Márquez vence disputa com Rossi e lidera primeiro treino da MotoGP na Alemanha. Redding surpreende e é terceiro

Marc Márquez e Valentino Rossi começaram o duelo mais cedo, mas, desta fez, foi o espanhol quem levou a melhor. Com 0s336 e vantagem, o piloto da Honda assegurou a liderança do primeiro treino livre em Sachsenring. Scott Redding surpreendeu e ficou com o terceiro posto

A cobertura completa do GP da Alemanha no GRANDE PRÊMIO

 Marc Márquez e Valentino Rossi começaram seu duelo particular mais cedo. Depois de um embate polêmico na última volta do GP da Holanda, a dupla de reencontrou na pista na manhã desta sexta-feira (10) e brigou pela liderança da primeira sessão de treinos livres em Sachsenring.
 
Ao contrário do que aconteceu em Assen, foi o espanhol quem levou a melhor na manhã alemã. Com 1min21s766, o bicampeão da MotoGP assegurou a liderança do treino com 0s336 de vantagem para o líder do Mundial.
Marc Márquez foi o mais rápido no primeiro treino em Sachsenring (Foto: Honda)
Já com a bandeira quadriculada tremulando na Alemanha, Scott Redding surpreendeu ao cravar 1min22s167 e saltar para o terceiro posto, 0s401 mais lento que o líder.
 
Com 1min22s243, Dani Pedrosa aparece para ocupar o quarto posto, seguido por Yonny Hernández. As Ducati foram discretas esta manhã, mas Andrea Dovizioso garantiu o sexto tempo ao virar 0s662 mais lento que Márquez.
 
Jorge Lorenzo, por sua vez, foi 0s679 mais lento que o ponteiro e ficou com a sétima marca, 0s017 à frente de Aleix Espargaró. Cal Crutchlow e Andrea Iannone completam a lista dos dez mais rápidos.
 
Saiba como foi o primeiro treino da MotoGP em Sachsenring:
 
Apesar do sol brilhando no céu de Chemnitz, a temperatura não subiu muito na manhã desta sexta-feira (10). Na hora do treino da MotoGP, os termômetros indicavam 13°C, com o asfalto chegando a 21°C. Os ventos sopravam a uma velocidade de 5 km/h.
 
Líder do Mundial, Valentino Rossi começou a sessão no topo da tabela, mas logo viu Marc Márquez virar 1min23s505 e assumir o comando. Danilo Petrucci pulou para a segunda colocação, à frente de Yonny Hernández e Jorge Lorenzo. O #46 caiu para a quinta colocação, 0s811 atrás do líder.
 
Para essa primeira saída, todos os pilotos optaram por calçar a roda dianteira dos protótipos com o pneu macio, identificado pela cor branca. Neste fim de semana, a Bridgestone estreia um composto dianteiro assimétrico.
 
Com 1min22s906, Hernández assumiu o comando do treino, abrindo 0s097 de vantagem para Márquez. Petrucci agora vinha em terceiro, seguido por Scott Redding e Lorenzo.
 
Na sequência, Rossi baixou para 1min22s792 e recuperou a liderança, abrindo 0s114 de vantagem para Hérnandez. Márquez vinha em terceiro, mas logo inverteu a posição, deixando Yonny 0s113 atrás e se instalando a 0s001 de Valentino.
 
Pouco depois, Lorenzo bateu o companheiro de Yamaha por 0s287 e assumiu a ponta, mas caiu para segundo pouco depois, com Márquez virando 0s323 mais rápido.
Valentino Rossi ficou com o segundo tempo na Alemanha (Foto: Yamaha)
Sem demora, Rossi respondeu, mas perdeu tempo nas parciais finais e não conseguiu tomar a ponta de Márquez, apenas invertendo a posição com Lorenzo por uma diferença de 0s001.
 
Com o primeiro terço do treino completo, os pilotos começaram a voltar para os boxes para trabalhar nas motos. Márquez liderava, com Rossi, Lorenzo, Hernández, Bradley Smith, Redding, Petrucci, Pedrosa, Pol e Aleix Espargaró fechando o top-10.
 
Antes de entrar nos boxes da Yamaha, Rossi baixou sua marca para 1min22s102 e assumiu a liderança da sessão, abrindo 0s080 de vantagem para Márquez.
 
De volta à pista, Pol Espargaró sofreu uma queda na curva 11, mas foi a moto quem saiu machucada do tombo. O catalão deixou a pista correndo para voltar para os boxes.
 
Aleix, por outro lado, deixou os boxes da Suzuki, baixou sua marca para 1min22s73 e retornou para os pits logo após assumir o sexto posto, 0s631 atrás de Rossi.
 
Pouco depois, Márquez baixou para 1min21s838 e assumiu a liderança da sessão, abrindo 0s264 de vantagem para Rossi. Lorenzo vinha em terceiro, com Hernández e Pedrosa completando o top-5.
 
Em seguida, boa parte dos pilotos voltou aos boxes, mas a dupla da Yamaha e Pedrosa estavam entre os que seguiam trabalhando. Dani, aliás, cravou 1min22s345 e assumiu o terceiro posto, 0s507 atrás de Márquez.
 
Após deixar os boxes, Cal Crutchlow baixou sua marca para 1min22s567 e saltou para o quinto posto, 0s729 atrás do líder.
 
Falando em Marc Márquez, o espanhol foi o primeiro a testar o pneu assimétrico dianteiro, que faz sua estreia neste fim de semana. O composto é identificado pela cor azul.
 
Alguns instantes mais tarde, Álvaro Bautista perdeu a frente da RS-GP na curva 11 e caiu, mas não se feriu e deixou a pista correndo para voltar aos boxes da Aprilia. O espanhol tinha o 18º tempo.
 
Com 1min22s396, Hernández se instalou na quarta colocação, 0s558 atrás o líder. Aleix vinha sequência, seguido por Lorenzo, Crutchlow, Andrea Iannone, Pol e Smith.
 
Lorenzo logo tratou de reagir, baixou para 1min22s445 e assumiu o quinto posto,0s607 atrás de Márquez, que seguia no topo da tabela.
 
O #93, aliás, baixou sua marca para 1min21s766 e aumentou para 0s336 sua vantagem em relação a Rossi, que permanecia em segundo. Pedrosa tinha a terceira marca.
 
Com o cronômetro zerado, Scott Redding cravou 1min22s167 e assumiu o terceiro posto, 0s401 atrás de Márquez, que ficou com a liderança.

MotoGP, GP da Alemanha, Sachsenring, 1º Treino Livre:

 
1
93
MARC MÁRQUEZ
ESP
HONDA
1:21.766
 
2
46
VALENTINO ROSSI
ITA
YAMAHA
1:22.102
+0.336
3
45
SCOTT REDDING
ING
MARC VDS HONDA
1:22.167
+0.401
4
26
DANI PEDROSA
ESP
HONDA
1:22.243
+0.477
5
68
YONNY HERNÁNDEZ
COL
PRAMAC DUCATI
1:22.396
+0.630
6
4
ANDREA DOVIZIOSO
ITA
DUCATI
1:22.428
+0.662
7
99
JORGE LORENZO
ESP
YAMAHA
1:22.445
+0.679
8
41
ALEIX ESPARGARÓ
ESP
SUZUKI
1:22.462
+0.696
9
35
CAL CRUTCHLOW
ING
LCR HONDA
1:22.567
+0.801
10
29
ANDREA IANNONE
ITA
 DUCATI
1:22.670
+0.904
11
25
MAVERICK VIÑALES
ESP
SUZUKI
1:22.674
+0.908
12
44
POL ESPARGARÓ
ESP
TECH3 YAMAHA
1:22.696
+0.930
13
38
BRADLEY SMITH
ING
TECH3 YAMAHA
1:22.698
+0.932
14
9
DANILO PETRUCCI
ITA
PRAMAC DUCATI
1:22.792
+1.026
15
69
NICKY HAYDEN
EUA
ASPAR HONDA
1:22.935
+1.169
16
8
HECTOR BARBERÁ
ESP
AVINTIA DUCATI
1:23.163
+1.397
17
63
MIKE DI MEGLIO
FRA
AVINTIA DUCATI
1:23.299
+1.533
18
19
ÁLVARO BAUTISTA
ESP
APRILIA GRESINI
1:23.878
+2.112
19
50
EUGENE LAVERTY
IRN
ASPAR HONDA
1:24.007
+2.241
20
7
HIROSHI AOYAMA
JAP
AB HONDA
1:24.063
+2.297
21
15
ALEX DE ANGELIS
RSM
IODA ART
1:24.063
+2.297
22
43
JACK MILLER
AUS
LCR HONDA
1:24.096
+2.330
23
70
MICHAEL LAVERTY
IRN
APRILIA GRESINI
1:24.446
+2.680
24
76
LORIS BAZ
FRA
FORWARD YAMAHA
1:25.462
+3.696
25
71
CLAUDIO CORTI
ITA
FORWARD YAMAHA
1:26.771
+5.005
 
 
 
 
 
 
 
RECORDE
DANI PEDROSA
ESP
HONDA
1:21.846
161.4 km/h
MELHOR VOLTA
MARC MÁRQUEZ
ESP
HONDA
1:20.937
163.2 km/h
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Condições do tempo
 
PISTA SECA
 
ar: 13ºC | pista: 22ºC

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube