MotoGP

Márquez sobra em treino atrasado por temporal e crava na Malásia 80ª pole da carreira. Rossi é terceiro

Marc Márquez sobrou em um treino atrasado por um forte temporal e, mesmo com uma queda, alcançou a 80ª pole-position no Mundial de Motovelocidade. 0s548 mais lento, Johann Zarco ficou com o segundo posto, com Valentino Rossi completando a primeira fila
Warm Up / JULIANA TESSER, de São Paulo / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
 Marc Márquez (Foto: Divulgação/MotoGP)
Marc Márquez alcançou a 80ª pole-position da carreira no Mundial de Motovelocidade. Em um treino atrasado por um forte temporal, o #93 não se abalou nem mesmo por uma queda e assegurou a posição de honra ao cravar 2min12s161 na pista molhada na tarde deste sábado (3).
 
O treino classificatório não foi dos mais tranquilos. A programação acabou atrasada em mais de 1h por conta de um temporal que atingiu o circuito de Sepang e impediu a presença das motos na pista. Quando a sessão finalmente foi iniciada, a drenagem do circuito deu conta do recardo.
 
Márquez, porém, não deu lá muitas chances para a concorrência. O #93 chegou a abrir 1s2 de margem na liderança, mas viu Johann Zarco aparecer já com o cronômetro zerado para ficar com o segundo posto. Valentino Rossi completa a primeira fila malaia.
 
0s936 mais lento que Márquez, Andrea Iannone abre a segunda fila do grid, à frente de Andrea Dovizioso, que caiu na curva nove nos instantes finais da sessão. Jack Miller aparece em sexto.
 
Danilo Petrucci abre a terceira linha da grelha, seguido por Álex Rins e Álvaro Bautista. Dani Pedrosa fecha o top-10, 0s413 à frente de um decepcionante Maverick Viñales, que ficou completamente apagado no Q2 depois de sofrer uma queda no TL4.
Marc Márquez conquistou a 80ª pole da carreira (Foto: Divulgação/MotoGP)
Com 2min13s786, Scott Redding ficou com o 13º posto, à frente de Michele Pirro, Xavier Siméon e Pol Espargaró. Bradley Smith chegou a sonhar com uma passagem para Q2, mas uma queda acabou por manter o britânico apenas na 17ª posição.
 
Tom Lüthi ficou em 18º, seguido por Franco Morbidelli, Stefan Bradl, Karel Abraham, Takaaki Nakagami e Hafizh Syhrin.
 
Jordi Torres foi uma das vítimas da mudança climática no TL4 e acabou com uma fratura no polegar esquerdo. O espanhol foi barrado pelos médicos e, assim, não retorna mais à pista neste fim de semana.
Márquez lidera TL4 da MotoGP na Malásia em treino marcado por forte chuva

Após as classificações da Moto3 e Moto2, foi a vez da MotoGP ir para a pista para as últimas atividades do dia. No último treino livre da classe rainha do Mundial, o termômetro mostrava a temperatura de 32ºC, com o asfalto a 41ºC.
 
Ainda nos minutos iniciais da sessão, Xavier Simeon foi o primeiro piloto que acabou levando um tombo. Mas logo o piloto estava de volta em cima da moto e tentava retomar o treino.
 
Com 2min00s997, Johann Zarco assumiu a ponta da sessão com cinco minutos de ensaio completados. Entretanto, o francês logo foi superado por Álex Rins, que superou seu tempo em 0s240.
 
Faltando 23 minutos para terminar a atividade, o #5 seguia na ponta, com Márquez, Viñales, Rins, Rossi, Dovizioso, Pedrosa, Iannone, Petrucci e Morbidelli vindo em seguida. Nesse momento, Takaaki Nakagami também ia ao chão.
 
No giro seguinte, era a vez de Marc tomar a ponta da tabela ao cravar 2min00s126, um tempo 0s631 mais rápido que o sustentado por Zarco. 
 
Com 15 minutos de sessão, a maior parte dos pilotos começou a ir aos boxes para a primeira parada programada da sessão. Márquez seguia como o mais rápido, com Viñales, Dovizioso, Zarco e Rins em seguida.
 
Nesse momento, duas coisas aconteceram simultaneamente: a bandeira de chuva tremulava em Sepang e Karel Abraham e Viñales acabaram sofrendo uma queda. A Yamaha do #25 ficou bastante danificada.
O final da sessão estava já com o asfalto completamente molhado. Todos os pilotos estavam de volta ao traçado e precisavam bater o tempo de Marc, que era 2min00s083. Viñales, Dovizioso, Zarco e Rins completavam o top-5 debaixo da chuva.
 
Com o cronômetro zerado, nenhum outro adversário conseguiu superar a marca do titular da Honda – ainda mais com as condições da pista.
Com pista encharcada e atraso, Bautista e Aleix Espargaró avançam ao Q2 da classificação

Álvaro Bautista, Franco Morbidelli, Stefan Bradl, Pol e Aleix Espargaró, Hafizh Syahrin, Takaaki Nakagami, Bradley Smith, Karel Abraham, Thomas Lüthi, Scott Redding, Xavier Simeon e Jordi Torres voltaram ao traçado para disputar o Q1.
 
Mas assim que a bandeira verde foi dada na Malásia, logo deu espaço para a bandeira vermelha. A sessão foi interrompida por conta da condição da pista, que tinha acúmulo de água em alguns pontos.
Mais de dez minutos de sessão parada já havia passado e a chuva apenas apertava na Malásia. A condição estava bastante desfavorável, com o traçado encharcado e cheio de grandes poças d’água.

Após mais de uma hora de atraso, enfim a bandeira verde foi mais uma vez vista em Sepang. Mesmo com três minutos rodados na primeira tentativa do Q1, os pilotos foram para a pista com o tempo total da sessão.
 
Após cinco minutos da primeira parte da tomada de tempos já terem corrido, eram os irmãos Espargaró quem avançavam momentaneamente ao Q2, com Aleix anotando 2min14s916 e Pol 2min15s996.

Smith logo tratou de virar mais rápido que a dupla espanhola, assumindo a primeira posição da tabela com 2min14s332. Mas pouco depois, o piloto acabou sofrendo uma queda na curva 11, mas rapidamente levantou-se sozinho.
 
Em seu giro rápido seguinte, Aleix baixou ainda mais o antigo tempo do ponteiro, se colocando como o mais rápido quase 1s. Simeon, Bautista, Morbidelli, Pirro, Pol, Bradley, Lüthi, Abraham, Syahrin, Nakagami e Redding completavam a sessão.
 
De forma surpreendente, Pirro virou 2min14s288 e assumiu a segunda colocação da tabela, garantindo momentaneamente uma das vagas para o Q2, fase final da classificação.
 
Perto do fim, Bautista desbancou todos os adversários e com a marca de 2min13s311, se colocou em primeiro, avançando ao Q2 junto com Aleix. Redding, Pirro, Simeon, Pol, Smith, Lüthi, Bradl, Morbidelli, Abraham, Nakagami e Syahrin vindo em seguida.

Márquez cai, mas conquista 80ª pole-position da carreira na Malásia
 
Bautista e Aleix Espargaró então se juntaram a Maverick Viñales, Marc Márquez, Jack Miller, Dani Pedrosa, Álex Rins, Johann, Danilo Petrucci, Andrea Dovizioso, Valentino Rossi e Andrea Iannone.
 
Com a última fase da classificação liberada, logo os pilotos saíram para a pista para as voltas de instação. Após cinco minutos, os primeiros tempos começavam a ser marcados, com Márquez se colocando no topo com 2min13s641.
 
No giro seguinte, o espanhol vinha mostrando ainda mais velocidade, vindo para baixar sua marca anterior. Quando fechou a volta, cravou 2min12s161. Ele era seguido por Petrucci, Miller, Rins, Dovizioso, Iannone, Rossi, Bautista, Zarco, Pedrosa, Vinales e Aleix.

Com cinco minutos para o fim, então, aconteceu com Márquez o que ele não queria. O espanhol acabou sendo traído pelas condições da pista e levou um tombo na curva 4, mas logo se levantando para retomar a sessão.
 
Mas a vida do #93 era relativamente tranquila, pois tinha uma vantagem imensa para o segundo colocado, superior a 1s. Assim que chegou aos boxes, apenas subiu na segunda moto e logo saiu para o traçado novamente.

Com a bandeira quadriculada, os pilotos estavam em suas últimas voltas rápidas. Como esperado, ninguém mais superou Marc, que abocanhou mais uma pole no ano. Zarco e Rossi completavam a primeira fila.
 
Iannone era quem abria a segunda fila do grid, com Dovizioso, que quando completava o giro acabou caindo, conseguindo o quinto posto. Miller, Petrucci, Rins, Bautista, Pedrosa, Viñales e Aleix fechando a lista de pilotos do Q2.

MotoGP 2018, GP da Malásia, Sepang, Grid de largada:

1 J ZARCO Tech3 Yamaha 2:12.709  
2 V ROSSI Yamaha 2:13.009 +0.300
3 A IANNONE Suzuki 2:13.097 +0.388
4 A DOVIZIOSO Ducati 2:13.183 +0.474
5 J MILLER Pramac Ducati 2:13.274 +0.565
6 D PETRUCCI Pramac Ducati 2:13.413 +0.704
7 M MÁRQUEZ Honda 2:12.161  
8 A RINS Suzuki 2:13.463 +0.754
9 A BAUTISTA Ángel Nieto Ducati 2:14.185 +1.476
10 D PEDROSA Honda 2:14.443 +1.734
11 M VIÑALES Yamaha 2:14.856 +2.147
12 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 2:15.340 +2.631
13 S REDDING Aprilia Gresini 2:13.786 +1.077
14 M PIRRO Ducati 2:13.823 +1.114
15 X SIMEÓN Avintia Ducati 2:13.971 +1.262
16 P ESPARGARÓ KTM 2:14.132 +1.423
17 B SMITH KTM 2:14.332 +1.623
18 T LÜTHI Marc VDS Honda 2:14.843 +2.134
19 F MORBIDELLI Marc VDS Honda 2:14.994 +2.285
20 S BRADL LCR Honda 2:15.364 +2.655
21 K ABRAHAM Ángel Nieto Ducati 2:15.679 +2.970
22 T NAKAGAMI LCR Honda 2:16.558 +3.849
23 H SYAHRIN Tech3 Yamaha 2:16.825 +4.116
  J TORRES Avintia Ducati    
         
REC J LORENZO Yamaha 2:00.606 165.4 km/h
MV D PEDROSA Honda 1:59.053 167.6 km/h
         
  Condições do tempo PISTA MOLHADA   ar: 20ºC | pista: 28ºC