Morbidelli anula pressão de Lüthi no Catar e dispara na ponta para vencer pela 1ª vez na Moto2. Oliveira é 4º com KTM

Franco Morbidelli anulou a pressão inicial de Tom Lüthi e disparou na ponta para vencer pela primeira vez na carreira na Moto2. Suíço ficou com o segundo posto, com Takaaki Nakagami controlando Miguel Oliveira pelo terceiro lugar

Demorou, mais saiu. Depois de muito flertar com o topo do pódio na reta final de 2016, Franco Morbidelli abriu a temporada com um triunfo naquele que foi o 54º GP da carreira. Largando na pole neste domingo (26), o italiano, que é filho de uma brasileira, fez uma excelente largada e conquistou a primeira vitória da carreira na Moto2.
 
Partindo da pole depois de cravar o melhor tempo nos treinos livres combinados, Franco fez uma excelente largada, mas teve de lidar com a pressão de Tom Lüthi nos giros iniciar. O #21 chegou a perder brevemente a liderança, mas depois de despachar o suíço, sumiu na ponta e não encontrou mais adversários.
Franco Morbidelli fez uma corrida impecável em Losail (Foto: Marc VDS)
A classificação do Mundial de Motovelocidade após o GP do Catar

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Sem conseguir acompanhar o ritmo de Morbidelli, Lüthi acabou isolado, garantindo um segundo lugar relativamente tranquilo.

 
A terceira colocação, por outro lado, teve mais disputa. Segundo no grid, Álex Márquez não conseguiu manter um ritmo alto e se tornou presa fácil. Primeiro, foi Takaaki Nakagami quem apareceu para roubar a posição, mas Miguel Oliveira pressionou bastante na corrida de estreia da KTM. 
O português, no entanto, não conseguiu passar e ficou com o quarto posto, à frente de Márquez. Luca Marini venceu um duelo com Fabio Quartararo e garantiu a sexta colocação.
 
Lorenzo Baldassarri arrematou o oitavo posto, seguido por Xavi Vierge. Axel Pons completa o rol dos dez primeiros.
Tão logo a bandeira quadriculada foi acionada, Valentino Rossi, mentor de Morbidelli, saiu correndo para cumprimentar o italiano, que foi bastante celebrado antes mesmo de chegar ao parque fechado.
 
Saiba como foi o GP do Catar de Moto2:
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Apesar de o radar mostrar chance de chuva ao longo da noite em Doha, a Moto2 alinhou no grid com pista seca. Às vésperas da largada, a temperatura ambiente estava em 23°C, mesma marca do asfalto, apesar do céu nublado. A velocidade do vento estava em 13 km/h.
 
No 54º GP da carreira, Franco Morbidelli conquistou a pole-position ao cravar o melhor tempo no resultado combinado das três sessões de treinos livres, que acabaram sendo usadas para definir o grid de largada após o cancelamento dos treinos classificatórios de sábado por conta da chuva.
 
Mostrando uma ótima evolução em relação à temporada passada, Álex Márquez tinha o segundo posto, repetindo seu melhor grid na Moto2. Vencedor no Catar em 2016, Tom Lüthi aparecia para fechar a primeira fila. 
 
Neste fim de semana, a Dunlop levou ao Catar o pneu dianteiro médio ‘2’ e os traseiros médio ‘3’ e duro ‘S1’. Além disso, a fornecedora única da classe intermediária também atendeu a solicitação da organização e levou compostos de chuva ao circuito catari. No grid, a escolha de pneus foi uniforme: todo mundo com um par de médios.
 
Na largada, Morbidelli fez uma ótima saída e manteve o comando da corrida, com Lüthi passando Márquez pelo topo da tabela.  Nakagami vinha em quarto, seguido por Vierge, Kent, Oliveira, Aegerter, Marini e Bagnaia. Ao contrário da lambança do ano passado, ninguém queimou largada desta vez.
Tom Lüthi ficou com o segundo posto em Losail (Foto: Divulgação/MotoGP)
No comando da corrida, Morbidelli tentou abrir vantagem logo de cara, mas Lüthi ia conseguindo acompanhar o #21. Márquez, por sua vez, tinha se afastado ligeiramente dos ponteiros. 
 
Na reta, Lüthi usou o vácuo e pegou Morbidelli, saltando na ponta antes mesmo da entrada da curva um. O piloto da Marc VDS seguiu colado no suíço, buscando um pouco para dar o troco. Terceiro, Márquez já tinha 0s5 de atraso para o companheiro de equipe.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Ao fim da segunda volta, Remy Gardner caiu, junto com Mattia Pasini e Hafizh Syahrin.
 
No fim do giro, Franco fez uma primeira tentativa de recuperar a ponta, mas não rolou. Os ponteiros, no entanto, seguiam juntinhos, separados por menos de 0s1. Terceiro, Márquez tinha reduzido um pouco o atraso, mas nada muito impressionante.
 
Na curva 13, Morbidelli foi por dentro e tomou a ponta de Lüthi, se afastando um pouco logo de cara. O italiano ainda busca o primeiro triunfo da carreira.
 
Mais atrás, Oliveira ia escalando o pelotão e já vinha em quinto, 0s645 atrás de Nakagami, o quarto.
 
Imprimindo um ritmo forte, Morbidelli foi abrindo mais e mais na ponta, levando sua margem para 0s658 no fim da terceira volta. Márquez, por outro lado, ia colando em Lüthi, tentando recuperar sua posição de partida. Nakagami permanecia em quarto, com Oliveira chegando mais perto.
 
No final da volta seguinte, a vantagem de Morbidelli era ainda maior: 0s882. Lüthi, no entanto, tinha Márquez coladinho atrás.
 
Pouco depois, o wild-card SaeedAl Sulaiti abandonou a disputa após uma queda. O piloto do Catar não se feriu no acidente.
 
Lançando uma volta rápida atrás da outra, Morbidelli disparou na ponta, abrindo 1s671 de vantagem para Lüthi após apenas seis giros. Terceiro, Márquez não conseguiu manter a aproximação, mas não estava assim tão longe. 0s5 atrás do caçula dos irmãos de Cervera, Nakagami já ia sentindo a pressão de Oliveira.
Sem conseguir chegar em Lüthi, Márquez viu Nakagami chegar e, sem muita demora, pular para o terceiro posto. Quinto, Oliveira também vinha pertinho.
 
Mais atrás, Vierge venceu um duelo com Marini, passou Kent e saltou para a sexta posição. Pouco depois, Quartararo também passou o irmão de Valentino Rossi, deixando Danny para trás em seguida para pressionar o piloto da Tech3, que não ofereceu muita resistência.
 
Na nona volta, Oliveira tentou passar Márquez na curva um, mas encontrou a porta fechada. Enquanto isso, Jorge Navarro abandonou sua prova de estreia após um tombo.
 
Mais adiante, Oliveira passou Álex por dentro e subiu para a quarta colocação, 0s405 atrás de Nakagami, que vinha 0s9 distante de Lüthi.
 
Na metade da corrida, Morbidelli já tinha 2s440 de margem, mas tinha de tomar cuidado com o desgaste dos pneus, algo que o prejudicou bastante no ano passado.
 
Marini também não ficou parado e escalou até o sexto posto, onde tinha 5s6 de atraso para Márquez, o quarto. Quartararo vinha colado atrás, à frente de Vierge, Axel Pons e Baldassarri.
 
Lá na ponta, Morbidelli seguia firme, se afastando mais e mais para alcançar a primeira vitória da carreira. Com sete giros para o fim, o ítalo-brasileiro tinha 3s2 de vantagem na ponta.
 
Quartararo não demorou para partir para cima de Marini e roubar a sexta colocação, mas também se assustar Márquez, que estava isolado em quinto.
Restando cinco giros para a bandeirada, Morbidelli sustentava 3s451 de vantagem para Lüthi, que, por sua vez, tinha 0s5 de folga para Nakagami. Oliveira também tinha ficado 0s5 para trás.
 
Com três voltas para o fim, Lüthi começou a apertar o passo, mas não era nada assim tão significativo para descontar a larga margem de Franco. 
 
Mais atrás, Marini passou Quartararo para recuperar o sexto posto, enquanto Baldassarri tomou o oitavo lugar de Vierge.
 
Na última volta, Miguel chegou de novo, mas Nakagami conseguiu segurar para receber a bandeirada na frente.

Moto2, GP do Catar, Losail, corrida:

1 21 FRANCO MORBIDELLI ITA MARC VDS Kalex 39:44.205
2 12 THOMAS LÜTHI SUI INTERWETTEN Kalex +2.828
3 30 TAKAAKI NAKAGAMI JAP TEAM TADY Kalex +3.723
4 44 MIGUEL OLIVEIRA POR RED BULL KTM AJO +3.940
5 73 ÁLEX MÁRQUEZ ESP MARC VDS Kalex +11.047
6 10 LUCA MARINI ITA FORWARD Kalex +13.936
7 40 FABIO QUARTARARO FRA PONS Kalex +14.266
8 7 LORENZO BALDASSARRI ITA FORWARD Kalex +17.479
9 97 XAVIER VIERGE ESP TECH3 Mistral 610 +17.696
10 57 AXEL PONS ESP RW Kalex +17.859
11 77 DOMINIQUE AEGERTER SUI KIEFER Suter +17.802
12 42 FRANCESCO BAGNAIA ITA VR46 Kalex +18.090
13 52 DANNY KENT ING KIEFER Suter +19.323
14 2 JESKO RAFFIN SUI INTERWETTEN Kalex +22.798
15 60 XAVIER SIMÉON BEL TASCA Kalex +24.009
16 23 MARCEL SCHROTTER ALE INTACT Suter +24.077
17 24 SIMONE CORSI ITA SPEED UP +28.193
18 68 YONNY HERNÁNDEZ COL ARGIÑANO & GINÉS Kalex +31.828
19 45 TETSUTA NAGASHIMA ITA SAG Kalex +31.839
20 41 BRAD BINDER RSA RED BULL KTM AJO +34.046
21 11 SANDRO CORTESE ALE INTACT Suter +40.227
22 32 ISAAC VIÑALES ESP SAG Kalex +40.279
23 60 JULIAN SIMON ESP ITALTRANS Kalex +40.446
24 54 MATTIA PASINI ITA ITALTRANS Kalex +42.501
25 88 RICARD CARDUS ESP SPEED UP +43.000
26 57 EDGAR PONS ESP PONS Kalex +47.072
27 5 ANDREA LOCATELLI ITA ITALTRANS Kalex +47.486
28 89 KHAIRUL IDHAM PAWI ESP TEAM TADY Kalex +51.206
29 62 STEFANO MANZI ITA VR46 Kalex +1:02.080
  9 JORGE NAVARRO ING GRESINI Kalex NC
  55 HAFIZH SYAHRIN MAS RACELINE Kalex NC
  8 SAEED AL SULAITI CAT TECH3 Mistral 610 NC
  87 REMY GARDNER AUS TECH3 Mistral 610 NC
 

#GALERIA(6969)

PADDOCK GP #70 FAZ PRÉVIA DE ABERTURA DAS TEMPORADAS DE F1 E MOTOGP E LEMBRA PACE

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube