Márquez ressalta grande ritmo de Lorenzo na Comunidade Valenciana e critica vaias: “Faltou respeito comigo”

Marc Márquez não se importa com as insinuações de que teria ajudado Jorge Lornzo a tornar-se campeão da temporada 2015 da MotoGP. Segundo o espanhol, o ritmo do adversário da Yamaha era muito superior para que ele conseguisse superá-lo

Marc Márquez pode ser visto como o vilão da temporada, mas o piloto pouco está se importando com isso. Neste domingo (8) aconteceu a grande decisão da MotoGP e, fora da disputa do título, acabou o dia na segunda colocação.
 
O espanhol foi indicado como ficar entre a disputada de Lorenzo e Valentino Rossi, beneficiando o recente campeão. Na prova na Comunidade Valenciana, ainda, o acusaram de não ultrapassar o recente tricampeão para prejudicar o italiano.
Marc Márquez (Foto: David Goldman/GEPA Pictures)
Ao comentar sobre a sua corrida, Márquez disse que Lorenzo estava com um ritmo muito superior, e que era difícil de alcançá-lo. Ainda, quando Dani Pedrosa o ultrapassou, ele estava sofrendo com a moto. “Jorge estava muito forte e eu estava pilotando no limite. Quando Dani apareceu eu estava sofrendo muito nas últimas voltas”, explicou.
 
“Eu estava salvando para tentar atacar nos dois últimos giros, mas então Pedrosa ultrapassou e eu perdi tempo. Tentei o troco na última curva, tinha pouca aderência e quase perdi a dianteira. Não foi o melhor fim de temporada, mas no próximo ano eu tentarei ser ainda melhor”, continuou.
 
Sobre as vaias no pódio, ele foi direto: foi falta de respeito. “Foi uma das primeiras vezes que me vaiam. Se me acusam de deixar Lorenzo ganhar me faltam com o respeito. Sempre dou tudo de mim”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube