Masià toma ponta nos metros finais e vence GP de Aragão agitado da Moto3. Arenas é 7º

Com as últimas voltas bastante agitadas, Jaume Masià tratou de crescer o ritmo e cruzar a linha de chegada apenas 0s091 à frente dos adversários. Darryn Binder e Raúl Fernández completaram o pódio do dia

O GP de Aragão da Moto3 não decepcionou no quesito ultrapassagens, ainda mais nas voltas finais. Neste domingo (18), as coisas esquentaram com seis voltas para o fim, e Jaume Masià deu o bote certeiro, segurou os adversários e garantiu a vitória.

Largando em 17º, o espanhol cresceu o ritmo nos últimos giros da disputa. Na volta final, conseguiu usar o vácuo para se colocar em primeiro e garantir o primeiro triunfo da temporada e o segundo pódio de 2020. O competidor da Leopard recebeu a bandeira quadriculada apenas 0s091 à frente do restante do pelotão.

Jaume Masià vence a primeira vez em 2020 (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Darryn Binder, que esteve competitivo durante toda a corrida, terminou a prova no segundo posto, o pódio número 2 do sul-africano no campeonato. Quem completou o top-3 foi Raúl Fernández, que bateu na trave da vitória, mas ao menos garantiu o primeiro pódio no Mundial de Motovelocidade.

Romano Fenati cruzou a linha de chegada na quarta colocação, com John McPhee completando o rol dos cinco primeiros colocados do GP de Aragão. Jeremy Alcoba terminou o dia em sexto.

Albert Arenas, atual líder da classificação, chegou a brigar pelas primeiras colocações da prova, mas terminou apenas em sétimo. Entretanto, viu seu principal adversário pelo título, Ai Ogura, fechar a disputa só em 14º.

Saiba como foi o GP de Aragão de Moto3:

Assim como aconteceu no restante do fim de semana, o frio foi a marca da corrida deste domingo. Antes da largada, a temperatura estava em 17°C, com o asfalto chegando a 22°C. A velocidade do vento era de 5 km/h.

Quando as luzes se apagaram no MotorLand, Arenas saltou para a liderança, derrubando Fernández para o segundo posto. O dono da pole, porém, respondeu rápido e, ainda nos primeiros metros, recuperou o comando.

Mais adiante, Tatsuki Suzuki passou Arenas para assumir o segundo lugar. Celestino Vietti era o quarto, seguido por Fenati, Carlos Tatay e Alonso López. Também na primeira volta, Gabriel Rodrigo caiu feio na saída da curva 13 e abandonou. O argentino foi levado ao centro médico para exames.

Enquanto isso, Suzuki deu uma primeira pressionada em Fernández, mas o piloto da Red Bull KTM Ajo conseguiu manter a ponta. Atrás, Fenati passou Vietti e agora ocupava a quarta colocação.

Dono de um bom ritmo ao longo de todo o fim de semana, Fernández conseguiu abrir 0s300 de margem para Suzuki após três voltas. Restavam 17.

Ainda neste início de corrida, John McPhee teve de cumprir a punição da volta longa por uma infração cometida nos treinos de sábado e perdeu dez posições. Alonso López também recebeu a mesma pena.

A diferença de Fernández na liderança da corrida caiu para 0s227 na sequência, mas Suzuki não parecia uma grande ameaça. Ao menos por enquanto.

Após apenas cinco voltas, o primeiro pelotão era formado por só cinco pilotos, com Masià já exibindo um atraso de 2s3 em relação a Fenati, o quinto.

Na volta 6, enquanto Fernández resistiu à um ataque de Suzuki na freada da curva 1, Binder tomou o terceiro posto de Arenas na 2. Fenati seguia em quinto.

Darryn foi ao ataque mais uma vez e tomou a segundo posição de Suzuki, que também foi superado por Arenas. O sul-africano, então, foi direto pressionar o ponteiro, que se defendeu do primeiro ataque.

No fim da volta 8, Binder usou o vácuo na reta oposta e superou Fernández na freada da curva 16. Arenas era o terceiro, seguido por Suzuki e Fenati.

Raúl não tardou em responder e aproveitou a porta aberta na curva 12 para recuperar a ponta, mas não se livrou da pressão, que aumentaria a qualquer segundo, já que o segundo pelotão vinha chegando mais e mais perto da briga.

Em meados da corrida, Andrea Migno perdeu a frente na curva 10 e caiu, abandonando o GP de Aragão. O italiano não se feriu com gravidade.

Arenas foi ataque na sequência e tomou a segunda colocação de Binder, logo tratando de cortar a vantagem de 0s2 aberta por Fernández. Fenati era agora o quarto, seguido por Suzuki, McPhee, Masià, Jeremy Alcoba, Tatay e Ayumu Sasaki.

No fim da volta 12, Binder colou em Arenas na reta oposta e aproveitou a curva 17 para recuperar o segundo posto, 0s126 atrás de Fernández, que seguia na liderança. O primeiro pelotão agora envolvia oito pilotos.

Albert não demorou para reagir ao ataque e recuperou o segundo lugar, enquanto Fenati se defendia da pressão de McPhee. Vice-líder do Mundial, Ai Ogura vinha só em 16º.

Nos primeiros metros do giro seguinte, Binder grudou em Arenas e, mais uma vez, tomou a posição do piloto da Aspar, assumindo a segunda colocação.

Na passagem seguinte, foi a vez de Fenati atacar e conquistar a terceira posição de Arenas, que agora precisava se defender de Masià. Albert, então, contra-atacou e recuperou o terceiro posto. Jaume também passou Romano e agora era o quarto.

Masià não se deu por satisfeito e tomou a terceira colocação de Arenas. Na sequência, foi Binder quem aproveitou os metros finais do traçado de Alcañiz para tirar Fernández da liderança.

O espanhol da Red Bull KTM Ajo, aliás, chegou a cair para a quinta colocação, mas logo reagiu e voltou para terceiro, atrás também de Arenas. O líder do campeonato lançou um primeiro ataque na direção de Binder, mas o irmão de Brad defendeu.

O piloto da Aspar manteve a pressão, e conseguiu consolidar a ultrapassagem metros depois. Na reta oposta, Fernández e Masià ganharam o terreno necessário para passar Binder, que também foi parar brevemente atrás de McPhee.

Fernández respondeu rápido e passou Arenas para recuperar a ponta, logo abrindo vantagem de 0s3. Masià também deixou Albert para trás e se instalou no segundo posto.

Com três voltas para o fim, Jaume chegou em Fernández na reta oposta e assumiu o comando da corrida, mas o troco de Raúl veio rápido. Binder era o terceiro, seguido por Arenas e Alcoba.

Jeremy, aliás, também não ficou acomodado. Depois de passar Arenas com uma bela manobra, deixou Binder para trás para ser o terceiro colocado.

Masià lançou um novo ataque na direção de Fernández e abriu a última volta da corrida na liderança, mas perdeu ainda nos primeiros metros da volta 19. Alcoba era o terceiro, seguido por Binder e Arenas, que errou e perdeu um pouco de terreno na briga.

No setor final da pista, Masià colou em Fernández mais uma vez e conseguiu passar na reta oposta. No entanto, o piloto da Leopard extrapolou os limites da pista, uma ação que passou sem punição pelos comissários da FIM (Federação Internacional de Motociclismo).

Moto3 2020, GP de Aragão, MotorLand, corrida

1J MASIÀLeopard Honda43:06.370
2D BINDERCIP KTM+0.091
3R FERNÁNDEZÁngel Nieto KTM+0.196
4R FENATISnipers Honda+0.327
5J MCPHEESIC HONDA+0.368
6J ALCOBARBA KTM+0.385
7A ARENASÁngel Nieto KTM+0.396
8T SUZUKISIC58 Honda+1.933
9C VIETTIVR46 KTM+2.389
10D FOGGIALeopard Honda+2.461
11K TOBAAsia Honda+2.966
12C TATAYAndreas Perez 77 KTM+3.020
13A SASAKIPETRONAS Honda+4.872
14A OGURAAsia Honda+10.949
15D ÖNCÜRed Bull KTM Ajo+10.979
16F SALACPrüstel KTM+11.172
17A LÓPEZEstrella Galicia 0,0 Honda+13.861
18N ANTONELLISIC58 Honda+19.761
19S GARCIAEstrella Galicia 0,0 Honda+21.284
20Y KUNIIAsia Honda+21.339
21R ROSSIFacile Energy KTM+21.379
22J DUPASQUIERPrüstel KTM+21.440
23S NEPAAvintia KTM+21.520
24R YAMANAKAEstrella Galicia 0,0 Honda+36.628
25B BALTUSPrüstel KTM+36.676
26D PIZZOLIFacile Energy KTM+36.739
 K PAWISIC HONDANC
 M KOFLERCIP KTMNC
 A MIGNOWorldwide KTMNC

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube