Márquez exibe ritmo dominante e comanda primeiro treino da MotoGP em Phillip Island. Dovizioso é quarto

Marc Márquez impôs um ritmo forte no primeiro treino livre da MotoGP na Austrália e garantiu a liderança com 0s093 de vantagem para Johann Zarco. Jack Miller ficou em terceiro, com Andrea Dovizioso ocupando o quarto posto

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Marc Márquez abriu o fim de semana na Austrália com o pé direito. Exibindo um ritmo forte na manhã sexta-feira (20), o #93 dominou o primeiro treino livre quase que de ponta a ponta e assegurou a melhor marca da sessão apesar da aproximação da concorrência nos giros finais.
 
Já com o cronômetro zerado, Johann Zarco anotou 1min29s695 e assumiu o segundo posto, à frente de Jack Miller, que volta à MotoGP apenas três semanas após fraturar a perna direita.
Marc Márquez foi o mais rápido no primeiro treino em Phillip Island (Foto: Repsol)
0s151 mais lento que o líder do Mundial, Andrea Dovizioso assegurou o quarto tempo, seguido por Maverick Viñales e Andrea Iannone, que apareceu mais forte já em Motegi. Pol Espargaró, Jorge Lorenzo, Bradley Smith e Cal Crutchlow completam o top-10.
 
0s798 mais lento que o companheiro de Honda, Dani Pedrosa ficou em 11º, seguido por Aleix Espargaró e Valentino Rossi. O #26 e o #46 não usaram o pneu traseiro macio na parte final da sessão.
 
Saiba como foi o primeiro treino da MotoGP em Phillip Island:
 
Depois de um fim de semana chuvoso no Japão, a MotoGP encontrou um cenário diferente em Phillip Island. Na manhã desta sexta-feira, o sol aparecia entre nuvens, elevando as temperaturas, que chegaram a 15°C ― 24°C na pista. A velocidade do vento era de 24 km/h.
 
Com a pista em ótimas condições, os pilotos não tardaram a entrar na pista nesta manhã. Com 1min32s436, Pol Espargaró abriu a sessão no topo da tabela, 0s175 à frente de Johann Zarco. Andrea Dovizioso, Marc Márquez e Jack Miller vinham na sequência.
 
Ainda nos primeiros minutos da sessão, Álvaro Bautista sofreu uma queda na curva oito, mas sem maiores consequências físicas.
 
Enquanto isso, Zarco assumiu a ponta, 0s275 mais rápido que Viñales, o segundo colocado. Márquez, Pol, Iannone e Miller vinham na sequência.
 
Com 1min30s192, Márquez assumiu o topo da tabela, com Iannone subindo para segundo, 0s693 atrás do #93. Viñales era agora o terceiro, à frente de Rossi e Pedrosa.
 
Márquez baixou sua marca na sequência, alcançando 1min29s722, 0s252 mais rápido que Iannone, o segundo. Instantes depois, Dovizioso saltou para a segunda colocação, 0s227 atrás do piloto da Honda. Iannone, Viñales e Crutchlow apareciam logo atrás.
 
Na chegada da primeira rodada de pit-stops, o top-10 tinha Márquez, Dovizioso, Iannone, Viñales, Crutchlow, Pedrosa, Zarco, Rossi, Lorenzo e Miller.
 
Usando um pneu macio na frente e um médio atrás, Márquez cravou 1min29s699 e abriu 0s250 de margem para Dovizioso, que seguia no segundo lugar. Na passagem seguinte, o piloto da Honda foi ainda mais longe, ampliando para 0s347 a margem em relação ao rival da Ducati.
 
De volta à pista, o ainda lesionado Jack Miller saltou para o sexto posto, 1s014 mais lento que Márquez, que seguia no topo da tabela.
 
A fase intermediária da sessão não viu grandes mudanças na tabela, mas Pedrosa conseguiu saltar para o quinto posto, 0s845 mais lento que o companheiro de Honda. Lorenzo também melhorou e se instalou em nono.
 
Com cerca de 15 minutos para o fim da sessão, Héctor Barberá sofreu uma queda e deixou a pista indicando um incômodo nas mãos. 
 
Pouco depois, Iannone aproveitou o vácuo do #93, chegou a 1min29s857 e assumiu o segundo lugar, 0s255 mais lento que Márquez. 0s092 mais lento que o piloto da Suzuki, Dovizioso caiu para terceiro.
 
Na rodada final de pit-stops, Márquez seguia no topo da tabela de tempos, agora seguido por Iannone, Dovizioso, Viñales, Pedrosa, Crutchlow, Miller, Zarco, Pol e Lorenzo. 
 
No retorno à pista, Iannone levou um sustinho ao travar a frente na saída do pit-lane, mas conseguiu evitar maiores problemas e deu sequência à sessão.
 
Calçando a traseira da RC16 com um pneu macio, Smith saltou para o sexto posto, 0s800 mais lento que Márquez. Dovizioso também melhorou e recuperou o segundo lugar, 0s163 atrás do líder.
 
Com um par de macios, o #4 vinha em ótima volta, mas perdeu na parcial final de Phillip Island e não conseguiu avançar. Iannone, Viñales e Miller vinham a seguir.
 
Na sequência, Miller foi 0s122 mais lento que Márquez e assumiu o segundo posto, com Pol Espargaró se colocando em quinto.
 
Já com a bandeira quadriculada tremulando em Phillip Island, Zarco chegou a 1min29s695 e assumiu o segundo lugar, apenas 0s063 atrás de Márquez.

MotoGP, GP da Austrália, Phillip Island, 1º Treino Livre:
1 93 MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 1:29.602  
2 5 JOHANN ZARCO FRA TECH3 YAMAHA 1:29.695 +0.093
3 43 JACK MILLER AUS MARC VDS HONDA 1:29.724 +0.122
4 4 ANDREA DOVIZIOSO ITA DUCATI 1:29.753 +0.151
5 25 MAVERICK VIÑALES ESP YAMAHA 1:29.781 +0.179
6 29 ANDREA IANNONE ITA SUZUKI 1:29.857 +0.255
7 44 POL ESPARGARÓ ESP KTM 1:29.878 +0.276
8 99 JORGE LORENZO ESP DUCATI 1:30.059 +0.457
9 38 BRADLEY SMITH ING KTM 1:30.279 +0.677
10 35 CAL CRUTCHLOW ING LCR HONDA 1:30.384 +0.782
11 26 DANI PEDROSA ESP HONDA 1:30.400 +0.798
12 41 ALEIX ESPARGARÓ ESP APRILIA 1:30.494 +0.892
13 46 VALENTINO ROSSI ITA YAMAHA 1:30.553 +0.951
14 17 KAREL ABRAHAM RTC ASPAR DUCATI 1:30.879 +1.277
15 45 SCOTT REDDING ING PRAMAC DUCATI 1:31.001 +1.399
16 9 DANILO PETRUCCI ITA DUCATI 1:31.174 +1.572
17 42 ÁLEX RINS ESP SUZUKI 1:31.329 +1.727
18 8 HECTOR BARBERÁ ESP AVINTIA DUCATI 1:31.457 +1.855
19 53 TITO RABAT ESP MARC VDS HONDA 1:31.599 +1.997
20 76 LORIS BAZ ESP AVINTIA DUCATI 1:31.614 +2.012
21 19 ÁLVARO BAUTISTA ESP ASPAR DUCATI 1:31.994 +2.392
22 22 SAM LOWES ING APRILIA 1:32.426 +2.824
23 23 BROC PARKES AUS TECH3 YAMAHA 1:33.054 +3.452
             
RECORDE MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 1:28.108 181.7 km/h
MELHOR VOLTA JORGE LORENZO ESP YAMAHA 1:27.899 182.1km/h
             
    Condições do tempo   PISTA SECA   ar: 16°C | pista: 27ºC

RITMO DE FESTA

PADDOCK GP CHEGA À EDIÇÃO 100 COM HISTÓRIAS IMPERDÍVEIS DE EDGARD MELLO FILHO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube