta, 0s948 mais lento que Márquez.
 
O relato dos pilotos, aliás, era que a pista estava bem suja e sem aderência, o que ajuda a explicar a larga vantagem de Márquez, já que ele costuma se dar bem em circuitos de pouca aderência.
 
Após uma última passagem pelos boxes, Viñales saltou para o segundo lugar, 0s732 atrás de Márquez. Crutchlow, Dovizioso, Iannone e Rossi fechavam o top-6.
Preocupados com a previsão de chuva para o sábado, os pilotos quiseram apertar o passo nos minutos finais para, caso fosse necessário, já ter um lugar garantido no top-10 combinado.
 
Quem melhorou para valer, aliás, foi Nakagami, que cravou 2min07s010 e se instalou em quarto, 1s287 atrás o líder Márquez, que tinha melhorado de novo. Pouco depois, no entanto, Rossi tomou a posição por 0s313.
 
Com um par de pneus macios, o #46 fez uma nova tentativa e subiu para a segunda colocação, 0s396 atrás de Márquez. Viñales vinha em terceiro, à frente de Lorenzo, Crutchlow e Dovizioso.
 
Com o cronômetro zerado, ninguém conseguiu superar Márquez, que fechou a sessão à frente de Rossi e Viñales.
 

#GALERIA(8358)

MotoGP, GP das Américas, Austin, primeiro treino livre:

1 93 MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 2:05.530   21
2 46 VALENTINO ROSSI ITA YAMAHA 2:05.926 +0.396 9
3 25 MAVERICK VIÑALES ESP YAMAHA 2:06.257 +0.727 18
4 99 JORGE LORENZO ESP  DUCATI 2:06.480 +0.950 16
5 35 CAL CRUTCHLOW ING LCR HONDA 2:06.539 +1.009 11
6 4 ANDREA DOVIZIOSO ITA  DUCATI 2:06.734 +1.204 14
7 30 TAKAAKI NAKAGAMI JAP LCR HONDA 2:07.010 +1.480 9
8 29 ANDREA IANNONE ITA SUZUKI 2:07.093 +1.563 52
9 5 JOHANN ZARCO FRA TECH3 YAMAHA 2:07.124 +1.594 16
10 42 ÁLEX RINS ESP SUZUKI 2:07.211 +1.681 49
11 41 ALEIX ESPARGARÓ ESP APRILIA GRESINI 2:07.431 +1.901 14
12 45 SCOTT REDDIING ING APRILIA GRESINI 2:07.459 +1.929 15
13 9 DANILO PETRUCCI ITA PRAMAC DUCATI 2:07.523 +1.993 52
14 53 TITO RABAT ESP AVINTIA DUCATI 2:07.662 +2.132 19
15 19 ÁLVARO BAUTISTA ESP ÁNGEL NIETO DUCATI 2:07.874 +2.344 20
16 44 POL ESPARGARÓ ESP KTM 2:07.948 +2.418 54
17 38 BRADLEY SMITH ING KTM 2:08.161 +2.631 14
18 12 THOMAS LÜTHI SUI MARC VDS HONDA 2:08.234 +2.704 70
19 21 FRANCO MORBIDELLI ITA MARC VDS HONDA 2:08.372 +2.842 18
20 55 HAFIZH SYAHRIN MAL TECH3 YAMAHA 2:08.819 +3.289 15
21 26 DANI PEDROSA ESP HONDA 2:09.111 +3.581 56
22 17 KAREL ABRAHAM RTC ÁNGEL NIETO DUCATI 2:09.327 +3.797 71
23 43 JACK MILLER AUS PRAMAC DUCATI 2:09.708 +4.178 5
24 10 XAVIER SIMÉON BEL AVINTIA DUCATI 2:10.426 +4.896 8
               
RECORDE MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 2:05.530 158.1 km/h  
MELHOR VOLTA MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 2:03.575 160.6 km/h  
               
    Condições do tempo   PISTA PISTA   ar: 17°C | pista: 21ºC  

 

SURPRESA AGRADÁVEL APESAR DOS PORQUÊS

TEMPORADA 2018 COMEÇA COM F1 DEPENDENTE DO IMPONDERADO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube